Faculdade de Ilhéus
Jequitibá
Pref itabuna
Ieprol

A SAÚDE PEDE SOCORRO. (Gota de Reflexão)

A notícia de que a Maternidade Ester Gomes, conhecida como “mãe pobre”, encerrará o seu atendimento a partir da próxima quinta 29, trouxe novamente a evidência a situação crítica que passa a saúde em Itabuna, o que não é muito diferente dos demais municípios brasileiros. Temos, porém, em nossa cidade, alguns fatores que contribuem para tal situação, a alta rotatividade de titulares na pasta é um deles, só neste governo já se passaram cinco, o que dificulta o desenvolvimento de um trabalho eficiente, ou seja, são muitos problemas pra pouca gestão.

Temos uma atenção básica que funciona de forma muito precária, quase parando, o que faz com que outras barreiras surjam na melhoria da qualidade do atendimento.

Diante deste quadro, algumas perguntas surgem no ar, onde será amparada a mãe pobre das periferias da cidade?, e suas crianças onde serão cuidadas? Até quando conviveremos de forma passiva com tal situação?

O silêncio de alguns e a omissão de outros que tem o dever de questionar e fiscalizar, sem sombra de dúvidas só contribuem para a falência múltipla dos órgãos de nossa saúde. Hoje mais do que nunca é tempo de gritarmos por socorro, porém não só gritarmos, mas também apertarmos o botão de socorro, que está logo ali em 2020 nas urnas.

Artigo de Joabe Paiva, apresentador do programa Diga aí JP, todos os sábados na Proeves FM.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.