Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
Buerarema – Fevereiro Roxo e Laranja – Desktop/Mobile
Itajuípe – Dengue Novo – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile

ESTUDANTE DE GASTRONOMIA, QUE RESIDE EM URUÇUCA, FAZ SUCESSO COM RECEITA DE BOLO DA CASCA DA BANANA

A exibição da receita Bolinho de Casca de Banana com Vinagrete de Acerola, feita pela assistente social Geraldina da Silva, no programa Bahia Rural, apresentado por Georgina Maynart, da Rede Bahia, na edição de 5 de fevereiro, chamou a atenção para o curso de Gastronomia da Faculdade Madre Thaís, agora sob a gestão do grupo da Faculdade de Ilhéus. Mesmo antes de concluir a graduação, Geraldina já faz sucesso com suas receitas inspiradas no fazer de sua mãe.

O curso superior de Gastronomia, modalidade tecnólogo, coordenado pelo professor chef André Cabral, disponibiliza laboratórios específicos para as tarefas práticas de seus alunos e alunas. O coordenador ressalta que a receita do bolinho da casca da banana com vinagrete de acerola da discente Geraldina foi apresentada como trabalho final do curso.

Residente em Uruçuca, Geraldina da Silva colará grau em Gastronomia no próximo dia 7 de março. Após o falecimento de sua mãe, há quatro anos, a memória afetiva a fez optar pela gastronomia como uma alternativa terapêutica.

“Minha mãe ministrava cursos na área de alimentação alternativa, que hoje é vista como PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais). Ela tinha uma casa de recuperação de crianças desnutridas, vinculada à Pastoral da Criança da Igreja Católica, que funcionava como uma creche, entrava às seis da manhã. Tudo que faço é voltado ao que minha mãe fazia, ela vivia para os outros. Em meio às minhas dores e frustrações, encontrei um novo caminho. Vejo na gastronomia cura para minhas dores e tristezas”, declarou Geraldina após a repercussão obtida por sua receita de bolinho de casca de banana, que inovou o servir com vinagrete de acerola, melaço de cana e pimenta.

“Para mim, essa receita tem memórias afetivas. Porque minha mãe fazia de uma forma diferente a cocção, a forma de assar, de cozer. A gente era muito pobre e morava em uma roça, numa casinha de barro, com fogão de lenha, não tinha forno. Minha mãe fazia o bolinho dentro de uma panela que era colocada no fogão, sobre as cinzas, e com a temperatura das cinzas ele assava”, conta.

Ela explica que “comer casca da banana não é convencional, mas está na moda, é PANC, é regional, é primitivo. De modo geral, a casca da banana você não se alimenta, joga fora. O sucesso do bolinho é pela diversidade que ele tem, além de ser um prato barato. E se olhar pelo outro lado, é um prato de reaproveitamento. E casca da banana madura é calmante, tem potássio.”

As suas atividades de Internet voltadas para alimentação começaram na TV Cacau quando foi convidada para fazer uma receita, em setembro de 2021, e a partir desse momento passou a apresentar o programa Gastronomia Cores e Sabores, às segundas-feiras. Geraldina apresentou o Reality Chef da Casa, promovido pela Faculdade Madre Thaís, e que foi exibido durante sua chamada na TV Cacau. O IF Baiano de Uruçuca a chamou para fazer um trabalho, assim como é convidada para outras escolas.

“Nesse tempo escuro vi a luz fazendo vídeos e chamadas, áudios de culinária pra tv e rádio, consegui reproduzir um e-book com receitas que minha mãe mais fazia. Ministrar cursos, fazer trabalhos nas escolas públicas, particulares, além de várias pós-graduações na área”, refletiu Geraldina. Durante a pandemia, ela fez pós-graduações em Cozinha Europeia, Cozinha Brasileira (que diz ser apaixonada), Docência em Ensino Superior em Gastronomia, Viticultura e Enologia, Gestão de Alimentação e Nutrição. E está cursando uma pós em Gastronomia Funcional e Natural.

Geraldina lançou em 18 de janeiro o seu livro, baseado na alimentação alternativa, intitulado “Comida Boa é Comida de Mãe”. https://go.hotmart.com/E78576196I?dp=1

2 Comentários
  1. Anônimo Diz

    Adorei a reportagem, conheço Geraldina de longos tempos e tive o prazer de conhecer a sua mãe e o trabalho que ela fazia com crianças e depois com idosos… são pessoas simples, solidárias e de uma inteligência incrível. Espero que vcs continuem a divulgar o trabalho de Gera…entendo que será de grande importância no mundo em que vivemos e para as pessoas que gostam de um estilo de vida natural e saudável.💋❤️

  2. Anônimo Diz

    Parabéns gera

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.