Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech
Navegação na tag

Saúde

ITABUNA: POLICLÍNICA REGIONAL JÁ REALIZOU MAIS DE VINTE MIL ATENDIMENTOS DESDE A INAUGURAÇÃO EM SETEMBRO

Desde a sua inauguração, em setembro deste ano, a policlínica já realizou cerca de 20 mil atendimentos com maior demanda para exames de ressonância magnética, ecocardiograma, ultrassom, dentre outros de media complexidade. A diretora geral da unidade em Itabuna, Elizia Meire Ribeiro Couto, informou que os consultórios de angiologia, otorrinolaringologia, gastroenterologia e oftalmologia também tem uma grande demanda. Biopsia, procedimentos de vasectomia, cauterização, pequenas cirurgias e cuidados com o pé diabético também estão incluídos na lista de exames.

Elizia Couto, Diretora Geral da Unidade (Foto: Pedro Augusto)

“Pacientes que aguardavam mais de dois anos para fazer um exame, hoje tem dia e hora marcada e aquele paciente de outros municípios ainda tem transporte gratuito para trazê-lo e leva-lo de volta para sua residência, após o atendimento”, explicou a diretora. Ela disse que a policlinica disponibiliza o numero de consultas de acordo com o perfil de cada município, e é feito pela Secretaria de Saúde de cada cidade consorciada. Todo o processo é visualizado tanto pelo município quanto pela policlincia por meio do Sistema Integrado de Gestão em Saúde – Sigs, “e graças a isso o atendimento é rápido, sem burocracia e sem demora”.

Elizia Meire informou ainda que, caso um paciente atendido por um neurologista, por exemplo e necessitar de um otorrino, cardiologista ou outro tipo de serviço naquele momento, o médico já o encaminha para a outra especialidade, sem autorização da regulação. “É assim que o SUS deve ser, é assim o SUS que queremos, sem burocracia, a não ser a estritamente necessária, sem longas filas e sem demora e com um serviço de alta qualidade e que atenda bem ao cidadão em suas necessidades”.

A unidade em Itabuna conta com uma equipe de 22 médicos distribuídos em 20 consultórios, 16 especialidades e 68 funcionários. A Policlínica Regional funciona por meio de consórcio, sendo que 60% são mantidos pelos municípios da região e 40% do estado

Leia mais...

UNA: SECRETARIA DE SAÚDE ESCLARECE SOBRE FALTA DE MEDICAMENTO NO HOSPITAL

A Secretaria de Saúde de Una, emitiu nota de esclarecimento nesta terça-feira, 10, acerca da denúncia de falta de medicamento no Hospital Municipal.

O caso foi publicado no iPolitica, após uma mãe desabafar sobre a aplicação de uma medicação em seu filho (Relembre).

Veja a nota na íntegra:

Utilizando-se do direito de resposta, a prefeitura de Una por meio da Secretaria Municipal da Saúde vem esclarecer fato ocorrido publicado por este blog, que noticiou falta de medicamento antialérgico no Hospital Municipal Frei Silvério, por ocasião de um atendimento médico.  

Este setor de Comunicação da prefeitura de Una, após tomar conhecimento do fato, entrou em contato com o setor administrativo da Secretaria Municipal da Saúde que prontamente verificou a situação valendo-se das informações da médica de plantão na ocasião do atendimento em questão, do almoxarifado farmacêutico e do prontuário médico do paciente.

A médica do atendimento, Dra. Ariana Cotrim, informou por meio de nota de esclarecimento (anexo), que o quadro do paciente realmente foi de reação alérgica por ingestão de alimento, porém não necessitando de medicação na Unidade sendo prescrito em receituário, uma medicação para uso domiciliar.  

Ainda, em verificação do prontuário médico, a Secretária da Saúde, Gleiciane Birschner Hora, confirmou as informações passadas além de verificação do almoxarifado juntamente com o seu responsável que atestou estoque da medicação que poderia ser ministrada se caso assim julgasse necessária, a médica plantonista.

A secretária se coloca inteiramente a disposição  para maiores esclarecimentos, e reafirma o compromisso com a população referente ao serviço público de saúde informando sobretudo o empenho em manter todos os serviços funcionando da forma mais adequada e eficiente possível.

Anexo
Leia mais...

UNA: SEM ANTIALÉRGICO NO HOSPITAL, MÃE TEVE QUE COMPRAR MEDICAMENTO NA FARMÁCIA

A falta de medicamentos e suporte básico causa transtornos desagradáveis à pacientes e familiares que necessitam da saúde pública em geral. Dessa vez a vítima foi uma criança que teve uma reação alérgica após comer um peixe.

Segundo relatos de Chamares Alves, mãe da criança, ela procurou o Hospital em Una após perceber as reações em seu filho. Chegando na unidade hospitalar a mãe teve uma grande ‘surpresa’, o antialérgico que seu filho necessitava, teria que ser comprado por ela em uma farmácia, já que no Hospital não tinha.

Revoltada, a mãe utilizou as redes sociais para desabafar e expor a realidade em que se encontra a saúde pública em Una. “E se eu não tivesse os R$ 30 do medicamento, o que eles iriam fazer, levar meu filho pra Ilhéus?”, questionou.

Leia mais...

ITABUNA: PROTESTOS EM HOSPITAL E NA PORTA DA CASA DO PREFEITO, RETRATAM O CAOS NA SAÚDE DO MUNICÍPIO

A situação da saúde de Itabuna, se agrava a cada dia, com denúncias de mau atendimento, descaso, desrespeito a vida humana, sem que haja sequer um sinal de solução. A Comissão Especial de Inquérito – CEI, para apurar as irregularidades, segue sem ser instaurada, pois falta a assinatura de apenas um Vereador. Nunca é demais lembrar que apenas seis parlamentares Babá Cearense (PSL), Charliane Sousa (PTB), Chicão (PTB), Enderson Guinho (PDT), Jairo Araújo (PCdoB) d Júnior Brandão (PT), assinaram o requerimento. Sete precisam assinar.

Para piorar o que já era gravíssimo, nesta segunda-feira, 2, uma manifestação com queima de pneus e muita revolta, ocorreu na porta do Hospital Manoel Novaes. Segundo informações, duas mulheres buscavam vagas na Maternidade Ester Gomes (Mãe Pobre), com gravidez de alto risco. Sem atendimento, aguardavam autorização da Central de Regulação, para serem encaminhadas ao Novaes para serem realizados os procedimentos. Uma delas, segundo uma prima, estava desde às 11 horas da manhã na Maternidade, aguardando uma vaga para ser internada.

Protestos na Porta da Residência do Prefeito Fernando Gomes

Ainda segundo informações, os manifestantes se dirigiram ao prédio onde mora o Prefeito Fernando Gomes, na Rua Nações Unidas, Centro da Cidade. Lá, aos gritos de “Fernando Gomes, cadê você, eu vim aqui só pra te ver” e mais queima de pneus, eles, já em um número maior, se organizavam para novos protestos nesta terça-feira, 3.

Diante de tanta dor, resultado do descaso do poder público, alguns questionamentos são levantados. Até quando essa situação vai permanecer ? O Governo do Estado não pode intervir ? Quantas vidas mais, terão que ser ceifadas para que se tomem providências?

Leia mais...

ITABUNA: FUNCIONÁRIOS DA ESTER GOMES ESTÃO SEM CONTRATO E COM SALÁRIOS ATRASADOS

As dificuldades na saúde do município de Itabuna vão desde o funcionamento até o atendimento por parte dos funcionários. O iPolítica recebeu a denúncia de que funcionários da Maternidade Ester Gomes (Mãe Pobre), estão trabalhando sem contrato, com salários atrasados e sem previsão de quando vão receber.

O cansaço dos servidores é visível para quem passa pela Ester Gomes e, segundo relatam alguns funcionários, “isso acaba comprometendo na qualidade dos atendimentos prestados pela unidade hospitalar.”.

Apesar de Itabuna viver um verdadeiro caos na saúde pública, tudo isso caiu no esquecimento com a realização da lavagem da Avenida Manoel Chaves (Kennedy), no São Caetano, neste domingo, 1, levando centenas de pessoas a percorrerem as ruas principais ao som de trio elétrico e com locutores enaltecendo o Prefeito e alguns Vereadores.

O Blog tentou contato com a direção da Maternidade mas não obteve resposta até o momento.

Leia mais...

ITABUNA: RECÉM NASCIDO MORRE APÓS PARTO NA ESTER GOMES

A saúde pública de Itabuna está totalmente entregue e o poder executivo não dá sinais de providências. Desta vez, mais uma criança morreu por negligência médica no município.

Um recém nascido, que teve seu parto feito por uma enfermeira na Maternidade Ester Gomes (Mãe Pobre), morreu nesta quarta-feira, 27, após vir ao mundo com saúde pra dar e vender.

Segundo boletim de ocorrência registrado por familiares da criança, o médico Luiz Carlos de Leite Souza atendeu a mãe da criança por volta de 21 horas da terça-feira (26), sendo medicada e orientada a voltar para sua residência.

Horas após a gestante retornou a maternidade onde, já em trabalho de parto, foi atendida pelo mesmo médico. Daí, de acordo com o BO, ele solicitou a uma enfermeira que realizasse o parto.

A criança, que segundo a família, nasceu bem, morreu minutos após o parto. No prontuário de óbito, atestado pela maternidade, consta que a criança já estava sem vida, após o parto. O caso foi parar no Complexo Policial se Itabuna, onde se iniciaram as investigações.

Veja o boletim de ocorrência:

Leia mais...

SECRETÁRIOS DE SAÚDE DE MUNICÍPIOS DA REGIÃO SUL, GRAVAM VÍDEO PEDINDO QUE ITABUNA CUMPRA COM OS SERVIÇOS PACTUADOS

Secretários de saúde dos municípios de Almadina, Aurelino Leal, Itajuípe, Jussari, São José da Vitória, Santa Cruz da Vitória, Floresta Azul e Itapé gravaram um vídeo nesta segunda-feira (25) onde exigiam mais respeito por parte da Secretária de Saúde do município de Itabuna.

Segundo os secretários, há uma pactuação entre esses municípios com a Prefeitura de Itabuna, para que sejam ofertados os atendimentos de saúde para a população. O video foi gravado após a morte do bebê de nove meses na porta do Hospital Manoel Novaes, que veio do município de Pau Brasil e aguardou cerca de 40 minutos para ser atendida (Relembre).

Em uma das falas, um dos secretários pedia respeito ao secretário de saúde de Itabuna, pois não estavam ali pedindo um favor. “Não estamos aqui pedindo favor a Itabuna, colocamos nossos recursos e exigimos respeito”, disse. Os secretários clamam também por ajuda da Secretária de Saúde do Estado da Bahia, para que pudessem ajuda-los nessa situação, pois segundo eles a situação da saúde em Itabuna está na “UTI”.

Veja o video na íntegra:

Leia mais...

CONSELHEIROS DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABUNA, ELEITOS PARA O TRIÊNIO 2019/2021, PARTICIPAM NESTA SEMANA DE CURSO DE FORMAÇÃO

O curso, realizado em duas etapas, atende um total de 48 pessoas, sendo 24 conselheiros titulares e 24 suplentes, além das servidoras lotadas no Conselho e convidados que atuam na área da saúde. O curso, ministrado por Antonio José Costa Cardoso, professor Tom, médico, Mestre em Saúde Coletiva e Doutor em Saúde Pública, versa sobre planejamento estratégico e participativo e usa como base estudo de caso do Conselho Nacional de Saúde.

Segundo a presidente do Conselho Municipal de Saúde de Itabuna, Liamara Bricídio, “a iniciativa parte da necessidade de capacitar os conselheiros para o exercício do controle social das ações da saúde em Itabuna de maneira organizada e efetiva”. Paulo Silva, vice-presidente do Conselho, afirma que “a formação é um elemento fundamental para que a sociedade civil organizada que atua no controle social das políticas de saúde tenha plenas condições de fazer frente ao processo de desmonte do SUS e precarização da saúde pública que maltrata a população de Itabuna e região”.

A mesa diretora do Conselho afirma que continuará priorizando a formação dos conselheiros no que diz respeito a organização e planos de ação de fiscalização e, principalmente, de solicitações e proposições de melhorias para conter a crise da saúde em Itabuna e que a população volte a ter atendimento conforme preconiza a nossa Constituição.

Leia mais...

CONQUISTA: HOSPITAL DE BASE TERÁ MAIOR COMPLEXO DE TRATAMENTO DE CÂNCER DO INTERIOR

A desapropriação do prédio onde hoje funciona o Icon, e dos terrenos vizinhos visa cumprir determinação do governador Rui Costa, para consolidar o maior complexo hospitalar do interior da Bahia, dedicado ao tratamento de pacientes com câncer.

Segundo o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, a medida visa, entre outros objetivos, cumprir as portarias do Ministério da Saúde que determinam a realização dos tratamentos dentro de um hospital, como forma de garantir mais segurança aos pacientes, em caso de alguma intercorrência durante uma sessão de quimioterapia, por exemplo.

Ainda segundo Vilas-Boas, os pacientes do Icon passarão a ser atendidos no Hospital de Base (HGVC), sem qualquer prejuízo às rotinas de tratamento. O secretário assegurou ainda que os profissionais de saúde do Icon serão aproveitados, dada a sua experiência e qualificação específica no trato de pessoas com câncer.

Fábio Vilas-Boas estará em Vitória da Conquista durante toda a tarde desta terça-feira 19, onde participará da I Mostra de Experiências da Atenção Primária à Saúde da Macrorregião Sudoeste. Ele antecipou os novos investimentos que o Governo do Estado fará no Complexo de Saúde de Vitória da Conquista, com a ampliação de leitos de retaguarda e de UTI, além do serviço de radioterapia a ser disponibilizado após a construção do acelerador linear, em andamento.

Leia mais...

MUTIRÃO DO DIABETES DE ITABUNA TERÁ MAPEAMENTO DE RETINA E AÇÕES DE PREVENÇÃO DA DOENÇA

O Mutirão do Diabetes de Itabuna chega à sua 15ª edição no próximo dia 23 de novembro, consolidado como o maior evento de prevenção e tratamento do país. O evento faz parte do calendário da Federação Internacional do Diabetes e teve seu modelo levado para cerca de 30 cidades brasileiras.

O Mutirão é promovido ONG Unidos pelo Diabetes e Hospital Beira Rio, em parceria com a Associação dos Diabéticos de Itabuna (ASDITA). Na área interna do Hospital Beira Rio, cerca de 2.000 pacientes com Diabetes realizarão mapeamento de retina para detecção de retinopatia diabética e exame do pé diabético. Os pacientes com retinopatia diabética grave, tem mais chance de ter complicações de maior risco de vida e incapacidade, estes serão submetidos a exame do rim com a equipe de nefrologia, e exames para avaliação de doenças do coração. Os casos com risco de cegueira serão submetidos a tratamento gratuito com laser de retina, que terá continuidade após o Mutirão.

Na Praça Rio Cachoeira, denominada Cidade do Diabetes, serão prestados inúmeros serviços de orientação e prevenção, como exames de glicemia capilar para detecção do diabetes, avaliação nutricional, cuidados com o pé diabético, utilização correta da insulina, monitoramento do diabetes em casa, direitos do diabético e atividades físicas com avaliação dos pacientes, entre outras atividades.

O espaço Diabetes Kids terá atividades recreativas e exames de detecção do diabetes em crianças e avaliação e acolhimento para orientação de crianças com diabetes ou de risco. Esta área é liderada pela equipe da Secretaria Municipal de saúde, grande parceira do Mutirão do Diabetes. Estudantes da UESC, UNIME, Santo Agostinho e FTC também atuarão em ações educativas e de atendimento.

“Trata-se de uma grande mobilização de toda a sociedade organizada de Itabuna e da região, envolvendo órgãos públicos, empresas, instituições de ensino e clubes de serviço, numa ação de solidariedade que beneficia milhares de pessoas que completa 15 anos marco importante na história da cidade”, afirma o Dr. Rafael Andrade, idealizador e coordenador do mutirão e presidente da ONG Unidos pelo Diabetes.

Leia mais...

ITABUNA: CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE SOLICITA REUNIÃO NO MP PARA DEFINIR RETORNO DO ATENDIMENTO MATERNO INFANTIL NA MATERNIDADE ESTER GOMES

A partir da solicitação do Conselho Municipal de Saúde de Itabuna, reiniu-se no Ministério Público hoje pela manhã a Secretaria Municipal de Saúde de Itabuna, a Maternidade Ester Gomes e o Conselho. Com a intermediação do MP, ficou estabelecido um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), onde a maternidade se compromete a restabelecer o atendimento de obstetrícia de baixo risco.

Por parte da Secretaria Municipal de Saúde, o compromisso de fazer repasse acordado anteriormente em conjunto com a Sesab no valor de R$ 450 mil. Ainda no acordo, ficou estabelecido que a secretaria e a maternidade proporão acordo definitivo para posterior aplicação.

O Conselho Municipal de Saúde continuará acompanhando e solicitará todos os documentos no sentido de estabelecer o princípio da publicidade para garantir a transparência e, o mais importante, a normalização do atendimento materno infantil para a população que não suporta mais interrupções e incertezas.

Leia mais...

EUNÁPOLIS: VEREADOR ACIONA MINISTÉRIO PÚBLICO EM RELAÇÃO AO HOSPITAL REGIONAL

O vereador José Ramos Neto Filho acionou o Ministério Público para denunciar o descaso relacionado ao Hospital Regional de Eunápolis. Segundo o vereador, nos últimos três anos a saúde do munícipio vem sofrendo pelo descaso do poder público. “Nos últimos três anos, a saúde pública desse município tem vivido uma cascata de irresponsabilidades, de abandono, desrespeito e omissão por parte da gestão municipal”, disse.

José Ramos também denunciou a falta de manutenção preventiva dos aparelhos, a falta de instrumentos e ausência de medicamentos básicos, como dipirona, antibióticos e anestésicos. O vereador relata que alguns medicamentos estão sendo emprestados por clinicas ou hospitais particulares, o que ajuda a diminuir o sofrimento da população.

Esses aparelhos estão aguardando manutenção desde janeiro deste ano, ocasionando uma demora nos atendimentos e remanejamentos de diversas cirurgias. O aparelho de tomografia está sem poder ser utilizado por conta de manutenção, o que gerou ao poder público uma despesa a mais, contratando uma clínica particular para que os exames continuassem a ser realizados.

Funcionários do Hospital estão colocando dinheiro do próprio ‘bolso’, como aponta a denúncia do vereador, para compra de materiais e também para confeccionar as fardas e uniformes específicos para uso cirúrgico.

Leia mais...

ITABUNA: FUNCIONÁRIOS DO SAMU PARALISAM AS ATIVIDADES

A situação da saúde em Itabuna já não anda bem, seja pela falta de médicos, como foi o caso da maternidade Ester Gomes (Relembre), ou por não ter suprimentos básicos para prestar atendimentos básicos. Nesta quarta-feira, 16, funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU, paralisaram as atividades até às 13h, atendendo apenas casos considerados de ‘UTI’.

A presidente do Sindserv, Wilmaci Oliveira, esteve na sede do SAMU, em Itabuna, e concedeu uma entrevista ao blog iPolítica. Wilmaci disse que os servidores paralisaram as atividades por falta de ‘responsabilidade da prefeitura’. “Eles não querem nem dar uma justificativa, um posicionamento, de quando vão pagar. Servidores que não recebem salários desde o mês passado e eles não querem nem dar uma satisfação ao trabalhador”, disse.

O motivo da paralização é por conta de uma gratificação que, desde 2008, os servidores vêm recebendo esses valores, baseado nas altas complexidades, dos acessos em zonas de vulnerabilidade, pelo regime de plantão, que atualmente é de 24 horas. Com a alteração do regime municipal, esse acordo, segundo a prefeitura, perde a validade legal, necessitando assim de um projeto de lei que autorize os pagamentos. “O secretário me informou, de maneira intempestiva e sem nenhuma conversa prévia, que essas gratificações históricas, desde 2008, seriam retiradas dos contracheques dos trabalhadores em virtude da mudança de regime, e que hoje tem que ter uma previsão legal, então precisa passar pela Câmara de Vereadores uma lei para legalizar”, disse Wilmaci.

Servidores do SAMU permanecerão paralisados até as 13h de hoje, ou até receberem uma resposta da Prefeitura de Itabuna, relacionada aos pagamentos das gratificações. Caso não seja cumprido até o prazo estabelecido, o sindicato irá montar, junto com os servidores, uma agenda de mobilização. “A prefeitura está desdenhando, fazendo ouvido de mercador, deixando a gente para a última hora. Queremos resolver, o parecer, que era para ser enviado ontem pela secretaria de saúde, chegou hoje na prefeitura. Estou indo lá ver o que vai ser feito pela procuradoria, para que a secretaria tome rédea de sua responsabilidade. Foi deliberado ontem, em assembleia, que vamos paralisar até 13h ou até recebermos uma resposta deles, enquanto isso vamos estar aqui. Se até 13h não tivermos resposta nenhuma, vamos elaborar uma agenda de mobilização”, finalizou Wilmaci.

Leia mais...

ITABUNA: VEREADOR QUER CEI DA SAÚDE E PRISÃO DE RESPONSÁVEIS POR DESVIOS.

O Conselho Municipal de Saúde apresentou nesta quinta-feira, 12, um diagnóstico da saúde pública do município de Itabuna. A audiência pública o ocorreu na Câmara de Vereadores, solicitada pelos vereadores Jairo Araujo e Enderson Guinho.

O vereador e presidente da comissão de saúde, Enderson Guinho (PDT), demonstrou insatisfação com o funcionamento da secretaria, que já acumula seis secretários em pouco mais de dois anos de gestão do prefeito Fernando Gomes.

“Desde o início da gestão, com o primeiro secretário, já havia indícios de corrupção na secretaria, foram apresentados desvios no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, e esquemas apontados por ex-secretários, mas até agora ninguém foi punido”, afirmou o vereador.

Inconformado com a não manifestação do Legislativo, o vereador, em seu discurso, disse que vai lutar para que a instalação da comissão especial de inquérito seja aprovada, e quer que os responsáveis pelos desvios sejam presos!

Leia mais...

BAIANOS COM VIAGEM MARCADA PARA SÃO PAULO DEVEM SER VACINADOS CONTRA O SARAMPO

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) fez hoje um alerta para que todos os baianos com viagem marcada para o estado de São Paulo sejam vacinados contra o sarampo. A medida foca naqueles viajantes que nunca foram imunizados ou que tenham esquema vacinal incompleto, principalmente crianças. Isto deve-se ao estado paulista concentrar 99% dos casos confirmados de sarampo no Brasil.

Os passageiros que retornaram, nos últimos 30 dias, do estado paulista ou destinos internacionais com risco aumentado para o sarampo, caso apresentem febre e manchas vermelhas pelo corpo, acompanhado de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, devem procurar uma unidade de saúde para atendimento imediato.

Esquema vacinal por idade

A partir de 6 meses
A criança deve receber a 1ª dose da vacina Tríplice Viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba.

15 meses de idade
Segunda dose com a vacina Tetra Viral (sarampo, rubéola, caxumba, catapora) ou a Tríplice Viral e varicela monovalente.

12 a 29 anos
Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber duas doses da vacina Tríplice Viral, com intervalo de 30 dias.

30 a 49 anos
Caso não tenha sido vacinado anteriormente, deve receber uma dose da vacina Tríplice Viral.

Leia mais...