Navegação na tag

Brasil

PPS ACREDITA QUE LUCIANO HUCK SERÁ CANDIDATO A PRESIDÊNCIA

Diante de tantas aparições e exposições públicas, inclusive em um dos programas de maior audiência da TV Aberta, o Domingão do Faustão, a alta cúpula do PPS está convencida de que Luciano Huck será candidato ao planalto em outubro.

Sem anuência do apresentador, o partido já começa a conversar, informalmente, com lideranças de outros partidos. Segundo a Coluna Expresso da revista Época, querem testar o nome e verificar a aceitação.

PT ORGANIZA PROTESTOS EM DEFESA DE LULA EM MAIS TRÊS CAPITAIS

O Partido dos Trabalhadores organiza protestos em defesa do ex-presidente Lula no dia 24 de janeiro em mais três capitais: Fortaleza, Salvador e Rio de Janeiro. De acordo com a Coluna Expresso, já estão programadas manifestações em Porto Alegre , onde ocorrerá, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o julgamento do recurso do petista contra a condenação no caso do tríplex de Guarujá, e em São Paulo.

PSL PODE MUDAR DE NOME PARA RECEBER BOLSONARO

O presidente do PSL, Luciano Bivar, está animado com a perspectiva de atrair o deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) para a legenda. Em recente entrevista disse que “a possibilidade nos enche de orgulho”. Bolsonaro se desentendeu com a cúpula do Patriota no final de 2017.

Segundo a Coluna Expresso da Revista Época, Bivar tem dito a interlocutores que as tratativas com Bolsonaro avançam. Nos próximos dias, inclusive, deverá ter uma nova conversa com o deputado. Em meio às tratativas, dirigentes do PSL discutem a mudança de nome do partido, que poderá ser batizado de Mobiliza ou Republicano.

PCDOB COMEÇA A DEFINIR COORDENAÇÃO DA CAMPANHA DE MANUELA D’ÁVILA

A campanha da Deputada do Rio Grande do Sul, Manuela D’Ávila (PCdoB) para disputar a Presidência da República já começa a definir estratégias e coordenações. De acordo com comunistas históricos, a ex-vice prefeita de São Paulo, na gestão do petista Fernando Haddad será a coordenadora geral. O nome do ex-deputado federal Haroldo Lima, certamente, vai coordenar o programa de governo.

TSE VAI MONITORAR “FAKE NEWS” NAS ELEIÇÕES

A influência das Redes sociais nas eleições do ano que vem, em especial, sobre a disseminação das chamadas “fake news” – notícias propositalmente falsas divulgadas nas redes, tem sido tema de debates no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O órgão criou um grupo especial para combater o problema, através de, inicialmente, estudos e pesquisas.

O grupo reúne, além de membros do TSE, representantes dos Ministérios da Justiça e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da associação civil SaferNet. 

O TSE definiu nesta segunda-feira, 11 que vai estudar a criação de um canal de denúncias on-line para que os eleitores informem conteúdos falsos durante o pleito. A reunião de ontem ainda firmou que irá monitorar ações internacionais para aperfeiçoar o combate a esse tipo de situação.

124 DEPUTADOS DA BASE DE TEMER, DIZEM VOTAR CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

215 deputados federais já declararam voto contrário a Reforma da Previdência, prevista para votação nos próximos dias. Destes, 124 são de partidos da base aliada do presidente Michel Temer (PMDB). É o que aponta um levantamento feito pelo Jornal Estado de São Paulo. PMDB e PTB foram os únicos partidos da base que obrigaram seus parlamentares a votarem a favor, no entanto, ainda existe divisão.

De acordo com o levantamento, no PMDB, dez dos 60 deputados disseram que são contrários à proposta e 15 mostraram-se indecisos. Apenas 12 afirmaram ser favoráveis ao texto. Já no PSDB, 12 dos 46 parlamentares são contra mexer no sistema da Previdência, dez mostraram-se indecisos e 16 não quiseram responder. Apenas 6 afirmaram ser a favor das mudanças.

O governo necessita de 308 votos para a aprovação do texto. Com 205 votos contrários, do total de 513 deputados, a proposta de emenda à Constituição (PEC) seria rejeitada.

REDE E PSOL ENTRAM COM REPRESENTAÇÃO CONTRA LÚCIO VIEIRA LIMA NO CONSELHO DE ÉTICA

A Rede Sustentabilidade e o PSOL entraram com representação no Conselho de Ética da Câmara contra o Deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB) nesta quinta-feira, 7. De acordo com o texto do documento, Lúcio é responsável pelos R$ 51 milhões em dinheiro vivo encontrados em um apartamento em Salvador.

Segundo o Deputado Federal Alessandro Molon (REDE), Lúcio Vieira Lima e seu irmão Geddel, são aliados do presidente Michel Temer (PMDB) e na última segunda-feira, 4, foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República por lavagem de dinheiro e associação criminosa. “Que as investigações prossigam para encontrar o caminho da justiça e, se comprovada a falta de decoro, Lúcio Vieira Lima, deve ser cassado”, afirmou o deputado em entrevista coletiva.

PREVIDÊNCIA: EM OFENSIVA, GOVERNO LIBERA R$ 500 MI A CENTRAIS SINDICAIS

A tropa de choque do Planalto continua as ofensivas em busca de votos para a aprovação da reforma da previdência. Esta semana, de acordo com a Coluna Painel, o presidente Michel Temer (PMDB) deu garantias a centrais sindicais de que vai baixar portaria para liberar o pagamento de R$ 500 milhões em verbas do imposto sindical que foram bloqueados por falhas no preenchimento de dados obrigatórios.

O aceno foi dado as centrais que se opõem às mudanças propostas. O dinheiro é fruto de um acordo entre as entidades, o MP, a Caixa e o governo. O ministro do trabalho Ronaldo Nogueira vai assinar o texto.

 

FACHIN NEGA PROSSEGUIMENTO DE RECURSO DE LULA CONTRA SÉRGIO MORO

O ministro do Supremo Tribunal Federal – STF, Edson Fachin, negou dar prosseguimento a um recurso dos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o juiz Sergio Moro.  De acordo com a Coluna Expresso, a defesa do petista alegara que Moro não lhe permitiu acesso a apurações que tramitam em Curitiba decorrentes do acordo de delação premiada do casal Mônica Moura e João Santana.

O acordo com o casal de marqueteiros foi firmado pela Procuradoria-Geral da República. Trechos do material foram enviados à capital paranaense para a investigação de fatos relacionados a pessoas que não detêm foro.

TEMER COGITA TENTAR REELEIÇÃO EM 2018

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), acredita que estará em condições de tentar a reeleição em 2018 se a economia melhorar de maneira espetacular. De acordo com a Coluna Expresso da Revista Época, caso contrário, pedirá ao sucessor para indicá-lo como embaixador em alguma capital europeia.

A situação lembra a de Itamar Franco, que ficou à frente da embaixada de Lisboa após deixar o Planalto. A aliados próximos, Temer tem lamentado que as realizações do seu governo não estejam sendo consideradas.