Jequitibá
Pref itabuna
Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA

EM CARTA ABERTA À NAÇÃO, GENERAL AUGUSTO HELENO DIZ QUE APREENSÃO DE CELULAR DO PRESIDENTE SERIA UMA AFRONTA

O pedido do ministro Celso Melo, do STF, de apreender o celular de Bolsonaro e de seu filho, Carlos Bolsonaro (Relembre aqui), foi motivo de indignação por parte do Gabinete de Segurança Institucional, chefiado pelo General Augusto Heleno.

Em uma carta emitida pelo Gabinete, o general disse que a efetivação de tal medida seria “uma afronta à autoridade máxima do Poder Executivo e uma interferência inadmissível”. Bolsonaro está sendo investigado por supostas interferências em investigações da Polícia Federal.

Na carta, Heleno ainda alertou que a decisão do Supremo é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes, onde pode causar consequências imprevisíveis para o país.

Carta emitida pelo Gabinete de Segurança Institucional assinada pelo general Augusto Heleno

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.