Câmara Itabuna
Forró rico liso
Buerarema
URUÇUCA
Forró sossego
Encanthé
Ubaitaba Inst novo
Vidro Tech
Navegação na tag

FICC

ITABUNA: EM ENTREVISTA, ROBERTO JOSÉ CRITICA DESCASO DA PREFEITURA COM A CULTURA

O pré-candidato a deputado federal pela Rede Sustentabilidade, Roberto José, foi entrevistado essa semana por Cacá Ferreira, da Rádio Difusora. O tema foi o descaso com a Política Pública Municipal relacionada a Cultura em Itabuna e a situação caótica em que se encontra a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC.

Roberto José afirmou que utilizou a política pública cultural para reduzir vulnerabilidade e risco social, a partir da criação e implementação das Casas das Artes E o Vivarte, hoje desativados pela prefeitura, programas que foram inspirados nas ações em Medellín na Colômbia, hoje cidade modelo no mundo, que conseguiu reduzir seus índices de violência a partir das ações em cultura, cidadania e educação. Ele lembrou que ainda enquanto gestor da FICC, de 2013 a 2016, captou recursos em diversas instituições públicas e privadas. “a Fundação não só viveu dos repasses do município.”, enfatizou.

Para o entrevistado, seu modelo de gestão, colocado em prática tanto a frente da FICC, mas também quando esteve à frente da Secretaria de Transporte e Trânsito de Itabuna, foi um modelo de visão sistêmica, o qual condicionam as diretrizes e ações governamentais, a partir da necessidade de otimização de recursos, agilidade e eficácia em termos de implementação, controle e resultados. “quando se implementam ações no trânsito que reduzem acidentes e melhoram a fluidez na cidade, o reflexo direto é trazer qualidade de vida e liberar leitos de hospitais, colocando a disposição para quem mais precisa, pois menos pessoas se acidentarão em razão das mudanças, fato comprovado com a queda dos índices de acidentes nos últimos anos em Itabuna. Esta visão de gestão, nos permite verificar que cada real investido em saneamento básico, promove-se a saúde em quatro reais, vez que a população deixa de adoecer, passando a ter mais qualidade de vida, logo não sobrecarrega os hospitais e os postos de saúde.”, adfirmou.

Roberto José destacou, ainda, que Itabuna é um dos municípios mais violentos do Brasil em razão do alto grau de vulnerabilidade e risco social, reflexo da crise da lavoura cacaueira que recepcionou um êxodo rural muito grande e que a prefeitura não se preparou, não planejou, não implementou nenhum tipo de política pública que acolhesse as demandas desse fluxo migratório. “Infelizmente Itabuna, é fruto de um atraso dos últimos 30 anos, de gestões ruins, temerárias e sem profissionalismo.”, concluiu.

Leia mais...

ITABUNA: ROBERTO JOSÉ COMEMORA A APROVAÇÃO DE TODAS AS SUAS CONTAS À FRENTE DA FICC

Pelo quarto ano consecutivo, 2013, 2014, 2015 e 2016, as contas da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC são aprovadas, um fato histórico na gestão municipal em Itabuna. Para Roberto José, além de ser uma obrigação de um gestor, comprova o empenho e o zelo com que encarou a gestão pública a frente da instituição, aprovando todos suas contas junto ao TCM e enfatiza que é possível fazer a diferença na gestão pública, mesmo num período tão conturbado de crise financeira e política.

Roberto José relembra que o período de sua gestão a frente da FICC, foi o que mais a fundação cresceu em projetos e ações, com a criação do VIVARTE e das CASAS DAS ARTES, hoje abandonada pelo atual governo, a inauguração e manutenção de dezenas de parques infantis em diversos bairros de Itabuna; projetos de arte na praça, projetos culturais de festividades (lavagem do Beco, São João nos bairros, Dia da Criança), Banda de Fanfarra Falcões (compra de todos os instrumentos musicais de sopro e de percussão e fardamento completo), projetos que por ano matriculou sete mil crianças, adolescentes e jovens, chegando a contratar mais de cem profissionais de arte-educação nas dezenas de modalidades educativas, esportivas e até de língua estrangeira.

O ex-presidente ressalta que Itabuna é uma cidade extremamente violenta e ações de inclusão social e cultural são a melhor forma de combate a violência, pois se dá através da prevenção, que é uma política de competência da prefeitura municipal, cujos reflexos se darão de médio a longo prazo, mas que são absolutamente sustentáveis.

Roberto José explica que, “enquanto não abrirmos escolas de qualidade, termos uma cidade saudável, inclusiva com oportunidades na arte, esporte, cultura e na geração de emprego e renda, precisamos abrir mais e mais covas para os jovens itabunenses e vagas no presidio regional, uma triste realidade para uma cidade, cuja gestão municipal não tem a sensibilidade nem a capacidade de propor e executar políticas nesses sentindo, ao invés se vê o sucateamento e dilapidação do que já foi construído com muito suor e dedicação.

O géografo, professor e policial civil lembrou que quando esteve a frente da Secretária de Transporte e Trânsito, possibilitou mudanças com pequenas obras de mobilidade urbana, sinalização, educação para o transito e fiscalização, que redundaram a redução dos índices de acidentes, enquanto que no mesmo período houve o crescimento da frota de ônibus do transporte público na cidade. “Assim, uma cidade que tem um transito saudável, libera leitos de hospital, por que menos pessoas se acidentam. Esta é uma visão sistêmica de gestão pública”, finaliza Roberto José.

Leia mais...

ITABUNA: TCM APROVA CONTAS DA FICC DE 2016

O Tribunal de Contas dos Municípios – TCM emitiu parecer pela aprovação com ressalvas das contas de 2016 da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC , de responsabilidade de Roberto José da Silva e Nilmecy Gonçalves. Os gestores terão uma multa pela ausência de certidão de regularidade profissional do contabilista e divergência dos valores contabilizados dos decretos para abertura de créditos adicionais e QDD. Roberto José terá de pagar uma multa no valor de R$ 5 mil e Nilmecy Gonçalves no valor de R$ 500,00. Segundo informações, os ex-gestores pretendem recorrer da multa, por entenderem que toda documentação foi devidamente acostado ao processo do TCM

Pelo quarto ano consecutivo, 2013/2016, as contas da Fundação são aprovadas, de janeiro de 2013 a março 2016 sob a responsabilidade de Roberto José da Silva e de abril/2016 a dezembro/2016 sob a responsabilidade de Nilmecy Gonçalves.

Leia mais...

ITABUNA: FICC DÁ CALOTE NOVAMENTE EM EMPRESA DE BUFFET

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, continua sujando seu nome, sem nenhuma preocupação com a opinião pública. A instituição não pagou, ainda, os serviços da empresa de buffet, oferecidos no carnaval antecipado de Itabuna, aquele mesmo em que o secretário de Administração disse que só gastaria R$ 90 mil em duas parcelas.

O débito com a empresa de buffet supera os R$ 20 mil, e segundo informações, a fundação não tem nenhuma previsão de quando fará a quitação. Algumas bandas e artistas continuam sem receber, e outros só receberam uma parte. O presidente Daniel Leão, apesar de tantas denúncias e tantos problemas, continua firme e forte no cargo, e assim deverá permanecer.

Leia mais...

ITABUNA: FICC COMEÇA A PAGAR AS BANDAS DO CARNAVAL NESTA SEGUNDA

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, inicia nesta segunda-feira, 30, os pagamentos dos músicos e bandas locais e regionais que participaram do carnaval antecipado, o Itabuna Folia 2018. Para isso, devem comparecer a sede da Fundação, com as certidões de regularidade fiscal e tributária, certidão municipal, além dos documentos pessoais do contratado.

Em caso de pessoa jurídica serão necessárias as certidões e a declaração de representação como empresário exclusivo da banda ou músico. Os documentos são os mesmos solicitados no ato da contratação, visto que essa documentação encontra-se retida com o Ministério Público, desde 7 de fevereiro de 2018. Vale ressaltar que serão efetuados os pagamentos da primeira parcela definidos em contrato.

Leia mais...

ITABUNA: FICC NOMEIA DIRETORES DE CONTABILIDADE E FINANCEIRO

O presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, enfim, os diretores que serão responsáveis pelos departamentos financeiro e de contabilidade da instituição. A ausência destes diretores foi a justificativa apresentada para o atraso em diversos pagamentos.

Para o cargo de Diretor Financeiro, foi nomeada Sayonara Melo da Silva, em uma indicação do advogado Alah Góes, que presta serviços jurídicos a Fundação, e para Diretor do Departamento de Contabilidade foi nomeado, Paulo Chagas da Silveira, sendo indicação de Sérgio Gomes, filho do prefeito Fernando Gomes e pré-candidato a Deputado Estadual pelo PR.

Vale ressaltar, que a ex-diretora do Departamento Financeiro, Joana Angélica, exercia as duas funções, com apenas uma nomeação. Joana pediu exoneração no início deste mês.

Atualizada às 12h04: 

Em contato com o blog iPolítica, o advogado Alah Góes afirmou que não tem mais contrato com a Fundação e que Sayonara Melo da Silva, já prestava serviços a FICC, não sendo indicação sua.

Leia mais...

ITABUNA: FINANCEIRO DA FICC É MOTIVO DE DISPUTA ENTRE FUNCIONÁRIOS

O Departamento Financeiro da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, está sendo muito disputado entre os funcionários da instituição. Após o pedido de demissão de Joana Angélica, que respondia pelo setor, as articulações e pedidos aos pistolões tem sido constantes. Segundo informações a corrida está grande e os interessados estão brigando entre si.

Enquanto as brigas crescem, o presidente Daniel Leão segue sem tomar uma decisão, deixando a instituição sem responsáveis pelo financeiro e a contabilidade. Os artistas do espetáculo Paixão de Cristo, que por sinal, foi considerado um fiasco esse ano, já estão agoniados querendo receber os cachês.

Leia mais...

ITABUNA: MP FAZ OPERAÇÃO NA SECRETARIA DE SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA

O Promotor de Justiça, Inocêncio Carvalho realiza neste momento uma operação na Secretaria de Sustentabilidade Econômica e Meio Ambiente da prefeitura de Itabuna.

De acordo com o Políticos do Sul da Bahia, o promotor chegou acompanhado de policiais e está realizando buscas na secretaria. A operação é relacionada a licitações e contratações para o carnaval da cidade. Na primeira fase, a operação chamada Máscara Vip, fez buscas e apreensões na sede da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC.

Leia mais...

ITABUNA: POLÍCIA E MINISTÉRIO PÚBLICO NA FICC

O Ministério Público da Bahia, sob o comando do promotor público Inocêncio Carvalho, está neste momento na Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, no Centro de Itabuna, acompanhado da Polícia Militar. Segundo informações, trata-se de uma investigação sobre os contratos firmados pela instituição para o carnaval antecipado realizado de 18 a 21 de janeiro.

Vale ressaltar que em 26 de janeiro, o vereador Jairo Araújo ingressou com ação no Ministério Público, relatando que havia fortes indícios de irregularidades e improbidade administrativa. (Relembre).

Leia mais...

ITABUNA: PR E CARLETTO COMEÇAM A LISTAR NOMES PARA A FICC

A Cúpula do Partido da República – PR esteve reunida nesta terça-feira, 9, na sede da Rota Transportes em Itabuna, com o Deputado Federal Ronaldo Carletto (PP), que deve mudar para o PR em março.

Segundo informações, conforme antecipou o Blog iPolítica (Relembre), a pauta da reunião foi a indicação do novo presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC. Dois nomes foram ventilados, sendo um de uma mulher. O anúncio deve ser feito nos próximos dias.

Leia mais...

ITABUNA: FICC PRETENDE GASTAR R$ 493 MIL COM BANHEIROS QUÍMICOS E TRIOS ELÉTRICOS

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC pretende gastar R$ 493 mil somente com locação de banheiros químicos e trios elétricos. De acordo com publicação no Diário Oficial do Município, serão 500 diárias de banheiros modelo standard, 250 diárias de banheiros para portadores de necessidades especiais e 200 diárias do modelo luxo, totalizando R$ 193 mil. A FICC pretende gastar, também, R$ 300 mil com 30 diárias de trios elétricos, a R$ 10 mil cada.

Leia mais...

ITABUNA: PR DEVE INDICAR NOVO PRESIDENTE DA FICC

As articulações políticas efetivadas no último bimestre do ano passado, já começam a aparecer. Segundo informações de fonte ligada ao partido, o PR – Partido da República, que deverá ser reforçado com a chegada de Ronaldo Carletto, deverá indicar alguns nomes para a reforma administrativa já anunciada pelo prefeito Fernando Gomes, sem partido.

Dentre estas indicações, a presidência da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC está em pauta para uma possível parceria com a Secretaria Estadual de Turismo, também comandada pelo PR, tendo José Alves como titular.

Ao Blog iPolítica, o presidente do PR em Itabuna, Edmilson Silva disse que não tem conhecimento ainda desta articulação, mas adiantou que estará em Brasília nos próximos dias para traçar as metas do partido no município com o Presidente  da legenda na Bahia, Deputado Federal José Carlos Araújo.

Leia mais...

ITABUNA: COM DOIS MESES DE SALÁRIOS ATRASADOS, FICC PEDE “PACIÊNCIA” A OFICINEIROS

Se os oficineiros da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC já estavam revoltados com o descaso da gestão com dois meses de salários atrasados,sem sequer um posicionamento oficial, após uma reunião forçada, ocorrida na manhã desta quarta-feira, 8, com o presidente da Instituição, Daniel Leão, a situação ficou ainda pior.

De acordo com informações, Daniel Leão os deixou esperando por cerca de uma hora, para justificar o não pagamento dos salários a grave crise que o país se encontra e a queda na arrecadação das prefeituras. Daniel Leão disse também, que “é preciso um pouco mais de paciência e de compreensão por parte de todos os segmentos, inclusive de fornecedores, que estão com pagamentos suspensos por conta da falta de recursos”.

Os oficineiros estão organizando uma manifestação na porta da Prefeitura de Itabuna, no bairro São Caetano, com objetivo de conversar com a secretária de governo Maria Alice Pereira e com o Prefeito Fernando Gomes.

Em uma cidade em que a prefeitura paga somente de trabalhadores temporários a bagatela de  R$ 1.829.855,39, segundo dados do Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, alguns sem nenhuma serventia, deixar de pagar os oficineiros que levam arte e cultura a crianças e jovens de Itabuna, menos de R$ 90 mil mensal, é no mínimo vergonhoso.

Leia mais...

ITABUNA: FICC CONTINUA SEM PAGAR SALÁRIOS AOS OFICINEIROS

Os dias vão passando, mais um mês vai vencendo e os oficineiros da Fundação Itabunense de Cultura E Cidadania – FICC continuam sem receber o salário do mês de setembro. De acordo com um professor em conversa com o Você em Pauta, “a situação está cada dia mais difícil, pois estamos sem dinheiro do transporte pra ir trabalhar”, desabafou.

No final da tarde desta quarta-feira, 1, boa parte dos profissionais se reuniu para decidir os rumos a serem tomados nos próximos dias, já que não encontram da direção da FICC, nenhum posicionamento concreto sobre a questão. “Decidimos que continuaremos dando as aulas pois não temos o direito de prejudicar os nossos alunos desse projeto tão bonito e gratificante como é o casa das artes”, lamentou outro professor, ao programa.

O Projeto casa das artes foi criado em 2014, e já chegou a ter cerca de seis mil alunos matriculados, em várias unidades espalhadas pela cidade. Atualmente, o projeto foi reduzido, em número de unidade, de professores e de alunos.

A FICC não deu seguimento, também, ao programa Vivarte, também criado em 2014 com a finalidade de oferecer às crianças e aos adolescentes atenção especial visando uma qualidade de vida saudável por meio de atividades educativas.

Leia mais...