Preto no Branco
Câmara de Vereadores
Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech

ITABUNA E A MOBILIDADE URBANA: PROPOSTA DEFINITIVA DE SOLUÇÃO PARA A ROTATÓRIA DO SÃO CAETANO

Por Roberto José

Quero iniciar este texto com a reflexão do grande urbanista Jean Gehl, o qual afirma que o “Planejamento urbano não garante a felicidade, mas mal planejamento urbano, definitivamente, impede a felicidade”, mas imagine então, uma cidade em que houve um inchamento urbano, a partir da década de 1980, com o forte impacto da vassoura de bruxa, na região cacaueira, havendo um êxodo rural em grande escala para Itabuna e outras cidades do Extremo Sul do Estado, tais como Eunápolis, Porto Seguro e Teixeira de Freitas. Mas, em Itabuna, os governos municipais, de uma forma geral, foram desprovidos de qualquer tipo de planejamento, cujo reflexo para Itabuna, é ter um dos piores indicadores em mobilidade urbana e fluidez, de saneamento básico, índices criminais, dentre outros, que por sua vez dificulta a atração de investimentos diversos, que impactará profundamente na geração de emprego e renda da população, gerando um ciclo vicioso e perverso.

Dessa forma, o presente texto faz parte de meu trabalho monográfico de conclusão do Curso de Especialização em Engenharia de Tráfego, no qual  pretendo trazer a discussão em textos adaptados a linguagem de leitura rápida para blogs e até para podcasts, mas sem perder o rigor acadêmico de um bom texto cientifico, com o objetivo maior de atrair discussões sobre os principais problemas vivenciados no cotidiano da metrópole do cacau, Itabuna.

Foto Topmensura

Antes, é importante, esclarecer que este trabalho foi fundamentado numa perspectiva da geografia urbana, tendo como base a busca análise espacial, em primeira ordem, o principal atributo do dado geográfico, que é a localização geográfica deste no espaço, a natureza espacial e por consequência sua direta relação com os fluxos estabelecidos na malha urbana. Dessa forma, teve como escopo principal responder os fatores envolvidos nos índices de acidente e de retenção de veículos nas principais avenidas de transito em Itabuna, bem como analisar os principais problemas da fluidez do trânsito na malha urbana de Itabuna –Bahia, propondo soluções, a partir de da montagem de um cenário.

A cidade é por excelência o lócus onde se evidencia a complexidade das relações humanas e por esse motivo está sujeita a profundas transformações. No caso específico dos centros urbanos, são as intenções econômicas que vão nortear tais mudanças. A seletividade espacial, a criação de espaços coesos, as economias de aglomeração e outras terminologias, são utilizadas na tentativa de explicar as mudanças de forma e conteúdo do arranjo espacial das cidades atualmente. Assim, chegamos a foco da nossa discussão no momento, a famosa ROTATÓRIA DO SÃO CAETANO, importante ponto ou conexão, que liga três importantes pontos de Itabuna, a mais movimentada Avenida de Itabuna, Princesa Isabel, com a Avenida Aziz Maron (do Shopping Jequitibá Plaza) com o Jardim do Ó, início da Avenida do Cinquentenário, ponto nevrálgico econômico comercial da cidade.

Foto Topmensura

Então, uma das propostas pontuais para resolver definitivamente o gargalo a mobilidade urbana, é uma construção de um Viaduto sobre a rotatória do São Caetano, uma vez que os viadutos urbanos são componentes da infraestrutura urbana, atendendo prioritariamente à circulação de veículos, servindo de transposição de fundos de vales, vias férreas, cruzamentos de vias, etc. Um olhar mais atento sobre este objeto de pesquisa revela que, além de desempenhar as funções para as quais foi projetado, o viaduto urbano propicia, através de suas características espaciais e construtivas, o surgimento de áreas intersticiais e marginais livres. Conforme se observa abaixo, uma representação gráfica em 3d, o fluxo de veículo da Aziz Maron irá transpor pelo viaduto, diretamente a Av. Princesa Isabel, criando-se uma faixa de aceleração e introdução aquela via, enquanto que os veículos que irão transpor para passar pela ponte em direção ao Jardim do Ó, pega uma faixa de desaceleração para transpor a nova avenida Princesa Isabel, que seria prolongada por essa obra.

Desenho gráfico em 3D do Viaduto na Rotatória do São Caetano
Autor: Roberto José / Topmensura

Há um grande fluxo interligando as Avenidas Princesa Isabel com a Avenida Aziz Maron, nesta última encontra-se o Shopping Jequitibá Plaza com diversos empreendimentos em seu entorno, ligando ao maior aglomerado urbano de Itabuna, o São Caetano. Pequenas intervenções foram realizadas nessa rotatória para amenizar o problema, mas a solução em definitivo será a construção do viaduto transpondo o fluxo por sobre a referida rotatória. Conforme se verifica na figura abaixo, o projeto que retirou o fluxo da saída de veículo do Bairro Banco Raso na rotatória e o direcionou para Avenida Princesa Isabel, a partir de uma nova reconfiguração do sistema semafórico.

Figura: Projeto em 3d da nova saída do Banco Raso pela Av. Princesa Isabel
Autor: Roberto José / Topmensura.

Considera-se que está evidente e se faz necessário um planejamento efetivo de desenvolvimento da cidade, tendo como tônica a mobilidade urbana e a fluidez do trânsito no Município de Itabuna, assim, é importante pensar o crescimento e projetar a da Cidade para as próximas décadas com atrelamento ao desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida. Dessa forma, no texto, nesse mesmo espaço, mais discussão sobre mobilidade urbana na capital do cacau.

Roberto Joséé Geógrafo e Especialista em Planejamento de Cidades pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Especialista em Engenharia de Tráfego pela UNYLEYA – Brasília, é Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Graduando em Direito pela FTC Itabuna. Policial Civil do Estado da Bahia e tutor da Rede de Ensino à distância da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), Diretor Sindical – Sindpoc (Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia).

4 Comentários
  1. Anderson Diz

    Bim faltou saber como o morador do Banco Raso entra no Banco Raso após sair do Shopping, ou vir do Bairro da Conceição . . .

  2. Claudionor Araújo Diz

    Há muito se “pensava: [só) na solução da tráfego dessa região. Pensou-se sim em viaduto, mas, nunca ninguém chegou tão perto da solução. Agora sim, temos aí, um projeto “concreto” e cabe ao gestores abrir a “mente” e sr empenhar na viabilidade e concretização da obra: um sonho de todos itabunenses. Parabéns pelo estudo e que logo, seja despertado real interesse. EXCELENTE !

  3. Siqueira Diz

    Quem vem do São Caetano sentido centro e quer ir pro banco raso ?

  4. Antonieta Leite Diz

    Esse Roberto José é cheio de blá-blá-blá foi GOVERNO durante 4 anos e NADA FEZ. Conversa fiada pura.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.