AACRRI
Plansul
Buerarema
Ieprol

BRASILEIROS ESTÃO PAGANDO MAIS BARATO EM ALIMENTOS, DIZ INPC

Finalmente, a população brasileira teve um ano bem melhor do que os anteriores. De acordo com economistas, o preço dos alimentos encerra o ano em queda em todo o país, um cenário não vivenciado pelas famílias desde 2017.

A estimativa é de deflação acima de 1% para os itens de comida, com as carnes ficando 9,4% mais baratas e as aves e ovos, 6,8%. Enquanto o grupo de alimentação de domicílio está com valores em média 2,4% inferiores no acumulado até novembro, medido pelo INPC, Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

Entre os alimentos que ficaram mais baratos estão o feijão carioca, farinha de trigo, leite, frango inteiro, carnes bovinas, oléo de soja, café em pó, ovos, que foram puxados pelo recorde na safra de grãos e queda dos preços das commodities agrícolas.

Além dos alimentos mais baratos, sob o governo Lula os brasileiros também voltaram a ter acesso ao bolsa família, aumento real do salário mínimo, Minha Casa Minha Vida e até programa Desenrola, colaborando para redução do endividamento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.