Plansul
Sicoob
Buerarema
Ieprol

CALOUROS DO CURSO DE MEDICINA DA UNEX DE ITABUNA PARTICIPAM DE TROTE SOLIDÁRIO

A manhã desta quinta-feira (9) foi diferente para a estudante Marina Brandão, de 18 anos, que pela primeira vez compareceu ao Banco de Sangue da Santa Casa de Itabuna para um ato que pode ajudar a salvar até quatro vidas. Moradora do município de Teolândia, no baixo-sul da Bahia, ela estava entre os alunos da primeira turma do Curso de Medicina da Unex de Itabuna que participaram do trote solidário.

Como “doadora de primeira viagem”, a estudante Marina Brandão estava muito tensa no início do processo, mas acabou relaxando e prometeu que a doação de sangue se tornará uma rotina em sua vida. “Estava meio nervosa, mas foi tudo muito rápido, sem dores. Voltarei a doar sangue porque é uma forma de ajudar o próximo. São quatro vidas que posso contribuir para o tratamento. Hoje, eu estou ajudando, mas um dia um familiar também pode necessitar do ato de solidariedade de alguém”, afirma.

Sentada numa poltrona à frente de Marina Brandão estava outra futura médica. Mas diferentemente da colega no Curso de Medicina da Unex, Valéria Souza Bastos estava tranquila, pois tornou-se doadora após uma promessa feita quando a mãe foi contaminada com o novo coronavírus, no início da pandemia. “Prometi que, se minha mãe se recuperasse, eu me tornaria doadora, mas, na verdade, já tinha vontade de me tornar uma voluntária”, diz Valéria, que está buscando a segunda graduação. Ela é advogada.

Valéria Souza faz parte do grupo “B -”, tipo sanguíneo de uma das categorias com menos doadores no Brasil. “É gratificante contribuir com outras pessoas que estão passando por momento difícil e que precisam de uma bolsa de sangue para sobreviver. Já sou doadora e aproveito o trote solidário para comparecer ao Banco de Sangue hoje”.

Entre os participantes do trote solidário desta quinta-feira estavam também as estudantes Ida Maria Tambone e Ana Vitória Santos Ribeiro. “Sempre pensei em ajudar a salvar vidas. Por isso, também que escolhi o curso de medicina. Foi a minha primeira doação de sangue. Aproveito para convocar outras pessoas que nunca doaram e que estão aptas a fazer o mesmo”, afirma Ana Vitória.

Ida Maria Tambone conheceu a realidade do baixo estoque do Banco de Sangue ao ser convidada a fazer um ato de solidariedade em favor de uma amiga. “Depois disso, não mais parei de doar. Essa é minha quinta vez. Estarei sempre disponível para esse tipo de campanha, pois a empatia deve fazer parte das nossas vidas”, conta.

O Banco de Sangue de Itabuna precisa ter estoque mínimo de 1.200 bolsas mensais, mas, na maior parte do tempo, não passa de 900. Em fevereiro, por exemplo, foram 712 doações. Naquele mês, houve envio de 345 bolsas para o Calixto Midlej Filho, 308 para o Manoel Novaes e 297 para o Hospital de Base de Itabuna. Instalado no anexo do Calixto, o Banco de Sangue funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 17h, sem fechar para o almoço. Aos sábados, o atendimento ocorre até meio dia. O telefone para tirar dúvidas é o 73-214-9126.

VESTIBULAR A Unex segue com inscrições abertas para o processo seletivo para ingresso no primeiro semestre no Curso de Medicina, no campus de Itabuna. Os interessados têm até o dia 14 para se inscrever no site da instituição. A prova será aplicada no próximo 19. O resultado será divulgado em 23 de março, mesmo dia da matrícula.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.