MALHADO
NATAL TAUAN
ISRAEL NATAL
Pref ilheus novembro
uruçuca novo
Plansul
Buerarema
Ieprol

ENTREVISTA: DR. RAFAEL SODRÉ, CIRURGIÃO TORÁCICO – AGORA EM ILHÉUS, ALERTA PARA O CÂNCER DE PULMÃO

Por Rodolfo Valentino

DR. RAFAEL SODRÉ, CIRURGIÃO TORÁCICO, AGORA ESTÁ EM ILHÉUS NA CLÍNICA AVANTTI, DENOMINADA ANTERIORMENTE COMO OTOCLIN, RECÉM REINAUGURADA NO CENTRO DE SAÚDE DR. GUTENBERG LUCENA UM EMPREENDIMENTO DE DR. GUSTAVO LEAL.

Nascido em Belo Horizonte hoje reside em Vitória da Conquista-BA, Dr. Rafael Sodré divide sua agenda em atendimentos e cirurgias em todo sul da Bahia. Dr. Rafael também é Professor de Medicina do Instituto Multidisciplinar em Saúde (IMS) -UFBA/ Vitória da Conquista-BA e Coordenador do Médico do Instituto Conquistense de Cirurgia Torácica. Graduado em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – FCMMG (2007) em Belo Horizonte – MG; fez Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Municipal de Contagem (2010) em Contagem-MG; fez Residência médica em Cirurgia torácica na Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais, FHEMIG – no Hospital Júlia Kubistchek (2012) em Belo Horizonte-MG.

Carrega em seu currículo diversos cursos da sua formação complementar. Seu nome hoje é referência quando se fala em cirurgia torácica minimamente invasiva.

Em entrevista ao IPOLÍTICA, Dr. Rafael salientou a complexidade da especialização do cirurgião torácico e sua absoluta importância no cuidado da saúde nas áreas de tórax e, suas expectativas atendendo em Ilhéus na Clínica Avantti.

IPOLÍTICA: Dr. Rafael seja muito bem-vindo ao nosso Blog, temos certeza que sua contribuição será muito importante para nossa cidade. Vamos começar com uma pergunta clássica: o que faz um cirurgião torácico?

DR. RAFAEL: Boa pergunta. Um cirurgião torácico hoje, se você for ver a maior parte dos nossos pacientes são relacionados a câncer de pulmão, ou que vai precisar de um diagnóstico ou vai precisar de um tratamento cirúrgico. Mas nossa especialidade vai muito além disso. O cirurgião torácico trata de doenças relacionadas ao tórax e ao sistema respiratório e atua em cinco principais áreas: traquéias, pulmões, pleuras, mediastino e parede torácica. Posso destacar também uma outra área que trabalhamos muito que é a cirurgia do suor (são pessoas que tem excesso de suor nas mãos e nas axilas).

IPOLÍTICA: Quais as principais cirurgias que o senhor faz?

DR. RAFAEL: Câncer de pulmão, doenças da traqueia, cirurgia do suor, broncoscopia e cirurgia de pectus conhecida popularmente como peito de pombo.

IPOLÍTICA: Me fale um pouco mais da pectus – peito de pombo.

DR. RAFAEL: Também conhecido como peito de pombo, é um defeito da parede do tórax ao nível do esterno, que se caracteriza por uma saliência do esterno e costelas. É o oposto ao defeito do pectus excavatum. Está presente desde o nascimento e o recém-nascido se apresenta como uma caixa arredondada. Com 2 a 3 anos de idade o esterno começa a crescer para fora e o defeito fica mais evidente, atingindo a maior proporção entre os 11/14 anos. Pode ocorrer como uma lesão congênita solitária ou em associação com outras anomalias congênitas, mais frequentemente cardíaca.

IPOLÍTICA: O câncer de pulmão é um dos mais comuns de todos os tumores malignos da sua área. Como prevenir?

DR. RAFAEL: Quase 90% dos casos é por conta do tabagismo, é um número muito grande. Então o prevenir já é um apelo feito há muito tempo, de que as pessoas parem de fumar. O diagnóstico precoce é muito importante e realizar o tratamento. Essas são as três formas de você prevenir o câncer de pulmão. Todos os anos, há um aumento de cerca de 2% nos casos de câncer de pulmão no mundo. Comparados aos não fumantes, os tabagistas têm cerca de 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver a doença. Os fumantes passivos também aumentam o risco de desenvolver esse tipo de câncer.

IPOLÍTICA: Quais são os sintomas do câncer de pulmão?

DR. RAFAEL: Os sintomas mais frequentes no câncer de pulmão são a tosse e o sangramento pelas vias respiratórias. No entanto, os sintomas podem ser diferentes de acordo com a localização do tumor no órgão. Como: dor contínua no tórax; falta de ar, também chamada de dispneia, em atividades do dia a dia, como tomar banho, ou até em repouso; inchaço no pescoço ou na face; perda repentina de peso; pneumonias de repetição ou “mal curadas”; presença de sangue no escarro (hemoptise), juntamente com a tosse; rouquidão por mais de uma semana; tosse: geralmente seca e contínua por mais de três semanas. Nos fumantes, a tosse crônica muda, tornando-se mais intensa ou ocorrendo em horários diferentes dos habituais.

IPOLÍTICA: O câncer de pulmão tem cura?

DR. RAFAEL: Sim. Quanto mais cedo o câncer for diagnosticado, maiores são as chances de cura. Por isso, é importante ficar atento aos sinais e evitar o principal fator de risco: o tabagismo, que envolve o consumo de cigarros, charutos, cachimbos e narguilé.

IPOLÍTICA: Dr. Rafael muito obrigado por esse bate papo. Os alertas que você trouxe hoje para nossos leitores são essenciais para promover a saúde e o bem-estar de nossa comunidade. Fica aqui já um convite para uma próxima oportunidade.

DR. RAFAEL: Obrigado vocês pelo convite! Aproveito a oportunidade e convido os moradores de Itabuna, Ilhéus e região para visitar-me na Clínica Avantti.

Agende sua consulta com Dr. Rafael Sodré na Clínica Avantti pelo telefone (73) 3221-9100 ou WhatsApp (73) 99957-7014

Entrevista assinada por Rodolfo Valentino – *Comunicólogo com habilitação em Jornalismo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.