ARTISTAS REFORÇAM MOVIMENTO “342 AGORA” APÓS VOTAÇÃO

Após liderar desde o mês passado o movimento “342 agora”, Paula Lavigne reorganiza a estratégia, dessa vez, mirando na segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB). Desta vez, artistas regionais vão gravar mensagens aos deputados que votaram a favor de Temer. Cantores e atores vão lamentar a posição de seus conterrâneos parlamentares e dirão que eles foram “cúmplices de um crime”.

Da outra vez, Paula Lavigne e Caetano Veloso, junto com profissionais da TV e da música se manifestaram pelo “Fora, Temer”, pedindo que a Câmara dos Deputados aceitasse a denúncia contra o presidente, por meio de vídeos.

O nome “342 Agora”, é em referência ao número de votos que eram necessários para que a denúncia passasse na Câmara. O resultado, todos já sabemos.

BATENDO CABEÇA COM RESTO DE ASFALTO

Moradores do Santo Antônio estão indignados. Alegam que o bairro tem quatro vereadores na atual legislatura mas ninguém faz nada, além de postar ações nas redes sociais. Só atuam virtualmente! Dizem que tem um parlamentar que adora fazer quebra-molas em local indevido e com resto de asfalto, às margens da BR-101 e BR-415.

Na Rua São Benedito, por exemplo, em frente à escola nossa turma, foi feito um quebra-molas por este edil, só que do mesmo lado existe uma cratera que dá pra engolir um veículo, dizem. Não podia usar esse mesmo asfalto ou resto pra tapar o buraco? Mas será o Benedito?

A população não sabe o que fazer. O assunto é o mais comentando nas esquinas, igrejas e bares. O vereador é um verdadeiro porre! O povo merece mais do que resto de asfalto.

SENADOR FAZ DURAS CRÍTICAS A MEMBROS DO PMDB

A executiva do PMDB encaminhou a comissão de ética da legenda, requerimentos de expulsão do senador Roberto Requião, crítico ferrenho de Michel Temer. O senador paranaense também votou a favor da denúncia contra o presidente. “Foi o dia mais deprimente do país”, disse em vídeo publicado em uma rede social, onde faz duras críticas a membros do partido.

No vídeo, Requião faz comparações com a possibilidade de sua expulsão do partido por não concordar com a corrupção e o acobertamento do partido a Sérgio Cabral, Romero Jucá, Eduardo Cunha e o próprio Michel Temer e ministros denunciados, acusados, processados no Supremo Tribunal Federal.

“Por que querem me expulsar, porque não uso tornozeleira, porque meu nome na está na Odebrecht, ou porque votei contra todas as medidas que prejudicavam ao trabalhador?”, questionou.

DESEMPREGO ZERO!

Quem leu essa semana a entrevista do atual coordenador do SINE de Itabuna, colocado pela cúpula do PCdoB imagina que estamos vivendo num paraíso. Que Itabuna não sofre os efeitos da recessão do Brasil.

Ele afirma que vivemos uma bolha de desenvolvimento que só esse ano criamos mais de três mil empregos. Será o efeito FG, ou, empolgação por ter assumido o cargo recentemente e precisa ajudar o partido a apagar a imagem de ineficiência deixada na gestão Vane?

E AGORA TEMER, COMO PUNIR O PSDB?

Tem um ditado que diz, “Diga-me com quem tu andas, e te direis quem és”. Nada tão atual e real. O presidente Michel Temer (PMDB), se livrou. O país não se indignou e nem protestou. Mas, agora, chegou a hora de cobrar a segunda parte da fatura.

Os partidos fidelíssimos deram até esta segunda-feira, 7, para que Temer sinalize o que vai fazer com as legendas que não fidelizaram todos os seus parlamentares na votação da sua denúncia. PPS, PV e principalmente PSDB estão na mira. Todos tem cargos no primeiro escalão e ministérios.

No entanto, nada preocupa tanto Michel Temer, quanto o PSDB. O presidente sabe que dois ministros tucanos do seu governo foram fundamentais na vitória. Como punir o PSDB, sem atingir Antonio Imbassahy na Secretaria de Governo e Bruno Araújo no Ministério das Cidades? E o bom e velho aliado Aécio Neves? Pepinos a descascar pelo planalto.

A GUERRA É URBANA – GARANTIA DE LEI E ORDEM

Por Cabo Neto

Há algo de errado em nossa sociedade, estamos nos acostumando e entendendo como normalidade a violência urbana.

Quando observo caminhões, blindados e tanques de guerra realizando patrulhamento ostensivo, para mim, fica cristalino que chegamos ao mais alto estágio de insegurança pública.

Também não vislumbro uma possível reviravolta nesse cenário, leis ineficazes, forte defesa dos Direitos Humanos contra qualquer ação policial e isso dificulta, para não dizer, desestimula o agente estatal que se vê sozinho nesta guerra. O cenário político de impunidade tem forte relação com a baixa estima da sociedade que cada vez mais se enclausura em suas residências e aceita tacitamente a realidade a ela imposta de forma bélica.

As administrações estaduais por décadas não trataram a pasta da Segurança Pública com a devida importância, enquanto a brutalidade permanecia nas zonas periféricas tudo se aceitava ou vendava-se os olhos, mas o descontrole agora é total e atinge também as classes mais abastadas.

Policiais Militares morrem em confrontos ou fora de serviço por conta da sua função pública, parte da imprensa, não todos, ainda possui revanchismo com a farda publicando verdadeiros ataques a imagem, a conduta dessa nobre profissão que é dar a vida para proteger o outro sem buscar heroísmo ou reconhecimento.

O recrudescimento de policiais militares que solicitam a sua saída do serviço público tornou-se preocupante, a polícia perdeu a beleza, o jovem não a vê como carreira estável e promissora, baixos salários, não há valorização profissional, não há ajuda psicológica e clínica para estes agentes.

A Segurança Pública envolve investimento maciço, coerente e objetivo na Educação e inclusão social, retirar do traficante o poder não somente financeira e territorial, mas também o Poder Político paralelo que ele exerce.

Dentro dessas comunidades eles atuam como verdadeiros deuses, são administradores, conciliadores, julgadores, assistencialistas, protetores, empregadores e disseminam o pseudo discurso do “Vá, pegue, ocupe, é seu! O Estado aqui é alemão!”

Para nós está em debate o futuro de jovens que são ensinados ou a eles impostos pela dura realidade, que a criminalidade somente os levarão a morte prematura.

O país está cambaleante, moral, política e socialmente. A instabilidade nos aflige.

SINDICOM COBRA EXPLICAÇÕES SOBRE A ZONA AZUL

Diretores do Sindicato do Comércio Varejista do Município de Itabuna se reuniu esta semana com representantes da empresa Dom Parking, que administra a zona azul na cidade.

Foram esplanadas as queixas e a apresentada a oposição da entidade ao decreto que “pune pesadamente os usuários do serviço”. A reunião foi no auditório da Câmara de Dirigentes Logistas – CDL.

Nesta segunda-feira, 7, desta vez na Associação Comercial de Itabuna, o Sindicom vai se reunir com membros do executivo municipal para tentar uma revisão do decreto, que entra em vigor, no mesmo dia. Nesta sexta-feira, a Rede Sustentabilidade emitiu Nota de Repúdio contra a zona azul (Relembre).

IMEN SE QUALIFICA EM TERAPIA NO COMBATE AO CÂNCER DE PRÓSTATA

A Dra. Daniela Oda, médica Nuclear responsável pelo IMEN, Itabuna/BA, representando o IMEN participou do Preceptorship em Câncer de Próstata Metastático, realizado pelo Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

“Nós do IMEN, estamos sempre em busca dos tratamentos mais modernos em oncologia, e é com muita satisfação que estamos trazendo para Itabuna este inovador agente terapêutico.

¨Com o Xofigo®, agora os pacientes em tratamento de Câncer de Próstata, certamente terão melhoras significativas em sua sobrevida global, postergando os primeiros sintomas de metástase óssea e amenizando os sintomas – e com isso, mais qualidade de vida!” – Dra. Daniela Oda, médica Nuclear.

REDE EMITE NOTA DE REPÚDIO CONTRA NOVAS REGRAS DA ZONA AZUL EM ITABUNA

A Rede Sustentabilidade emitiu nota de repúdio, contra as novas regras da Zona Azul, em Itabuna que começa a vigorar a partir de 7 de agosto de 2017, conforme Decreto Municipal n° 12.626, assinado pelo prefeito Fernando Gomes. Com as novas regras, o usuário deverá efetuar o pagamento da tarifa no momento em que estaciona o veículo.

Se o usuário receber um aviso de irregularidade pela falta de pagamento, terá o prazo de até cinco dias úteis para quitar a irregularidade com valor equivalente ao dobro da tarifa.

Se receber um aviso de irregularidade pelo motivo excedido, fora de vaga e sem credencial, a mesma poderá ser quitada pagando uma multa administrativa na Prefeitura em até 10 dias úteis ao valor de 1 UFM, R$102,68.

A irregularidade não quitada se tornará auto de infração conforme código de trânsito brasileiro, no valor de R$195,23 e 5 pontos na CNH.

Veja abaixo, na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO

Prezando pela manutenção da dignidade e do respeito aos cidadãos de Itabuna, a REDE SUSTENTABILIDADE não pode deixar de se insurgir contra o decreto municipal 12.626, bem como contra todos os danos e prejuízos causados pelo sistema denominado “ZONA AZUL”, que, desde sua implantação, não apresentou nenhum resultado verdadeiramente “POSITIVO” para a população desta cidade. 

O supracitado decreto diz “REGULAMENTAR” o uso da faixa destinada a estacionamento rotativo remunerado, denominado “ZONA AZUL”. Ocorre que o dito decreto trata de um assunto cuja pauta já está contaminada, vez que a própria situação da implantação do sistema ZONA AZUL ainda é questionada.

Ademais, o próprio decreto, em seus artigos, viola gravemente diversos direitos já conquistados pelo povo, seja enquanto consumidores, seja enquanto cidadãos. 

Diante de todos os malefícios à população acima descritos, a REDE SUSTENTABILIDADE repudia a manutenção do sistema de estacionamento rotativo remunerado, nos termos atualmente presentes, em respeito à população itabunense, ao mesmo tempo em que preza por um transito mais digno, consciente, pacífico e sem tantos ônus à já sofrida população.

​Rede Sustentabilidade – Itabuna
Irland Correia​

 

TUCANOS BAIANOS DEVEM PERDER CARGOS NO GOVERNO TEMER

O Palácio do Planalto deve cortar em breve os cargos federais sob controle dos deputados tucanos Jutahy Júnior e João Gualberto, que se posicionaram pelo afastamento do presidente Michel Temer  (PMDB). O outro tucano, Antônio Imbassahy, votou a favor, portanto, permanece em situação privilegiada.

De acordo com a coluna Satélite, políticos baianos com trânsito livre no gabinete do peemedebista afirmaram que, horas após a vitória do governo na Câmara, parlamentares contrários à denúncia começaram a mapear todos os órgãos ocupados no estado por indicação dos dois tucanos.

A pressão, avaliaram aliados de Temer, virá especialmente do PP da Bahia. Sem nenhuma fatia no segundo e terceiro escalões do Planalto, Cacá Leão, Mario Negromonte Júnior e Roberto Britto votaram para manter Temer. Agora, vão apresentar a fatura. “A situação de Jutahy e Gualberto ficou insustentável. Ambos perderão os cargos, com certeza”, antecipou um dos governistas.

Na cota de Jutahy Júnior e João Gualberto, estão a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Produção Mineral (DMPN) e cargos na Caixa em Salvador e Feira. Como também votou contra Michel Temer, José Nunes (PSD) perderá sua fatia nos Correios.