Ieprol
Teatro Candinha Doria
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech
Navegação na tag

Texeira de Freitas

MULHER É PRESA POR TRÁFICO DE DROGAS E CORRUPÇÃO DE MENORES

Equipes da 8ª Coordenadoria Regional de Polícia do interior (Coorpin/Teixeira de Freitas) e do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) da 89ª Companhia Independente da Polícia (CIPM/Mucuri) prenderam, na manhã da última quinta-feira (16), Naide Aymores da Soledade, 52 anos, em Nova Viçosa, com 232 pedras de crack.

Segundo o titular da 8ª Coorpin, delegado Marco Antônio de Oliveira Neves, Naide confessou que atuava no tráfico de drogas da região e que trabalhava para o traficante conhecido como ‘Coroa ou Bujão’, que está preso no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas. Acrescentou ainda que o trabalho integrado vem mostrando resultados positivos no combate ao crime no município.

Ainda de acordo com o delegado, a criminosa mantinha um relacionamento com uma adolescente, que trocava sexo por drogas. Naide foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e corrupção de menores. Na ação foram apreendidos 232 pedras de crack, R$ 492 e um aparelho de celular.

 

Leia mais...

TEIXEIRA DE FREITAS: ANA PAULA PADRÃO REALIZA PALESTRA NA PITÁGORAS

A Pitágoras realizará, nos dias 14 e 15 de maio, mais uma edição do Carreira em Pauta, evento gratuito e para egressos e alunos dos últimos semestres da instituição, que oferecerá palestras e debates focados no desenvolvimento e em novas habilidades e competências profissionais.

O evento, que já reuniu mais de 60 mil pessoas em suas últimas edições, contará neste ano com a participação da jornalista Ana Paula Padrão, reconhecida por seu trabalho à frente de diferentes telejornais em grandes emissoras brasileiras. A palestra Construindo uma Carreira de Sucesso será transmitida aos participantes e visa apoiar os estudantes a enfrentar desafios e a construir seus próprios caminhos profissionais com exemplos de profissionais bem-sucedidos.

O evento terá início às 19h (horário de Brasília) e contará, ainda, com minicursos de Psicologia Jurídica, Técnicas e Procedimentos de Manutenção, Liderança e Massagem Pré-parto no dia 14 de maio. São oferecidas 50 vagas para cada oficina. Já no dia seguinte, 15, a professora Juliana Leal fará a abertura do evento falando sobre carreira e logo depois exibição da palestra gravada com Ana Paula Padrão. O evento é gratuito e direcionada para egressos e alunos nos últimos semestres da Pitágoras, com emissão de certificados ao final e os interessados em participar podem se inscrever pelo site :www.suacarreiraempauta.com.br/eventos/36.

Leia mais...

TEIXEIRA DE FREITAS: EX-PREFEITO JOÃO BOSCO É DENUNCIADO POR FRAUDAR CONTRATO COM UPB

O ex-prefeito de Teixeira de Freitas, João Bosco Bittencourt, foi denunciado hoje, dia 7, pelo Ministério Público estadual por contratar, de forma irregular, a União dos Municípios da Bahia (UPB) para prestar serviços advocatícios na área fiscal. Segundo o promotor de Justiça George Elias Pereira, a contratação foi realizada com dispensa ilegal de licitação, em 2013, pelo valor de R$ 315 mil, dos quais realmente foram pagos R$ 262,5 mil.

O ex-gestor municipal e a entidade foram acionados por improbidade administrativa em ação civil pública, também ajuizada hoje. Na ação, o promotor afirma que os acusados causaram prejuízo aos cofres públicos e enriqueceram de forma ilícita. Ele pediu à Justiça que determine, em liminar, a nulidade da contratação, realizada via   “Termo de Contribuição Extraordinária”, e a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito e da UPB até o valor integral pago em razão do contrato fraudulento.

Conforme a ação e a denúncia, João Bosco exercia a função da tesoureiro da UPB, quando foi celebrado o chamado “Termo”. O promotor destaca que não houve comprovação de efetiva prestação de quaisquer serviços advocatícios que justificassem o valor pago à entidade. Tampouco a natureza do serviço poderia ser considerado algo especializado que justificasse a sua contratação. George Elias Pereira ressaltou que o Município de Teixeira de Freitas contava, à época, com quadro próprio de nove procuradores municipais, aptos a realizar o trabalho. “Estamos diante de verdadeira inovação da arte de lesar o erário por parte dos réus na presente demanda que não utilizaram da denominação ‘contrato’ com contraprestações recíprocas, mas sim um ‘termo’”, disse.

 

Leia mais...