Buerarema
URUÇUCA
Clube dos òculos
Encanthé
Ubaitaba Inst novo
Vidro Tech

RODOVIA ILHÉUS-BUERAREMA TEM MAIS UM CAPÍTULO DE NEGLIGÊNCIA

Inaugurada em 1972, a rodovia BA-251, que interliga as cidades de Ilhéus e Buerarema, segue sem infraestrutura que promova o desenvolvimento econômico dos agricultores locais. A ausência de asfalto e também de manutenção em seu cascalho, foi motivo para que associações familiares entrassem, em 2011, com uma ação civil pública junto com o Ministério Público – MPE para que o Governo do Estado da Bahia e/ou Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT recuperem a estrada.

Hoje, o cenário ao longo dos 41 km de rodovia é de incontáveis buracos, jovens sem acesso a escolas, famílias sem atenção básica de saúde e alimentação, e a impossibilidade de produtores venderem seus cultivos nas feiras livres das cidades regionais.

O novo capítulo dessa falta de assistência do estado é que, após assinatura de um primeiro Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que não foi cumprido pelo governo, outro foi determinado pela justiça. E dessa vez, a multa é de $ 5.000,00 (cinco mil reais) por dia caso esse segundo TAC não seja cumprido pelo Governo do Estado da Bahia.

O grande anseio dos moradores, representado por Associações como a do Santo Antônio de Ilhéus, é que o mínimo direito de ir e vir, a trafegabilidade e a oportunidade de melhorias de qualidade de vida dos moradores locais seja uma realidade. Cabe frisar que, além de cacau, ao longo da rodovia estão presentes diversos sistemas de policulturas. Há também uma potencialidade de se tornar uma “estrada parque” pela quantidade de remanescentes florestais que a mesma perpassa.

2 Comentários
  1. […] post RODOVIA ILHÉUS-BUERAREMA TEM MAIS UM CAPÍTULO DE NEGLIGÊNCIA apareceu primeiro em […]

  2. Manoel da Silva Souza Diz

    A Rodovia é muito importante para a região, considerando o escoamento da produção agrícola para as cidades circunvizinhas, trazendo para os pequenos e médios produtores uma renda muito significativa! Só depende de vontade política. A população pode e deve cobrar dos governos Municipais e estadual.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.