AACRRI
Plansul
Buerarema
Ieprol

FESTA DA PUXADA DO MASTRO DE SÃO SEBASTIÃO ACONTECE NESTE FINAL DE SEMANA EM OLIVENÇA

“Ajuê Dão, Ajuê Dan Dão. Vamos puxar esse mastro que é de São Sebastião”. Estes versos serão entoados novamente no tradicional cortejo da Puxada do Mastro, que acontece nos dias 11, 12, 13 e 14 de janeiro, em Olivença. Realizada pela Prefeitura e pela Associação dos Machadeiros de Olivença (AMAO), a Puxada do Mastro une comunidade religiosa e indígena para celebrar o mártir e padroeiro da catedral diocesana. Geralmente, os festejos acontecem no segundo domingo do mês de janeiro ou juntamente com a Folia de Reis. O ritual de escolha das árvores, que serão transformadas em mastro e mastaréu, é feito na semana anterior ao evento.

O resgate da cultura é essencial, visto que a Bahia possui muitas tradições. A Puxada do Mastro é uma das mais importantes festas da cidade, parte do calendário turístico e cultural de Ilhéus, com rituais indígenas, replantio de árvores e confraternização dos machadeiros, que junto aos nativos e visitantes levam o tronco até a Praça Cláudio Magalhães, passando pelas praias do Sirihyba e Cai n’Água. Com os tupinambás, os ilheenses e todas as pessoas que depositam sua fé, o evento fica ainda mais belo e com mais vivacidade.

A programação religiosa e cultural já começou no último domingo (07), com a escolha do mastro e segue, no dia 11 de janeiro (quinta-feira), com a realização da Missa e Cortejo dos Mascarados, seguindo os dias do evento, com shows, missas, apresentações étnicas e desfile cívico e cultural. Entre os shows, estão o de Naian Dimes, no dia 12/01, Allan Diniz e Sinho Ferrary, no dia 13/02 e para encerrar, no domingo (14), Axé Beach e Batuke Bom.

A sacralidade é um elemento fortemente presente na festividade. Conforme o historiador e etnógrafo ilheense, Erlon Costa Tupinambá, após a derrubada da árvore em homenagem ao santo católico, são adotadas práticas como retirada das cascas do mastro para fazer chá, com a certeza de cura de enfermidades e atração de sorte, quando colocadas na carteira.

Segundo a tradição e crença, as cordas utilizadas para puxar o mastro servem de enfeites e de proteção para o corpo e a alma. Transcorrida a festividade, o mastro é substituído na praça, o tronco novo é retalhado e o antigo guardado junto com o mastaréu para ser queimado nos festejos juninos.

Confira a programação completa da Festa da Puxada do Mastro de São Sebastião

11/01 – Missa e Cortejo dos Mascarados

12/01 – Desfile cívico e cultural, Missa, Apresentações étnicas e culturais e show de Naian Dimes

13/01 – Feirinha Criativa, Procissão , Missa, Apresentações culturais e os shows de Allan Diniz e Sinho Ferrary

14/01 – Puxada do Mastro de São Sebastião e os shows de Axé Beach e Batuke Bom

Local: Praça Cláudio Magalhães, Olivença

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.