faculdade de ilheus
Plansul
Cerveja Je assunção
Buerarema
Ieprol

ACONTECÊNCIAS #04

Por Josias Miguel*

ILHÉUS REVIVE O TEMPO DOS CORONÉIS 2

Recentemente o Poder Executivo de Ilhéus enviou à Câmara de Vereadores Projeto de Lei tratando da reforma administrativa da estrutura do município. No seu bojo, o referido Projeto de Lei, cuidava de modificar o quadro de servidores da Secretaria de Turismo e, pasmem, rebaixar tal Secretaria para o status de Especial, que, na prática, retirava dela a condição de desenvolver suas atividades fins satisfatoriamente. O Projeto ainda impôs à mesma condição de rebaixamento os segmentos de Meio Ambiente, Cultura e Juventude Esportes e lazer.

O detalhe é que em momento algum quaisquer dos segmentos prejudicados foram ouvidos a respeito. Não lhes foi dado oportunidade de se pronunciarem, debater ideias e contribuírem para o encontro de solução que satisfizesse os interesses do Poder Executivo e da sociedade. Mas, como miséria pouca é bobagem, o pior aconteceu na sessão da Câmara de Vereadores quando da votação de aprovação ou rejeição do Projeto de Lei.

A Vereadora ENILDA, atendendo preceito regimental da Casa, inscreveu o presidente da ATIL- Associação de Turismo de Ilhéus, Attila Eiras, para fazer uso da palavra por cinco minutos manifestando a opinião do Trade Turístico sobre a questão. O troglodita Presidente da Câmara Jerbson Morais não apenas impediu a fala, foi além cometendo o absurdo de acionar a segurança da Casa para que convidasse Attila, representante do Trade, a retirar-se do recinto, sem razão que justificasse tal medida. Apenas, talvez pela, vaidade de ser Presidente do Legislativo e a necessidade de “mostrar serviço” ao Prefeito foram as motivações para esse abuso.

A casa do povo transformou-se na cozinha do nem tão nobre Edil. A maioria dos Vereadores votou a favor da aprovação da famigerada Reforma Administrativa a despeito dos protestos e argumentos convincentes de quatro Vereadores que mostravam a inconstitucionalidade e aberrações nela contidas. Especula-se qual teria sido o argumento eficiente no convencimento da maioria dos “representantes” do povo para aprovarem a matéria.

Em Itabuna Augusto Castro acaba com o lixão público, em Ilhéus Mario Alexandre joga o meio ambiente no lixo. Dia 08 próximo, sábado, data em que se comemora o DIA NACIONAL DO TURISMO, a Prefeitura de Ilhéus vergonhosamente não terá o que festejar.

PRIMEIRAS DAMAS DE LÁ E DE CÁ NA DISPUTA ELEITORAL

Mario Alexandre, Prefeito de Ilhéus e Augusto Castro, de Itabuna, correligionários no PSD, mas no campo eleitoral de 2022 estarão em posições opostas. As respectivas esposas são pré candidatas a deputada estadual. Marão planejava eleger Soane Galvão com apoio de Augusto o que o tornaria novo líder político no universo sul baiano, pavimentando, inclusive, sua volta ao Palácio Paranaguá em 2028 ou até uma candidatura a deputado em 2026. O que Marão não contava era com a astúcia de Augusto, que de bobo não tem nada e resolveu jogar o jogo de igual pra igual lançando também a primeira dama Andréa Castro na disputa de vaga na Assembleia Legislativa nas eleições do ano que vem.

No jogo eleitoral fora dos limites de Ilhéus Marão não tem muita cancha e se assessora mal. Prova disso é que mesmo sendo Prefeito não conseguiu reeleger a Deputada Ângela, sua mãe. Ao contrário dele Augusto manja bem do assunto e somente perdeu uma reeleição por questões meramente partidárias e mantém vivo suas bases.

Andréa tem feito bom trabalho à frente da Secretaria de Assistência Social e Soane ainda será nomeada Secretária de Desenvolvimento Econômico de Ilhéus, em um momento nada favorável ao governo do marido que empurrou pela goela abaixo reforma administrativa que feriu de morte os segmentos do Turismo, Meio Ambiente, Cultura e Juventude Esporte e Lazer, vetores de desenvolvimento. Ao demonstrar menosprezo por aqueles setores, Marão colocou na boca das oposições argumentos irrefutáveis no combate ao objetivo de ver eleita sua esposa Soane.

É bom lembrar que assim como Andréa Castro, Soane Galvão foi Secretária de Ação Social em Ilhéus,a diferença é que Soane foi exonerada pelo Prefeito Marão, seu esposo.

*Josias Miguel é Analista e Marqueteiro Político

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.