Navegando pela Categoria

Política

APROVAÇÃO DE DÓRIA CAI 10 PONTOS. ELE CULPA O PT!

A aprovação da administração do prefeito de São Paulo João Dória (PSDB), depencou quase dez pontos percentuais, De acordo com levantamento feito pelo Instituto Datafolha, o tucano tem 32% de aprovação (ótimo/bom), 26% de rejeição (ruim/péssimo) e 40% de regular entre os entrevistados na capital paulista. Foram ouvidos 1.092 eleitores nos dias 4 e 5 de outubro. Na sondagem anterior, João Dória tinha 41% de aprovação e 22% de rejeição.

O Datafolha quis saber, também, sobre a candidatura do prefeito paulistano a presidência da república. 58% preferem que ele permaneça como prefeito, enquanto 10% quer que ele se candidate ao palácio do planalto. 55% não votaria nele em hipótese alguma para presidente e 18% votariam com certeza.

Ao comentar o resultado da aferição João Dória afirmou que toda pesquisa deve ser respeitada, mas culpou diretamente a gestão do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).”Temos um déficit no orçamento da prefeitura de R$ 7,5 bilhões, que oi herança do PT, que nos deixou esse rombo”, afirmou.

“CIDADE DE SÃO PAULO NÃO TEM PREFEITO”, DENUNCIA CACIQUE TUCANO

O prefeito de São Paulo João Dória (PSDB) sofreu um duro ataque esta semana. Desta vez, a ofensiva partiu do vice-presidente nacional do tucanato, Alberto Goldman, que colocou o dedo na ferida e apontou o que todos já sabem: a maior cidade do País não tem um prefeito, mas sim um candidato à presidência da República, que abandonou a metrópole para fazer campanha antecipada;

Goldman afirmou também que Dória “Viaja por todos os lugares, todas as cidades, todos os estados e todos os países. Diz que está trazendo alguma coisa para São Paulo. Não está trazendo nada. Até agora nada e nem vai trazer nada”.

O vice-presidente denuncia ainda fraudes nas licitações conduzidas por Dória; “Os editais estão predeterminados para as empresas que vão ganhar. Todos são dirigidos. Esse é o homem que se diz puro, limpo e gestor”

ALA DO PT DE ILHÉUS DEFENDE REELEIÇÃO DE ROSEMBERG E JOSIAS

O PT – Partido dos Trabalhadores de Ilhéus não deve lançar novos candidatos do município para deputados estadual e federal em 2018. Ao menos com poder de competitividade.

Segundo apurou o Blog Ipolítica, lideranças importantes como os professores Ednei Mendonça e Carmelita Ângela, vão apostar todas as fichas na reeleição dos deputados estadual Rosemberg Pinto (PT) e  federal Josias Gomes (PT).

A dobradinha, comenta-se, deve ocorrer na maioria dos municípios da região cacaueira No entanto, uma outra ala, defende que a legenda deva lançar nomes da cidade para disputa proporcional em 2018.

INVESTIGAÇÃO SOBRE OS R$ 51 MILHÕES DE GEDDEL ESTÁ PARADA

A investigação sobre os R$ 51 milhões de Geddel Vieira Lima (PMDB) está parada. Segundo o Estadão, o ministro Edson Fachin, do Supremo, ainda não decidiu se o caso será desmembrado. O irmão do ex-ministro, deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), tem foro e foi citado.

O dinheiro foi encontrado num apartamento em Salvador, que teria sido emprestado ao deputado. A PF encontrou impressões digitais do deputado nas notas de dinheiro. O Palácio do Planalto se preocupa com uma delação premiada de Geddel. Muito próximo ao presidente Michel Temer e à cúpula do PMDB na Câmara, ele poderia complicar seus colegas de partidos.

Até agora, contudo, Geddel preferiu se manter em silêncio sobre a orgiem do dinheiro.

VEREADOR BABÁ CEARENSE REALIZA 1ª EDIÇÃO DO PROJETO “MEU GABINETE NA RUA”

Aconteceu neste sábado, 30, a primeira edição do projeto “Meu Gabinete na Rua”, de autoria do vereador, José Erivânio Sobreira, o Babá Cearense (PHS), com objetivo de aproximar o mandato da população.

Cerca de 300 pessoas passaram pelo stand, montado na Rua São Francisco no bairro de Fátima, informando as demandas das ruas e do bairro. No projeto, em parceria com profissionais liberais, foram oferecidos exames diversos, como teste de glicemia, aferição de pressão, assistência jurídica, odontológica e fonoaudióloga.

Ana Lúcia é moradora do bairro há mais de 20 anos e jamais tinha visto algo similar. Para a dona de casa, o vereador Babá Cearense deu uma prova da preocupação com as comunidades. “Falei diretamente com ele sobre o esgoto na minha rua e falta de água constante”, elencou.

Ana Paula Santos, estudante achou a ideia interessante e parabenizou a organização. “Acredito que se todos fizessem assim, os problemas seriam mais resolvidos mais facilmente,”

De acordo com Babá Cearense, o trabalho deve ser dessa forma. Ele acredita que fora do gabinete pode contribuir muito mais com o desenvolvimento da cidade. “Dessa forma, eu posso ver de perto os problemas de cada bairro, estabelecendo uma relação de confiança com a população.”, concluiu.

A próxima edição do Projeto “Meu Gabinete na rua” será definida nos próximos dias, após reuniões com lideranças comunitárias. “A ideia é levar o projeto ao menos uma vez por mês a um bairro diferente”, acrescentou Babá.

TRANSFERÊNCIA DE VOTOS DE LULA É MODESTA, APONTA DATAFOLHA

Na prévia divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo neste sábado, 30, apesar do crescimento do ex-presidente petista, a taxa de transferência de votos de Lula é modesta, apenas 26%. O PT tem negado ter um “plano B” caso Lula seja condenado em segunda instância e não possa se candidatar, mas um dos nomes apontados caso isso aconteça é Fernando Haddad. Entretanto, o cenário não é favorável para o ex-prefeito da capital paulista. Nos cenários em que seu nome aparece, ele oscila entre apenas 2% e 3% das intenções de voto.

O Datafolha entrevistou 2.772 pessoas entre os dias 27 e 28 de setembro e constatou que a rejeição ao nome de Lula, mesmo após sua condenação, caiu desde a última pesquisa, realizada em junho. Ao mesmo tempo em que é o favorito na corrida presidencial, Lula é também o mais rejeitado. As pessoas que responderam que não votariam nele de jeito nenhum caiu de 46% para 42%.

O segundo mais rejeitado é Bolsonaro, com 33%. Na pesquisa anterior ele tinha 30%. Em seguida vem Geraldo Alckmin, com 31%.

EX-VICE-PREFEITA É PRÉ-CANDIDATA A GOVERNADORA DA BAHIA

A ex-vice-prefeita de Salvador (2013-2016), Célia Sacramento é a pré-candidata a governadora da Bahia pelo pequeno Partido da Pátria Livre – PPL. Célia foi preterida na reeleição do prefeito de Salvador ACM Neto, que optou pelo apoio do PMDB, colocando o amigo Bruno Reis na disputa em seu lugar.

Célia Sacramento já peregrina pelo estado conversando com lideranças e buscando apoios. Nesta sexta-feira, 29, a professora esteve em Itabuna, onde conheceu e conversou com membros da executiva da Rede Sustentabilidade em Itabuna, partido que pode compor uma chapa majoritária em 2018.

Célia e parte dos membros da executiva municipal da Rede em Itabuna

Célia conversou com os pré-candidatos a deputado estadual e federal da Rede em Itabuna, Daniela Moreira e Roberto José, sobre a atual conjuntura política da cidade e no estado e as possibilidades de novas eleições em Itabuna em virtude do julgamento no TSE do prefeito Fernando Gomes.

AO MENOS 14 PARTIDOS PODEM SER ATINGIDOS PELA CLÁUSULA DE BARREIRA

Com base no desempenho das legendas nas eleições de 2014, pelo menos 14 dos 35 partidos que existem atualmente no Brasil seriam atingidos pelas regras da reforma política aprovadas pela Câmara e que devem ser votadas no Senado nos próximos dias.

De acordo com a Folha de S. Paulo, com base nas votações de 2014, as chamadas siglas “nanicas” perderiam acesso ao fundo partidário e ao tempo de rádio e televisão com a aprovação da cláusula de desempenho estabelecida pela proposta de emenda à Constituição aprovada na última quarta-feira (27).

A PEC, que teve origem no Senado e volta à Casa para ser analisada após as alterações aprovadas pelos deputados, prevê que os partidos deverão ter pelo menos 1,5% dos votos válidos distribuídos em pelo menos nove das 27 unidades da federação, e mínimo de 1% em cada uma, nas eleições de 2018 para ter acesso aos recursos. A exigência sobe gradualmente até chegar a 3% dos votos válidos e pelo menos 2% em cada um dos nove Estados em 2030.

Se o desempenho mínimo já fosse exigido em 2014, 14 dos 32 partidos existentes à época, equivalente a 40% das siglas, não teriam mais direito aos recursos. Outros partidos que não alcançaram essa porcentagem, além do PEN, foram PCO, PHS, PT do B, PSL, PRP, PTN (que passou a se chamar Podemos este ano), PSDC, PMN, PRTB, PTC, PSTU, PPL e PCB.

“NÃO FIZ COM ELES O QUE ELES FIZERAM COM A DILMA”, DIZ MAIA EM RELAÇÃO AO PMDB

Congresso em Foco

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), revelou sua mágoa com o PMDB, o núcleo político do Palácio do Planalto e o presidente Michel Temer. Em entrevista ao Valor Econômico, Maia diz que os peemedebistas desconfiam de que ele esteja conspirando contra Temer porque tiveram esse comportamento em relação à ex-presidente Dilma Rousseff até levá-la ao impeachment. Segundo ele, os rumores de que foi picado pela “mosca azul”, do poder, nasceram nos gabinetes e cafezinhos do núcleo duro do governo e cresceram com a tensão entre DEM e PMDB.

“Não fiz com eles o que eles fizeram com a Dilma. Talvez por isso essas mentiras criadas, para tentar criar um ambiente em que eu era o que não prestava e eles eram os que prestavam”, disse. “Como eles fizeram desse jeito com a Dilma, talvez imaginassem que o padrão fosse esse. O meu padrão não é o mesmo daqueles que, em torno do presidente, comandaram o impeachment da presidente Dilma”, acrescentou.

Na entrevista aos repórteres Robinson Borges e Raphael Di Cunto, Maia não poupa seu sogro postiço, o ministro Moreira Franco, um dos auxiliares e amigos mais próximos de Temer. Também sugere que faltou fidelidade a ele e ao DEM por parte do próprio presidente, que lhe assegurou, em julho, que o PMDB não atravessaria as negociações de aliados de Maia pela filiação dos dissidentes do PSB que apoiam o governo.

AURELINO LEAL: AUDITÓRIO MUNICIPAL ENTREGUE A RATOS E BARATAS

O auditório municipal de Aurelino Leal está em estado deplorável. Segundo moradores o local que servia para fomentar a cultura na cidade, onde haviam aulas de teatro, cinema e outros eventos culturais, hoje abriga entulhos, baratas e ratos. O equipamento está localizado perto do hospital.

De acordo com informações, a comunidade espera um anúncio feito pela prefeita Liu Andrade, de uma liberação de uma emenda parlamentar no valor de R$ 560 mil, prometido pelo Secretário de Relações Institucionais Josias Gomes (PT).

Secretário Josias Gomes garantiu a prefeita Liu Andrade que a verba será liberada até dezembro

Procurada pelo Blog Ipolítica, a prefeita de Aurelino Leal, Liu Andrade (PP) afirmou que tem cobrado ao secretário a liberação da verba, salientando a necessidade e urgência para início imediato das obras. Segundo a prefeita, Josias Gomes garantiu que até dezembro deste ano a verba será liberada.