Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech

MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA POR MARCOS MAURÍCIO

Dia da Consciência Negra? Existe o dia da consciência branca? Existe o dia da consciência amarela? Existe o dia da consciência judia? Existe o dia da consciência cristã? Bom gente, falo isso, porque a maldita segregação racial é um dos grandes maus para o desenvolvimento humano e social do nosso País.

A nossa realidade é, a maldita segregação, que teve e tem papel preponderante no estabelecimento da extrema pobreza histórica no nosso Brasil. Iniciou, pelo abandono de nós pessoas negras e pardas libertadas em 1888 e que após esse ato político, nossos ancestrais foram deixados à própria sorte, tiveram que sobreviver, sem nenhum tipo de amparo estatal ou indenizações dos seus ex proprietários (escravocratas), os quais, enquanto “donos” dessas pessoas, retiraram a vida, o desenvolvimento, a dignidade, a liberdade, a família com o aval do próprio Estado Brasileiro.

A partir daquela data até a atualidade, a luta da elite brasileira, de maioria branca, foi manter o mesmo “status quo” econômico e social, usando para isso segregação e discriminação da maioria da sociedade, que é sem dúvida predominantemente negra e parda, levando a miséria, por meio da precarização da educação, saúde, infraestrutura, cultura e lazer.

Quero dizer, que devemos fazer uma revolução contra a segregação e discriminação, usando as armas da conscientização, com um novo discurso de igualdade entre as raças, passando a pensar e verbalizar caminhos construtivos para solucionar os graves problemas resultantes da desigualdade de oportunidades no desenvolvimento humano, lutando por qualidade na educação, com a visão no desenvolvimento humano e social do Estado brasileiro.

Mate o discurso da vitimização, se reinvente, ganhe a guerra para adquirir conhecimento e não seja mais vitimizado!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.