Forró rico liso
Pref Ilheus aplicativo
Buerarema
URUÇUCA
Clube dos òculos
Encanthé
Ubaitaba Inst novo
Vidro Tech

ITABUNA: POLÍCIA ELUCIDA HOMICÍDIO EM MENOS DE 24 HORAS

Um homem foi preso e um adolescente foi apreendido em um conjunto residencial

A morte de um homem foi elucidada menos de 24 horas em Itabuna. Uma operação que envolveu equipes da Delegacia de Homicídios (DH), Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (6ª Coorpin) de Itabuna, identificou os autores, prendeu e apreendeu envolvidos, na última quarta-feira (10).

O corpo de Fabrício Menezes da Silva foi encontrado em um matagal, no final da tarde de terça-feira (9). Após investigações da DH / Itabuna, no início da manhã de quarta-feira (10), os policiais chegaram até Ricardo Bastos da Silva e um adolescente, que confessou a participação no homicídio. Ambos foram localizados em um conjunto residencial no bairro da Califórnia.

De acordo com o coordenador da 6ª Coorpin / Itabuna, delegado André Aragão Lima, o crime foi motivado por um acerto de contas. “Fabrício teria furtado um smartphone do adolescente apreendido e tentou vender naquele conjunto habitacional, quando os agressores reconheceram o aparelho e resolveram lhe dar um corretivo. A vítima não resistiu aos ferimentos”, explicou.

Ricardo Bastos ficou preso, à disposição da Justiça. O adolescente será apresentado na Vara da Infância e da Juventude da região.

3 Comentários
  1. Davi Diz

    Deixo aqui meus parabéns à equipe envolvida na elucidação do crime e torço pra que esse empenho da polícia seja constante e não apenas em “um ou outro caso”. Pq infelizmente na maioria dos casos não há uma solução, e muitos ficam alí arquivados, casos sem solução é sinônimo de sofrimento dobrado pros familiares das vitimas que além de sofrerem a perda do ente, tem seu sofrimento intensificado pelo caso não elucidado, a mercê da impunidade e falta de justiça.

  2. Tônia Diz

    Parabéns a toda equipe que elucidou o crime. Bom seria que sempre fosse essa a regra. Infelizmente uma grande maioria de crimes fica sem solução. Tem um jargão muito usado “a vítima tinha envolvimento…” , aí não se sabe mais em que pé estão as investigações. Isso soa como: ninguém se importa com a justiça para essa vítima.

  3. Anónimo Diz

    Pq não matou logo esse capeta ? Daqui uns dias a justiça desse país solta esse demônio

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.