Navegação na tag

Mototaxistas

ITABUNA: SEM FISCALIZAÇÃO, CRESCEM OS MOTOTAXISTAS CLANDESTINOS

O que mais pode se observar no trânsito de Itabuna, além das infrações, é o crescimento do número de mototaxistas clandestinos, um desrespeito aos profissionais que se cadastraram, e seguem todas as regras e determinações da Sesttran, apesar de muitas vezes praticarem preços abusivos.

A secretária de segurança, transporte e trânsito de Itabuna, deveria intensificar a fiscalização do serviço, mas as dificusades são muitas. O blog Ipolitica apurou que os veículos da secretaria tem um limite de uso de combustível e recebem cerca de dez litros por semana para a fiscalização em todo município. Desse jeito, o problema tende a piorar.

Praça Camacan, avenida Amélia Amado, bairro de Fátima e São Caetano, são os locais onde os clandestinos mais operam, sem serem incomodados.

ILHÉUS: PRAZO PARA PRÉ-CADASTRO DE MOTOTAXISTAS ENCERRA NESTA QUINTA, 30

A Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran) de Ilhéus alerta aos mototaxistas que o prazo para o pré-cadastro para a regulamentação do serviço no município termina nesta quinta-feira, 30, e tem o objetivo de saber quantos profissionais exercem esta atividade em Ilhéus. Iniciado no dia 1º deste mês, o pré-cadastro foi acordado com as entidades representativas do segmento, de acordo com edital publicado na edição online do Diário Oficial do Município.

Até o momento cerca de 200 mototaxistas já fizeram o pré-cadastro. De posse de documentos pessoais e do veículo, a exemplo de comprovante de residência, carteira de habilitação, Certificado de Registro do Licenciamento do Veículo (CRLV), CPF e certidão de antecedentes criminais o condutor deve se dirigir a sede unidade, situada na avenida Governador Roberto Santos, bairro Esperança.

Conforme o edital, os inscritos irão passar posteriormente por curso de formação e capacitação para transporte de passageiros. O edital estabelece também que a quantidade de inscritos vai definir a formatação e o modelo da lei que passa a regulamentar o serviço, após análise da Câmara de Vereadores.