COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Plansul
Ieprol

GEDDEL VIEIRA LIMA É PRESO PELA POLICIA FEDERAL

Congresso em Foco

A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (8) o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), que estava em prisão domiciliar desde 12 de julho. Os policiais chegaram ao apartamento de Geddel antes das 6 horas no bairro Jardim Apipema, em Salvador, para cumprir ordem da 10ª Vara Federal de Brasília.A prisão ocorre dois dias após a PF localizar um apartamento com R$ 51 milhões, distribuídos em malas e caixas, que havia sido emprestado por um empresário ao ex-ministro. Essa foi a maior apreensão de dinheiro vivo na história do país. Foram identificadas impressões digitais do peemedebista em cédulas apreendidas no “bunker”.

Geddel havia sido preso em 4 de julho, acusado de tentativa de obstrução de Justiça em meio às ações da Operação Cui Bono. Uma semana depois, por meio de habeas corpus concedido pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, passou para a prisão domiciliar. Em seu luxuoso apartamento, permaneceu sem tornozeleira eletrônica. O dispositivo está em falta no estado.

Além das digitais, a Polícia Federal reuniu outros indícios de que o ex-ministro é o dono da fortuna guardada em caixas e malas. O proprietário do imóvel e outra testemunha confirmaram que o apartamento estava sob os cuidados dele. Também foi identificada uma pessoa suspeita de ajudar Geddel a transportar o dinheiro.

Após 14 horas de contagem em máquinas, a PF concluiu que havia ali R$ 42.643.500 e US$ 2.688.000. Feita a conversão, a quantia apreendida totaliza R$ 51.030.866,40.

2 Comentários
  1. José Soares Diz

    Quero saber se diante de tantas provas, sobre Geddel, até com digitais feitas pela PF que confirmam, que ele é o dono dos 51 milhões, vai aparecer um ministro do STF, juiz ou desembargador para tirá-lo da cadeia, temendo que ele “fale demais”. Gostaria de saber, se Moro, Janot e a Rede Globo vão conseguir tirar o foco dessa “Bomba” que atinge Michel Temer. Sabe-se que, para enganar uma parte acéfala da população, Moro teria feito pressão a Palocci (o próprio Palocci falou que seria beneficiado) para que ele delatasse Lula, mesmo sem provas, prometendo-lhe redução de pena, justamente, um dia depois do caso Geddel vir à tona. De outro lado, Janot, também, entra em ação, denunciando Lula e Dilma por obstrução de Justiça. Tudo, para tentar enganar os menos avisados, pois a maioria das pessoas não engoliu a farsa. Lembram que Moreira Franco estava sendo investigado pela PF, e Temer o chamou para uma pasta como ministro, por causa do foro privilegiado? Pois, É! Janot ficou Caladinho. Não falou coisa alguma. Ainda bem que a máscara dele está caindo.

  2. Robison Diz

    Não era a digital do LULA ou da DILMA que estavam nas cédulas , não? RATOS E CANALHOCRARAS!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.