Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile

EM ENTREVISTA, BEBETO DEFENDE PROPOSTA PARA MUDANÇAS NO SISTEMA DE TRANSPORTE COLETIVO

Problema que se arrasta há mais de duas décadas em Ilhéus, o transporte público foi pauta da entrevista com o pré-candidato Bebeto (PSB), no Aborduna Podcast. Na ocasião, o prefeiturável expôs sua opinião sobre as condições nas quais o serviço está sendo disponibilizado no município.

“Se a Prefeitura faz a concessão, ela quem disciplina com base no direito administrativo a forma de organização do sistema. Transporte é um direito constitucionalmente consagrado. Um direito de mobilidade da população. Em Ilhéus, essa concessão já possui cerca de 30 anos e nós temos problemas na aplicação do contrato. Não podemos aceitar o que está instalado na cidade. É preciso adoção de medidas firmes, como auditorias, para identificar as alterações sucessivas que foram apropriadas ao contrato originário e verificar todos os descumprimentos”, afirmou Bebeto.

Para o pré-candidato do PSB, os descumprimentos são passíveis de cassação do contrato, todavia, o processo demanda a participação ativa dos diversos segmentos da sociedade, incluindo sindicatos de trabalhadores, associações de moradores, setor comercial e instituições de ensino. “Após a auditoria, os resultados serão apresentados à população e as empresas terão o prazo de 60 dias para cumprir as exigências estabelecidas”, acrescentou.

Segundo Bebeto, somente dessa maneira será possível ofertar um serviço de qualidade, com aplicações práticas para solucionar demandas do dia a dia dos usuários do transporte público. “Colocaremos 100% da frota nas ruas de Ilhéus. Vamos disciplinar itinerários e horários para atender, em especial, os moradores da zona rural. As empresas terão duas alternativas. Ou atendem ou faremos uma nova licitação”, declarou.

Ele citou a experiência em outros municípios brasileiros, a exemplo de São José dos Campos, que dispõe de aplicativos para que a população possa acompanhar em tempo real o horário e itinerário dos ônibus. O prefeiturável disse ainda que a proposta visa disciplinar o transporte alternativo, explicando a necessidade da discussão sobre a legalização da atividade.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.