Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech
Navegação na tag

Santa Dulce dos Pobres

NELSON LEAL DIZ QUE MAIOR MILAGRE DE SANTA DULCE FOI “VIVER PELOS DESVALIDOS E POR QUEM NÃO TINHA NADA”

“O grande e verdadeiro milagre de Irmã Dulce foi ter dedicado sua vida aos desvalidos e aos que mais precisavam. Transformou um galinheiro em um hospital e acolheu gente que não tinha para aonde ir, todos os tipos de desprezados pela sociedade. Ela abdicou de sua vida para se dedicar aos outros. E isso para além de sua existência, porque a grande obra social que ela construiu continua”, declarou o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, Nelson Leal, ao participar hoje (20.10) da celebração brasileira em homenagem à Santa Dulce dos Pobres, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O presidente da Assembleia da Bahia já havia participado da canonização de Irmã Dulce, no domingo passado, no Vaticano. “A emoção na Bahia, posso garantir, foi muito maior, com a Fonte Nova lotada. Santa Dulce é da Bahia, convivemos com ela, e toda essa energia dos baianos fez com que a verdadeira canonização se desse aqui. A encenação que acabamos de assistir foi linda, com pessoas beneficiadas pelas Obras Sociais Irmã Dulce. Ela não só deu a sua vida pelos que mais necessitavam, como deixou uma obra viva, que será eterna. Todos nós agora temos obrigação de mantê-la”, disse Leal.

Acompanhado de sua esposa, Danda Leal, e de seus pais, Emerson e Lia, o chefe do Legislativo baiano esteve ao lado do Arcebispo Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, da presidente das Obras Sociais, Maria Rita Lopes Pontes, do governador Rui Costa, do vice-governador João Leão, do prefeito ACM Neto, dos senadores Otto Alencar, Jaques Wagner e Angelo Coronel, e de diversos deputados federais e estaduais, na primeira celebração baiana depois que Irmã Dulce tornou-se Santa.

O dia da primeira santa brasileira será sempre em 13 de agosto, data da primeira missa em homenagem à Santa Dulce dos Pobres, em Roma, na Basílica de Sant’Andrea Della Valle. No emocionante espetáculo sacro de hoje, “Império de Amor”, na Fonte Nova, com mais de 50 mil pessoas, participaram diversos artistas, como Waldonys, Margareth Menezes, Saulo, Tuca Fernandes e o Padre Antônio Maria.

Leia mais...

HOMENAGEM A SANTA DULCE DOS POBRES LOTA FONTE NOVA E FORTALECE O TURISMO RELIGIOSO

Nas camisas, nos olhos, nos corações. A fé em Irmã Dulce, agora Santa Dulce dos Pobres, canonizada no último dia 13, atraiu milhares de fiéis à Arena Fonte Nova, em missa celebrada pelo arcebispo primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, neste domingo (20).

O governador Rui Costa participou da celebração, acompanhado da primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), Aline Peixoto, e de José Maurício Moreira e Cláudia Araújo, que receberam a graça da cura, reconhecida pelo Vaticano.

Para Rui, Santa Dulce dos Pobres está acima das religiões pela generosidade, história e cuidado com o próximo. “Com a canonização de Santa Dulce dos Pobres, a Bahia torna-se uma referência ainda maior do que já é da fé, com suas mais de 300 igrejas, como a do Bonfim, de Nossa Senhora da Conceição da Praia, do Rosário dos Pretos e de São Francisco. Isso vai ser muito bom também para reforçar o destino religioso que é a nossa capital”, afirmou o governador.

Segundo o secretário do Turismo do Estado, Fausto Franco, o fortalecimento do turismo religioso já é uma realidade. “Nós já tivemos, nesta noite, 86% de ocupação na rede hoteleira de Salvador. É um número expressivo para um fim de semana comum”, revelou.

O turismo da Bahia, lembrou o secretário, é plural e o turismo religioso faz parte desse conjunto. “Este é um turismo independente da alta estação, de estar chovendo ou fazendo sol. E as pessoas que fazem turismo religioso têm como característica retornar outras vezes ao destino. A Bahia é muito rica na cultura religiosa. É um mix que a Bahia oferece e faz com que sejamos um estado muito especial”, acrescentou Fausto Franco.

(mais…)

Leia mais...