Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile

GRACINHA VIANA, PRÉ-CANDIDATA A PREFEITA DE UBAITABA: “A SITUAÇÃO ESTÁ PRECÁRIA EM TODAS AS ÁREAS” 

Hoje voz dissonante que contrapõe a atual gestão da cidade de Ubaitaba, comandada pelo prefeito Asclepíades Almeida (“Beda”, MDB), a pré-candidata a prefeita Gracinha Viana (Avante) chega como a voz que reflete a insatisfação do povo.

Gracinha participou da edição tradicional desta quinta-feira, 20/06, do poscast Café iPolítica, quando às quintas os âncoras Naty Almeida e Ricky Mascarenhas vêm realizando uma série de entrevistas com pré-candidatos e pré-candidatas a prefeitos e prefeitas de Itabuna, Ilhéus e cidades circunvizinhas. (Assista Aqui)

Bancada do Podcast Café iPolítica

Gracinha Viana falou de sua história política, que remota ao ano de 1988, quando foi a vereadora mais votada da história de Ubaitaba, onde atuou também como coordenadora assumindo vários setores e funções na gestão pública ao longo dos anos.

Saindo de Ubaitaba por algum tempo, se tornou primeira-dama da cidade de Maraú, quando assumiu a secretaria de Assistência Social daquela cidade. Após, veio sua primeira candidatura para prefeita, logrando êxito no projeto. Na reeleição, repetiu o resultado de sucesso. E, ao se despedir da gestão em Maraú, ainda conseguiu fazer vitorioso o seu sucessor, Manassés Sousa (Avante), apoiado por seu grupo político.

De volta à Ubaitaba, disse que o sentimento que toma conta da cidade, hoje, é o da “falta de respeito ao povo”. “A situação em Ubaitaba está precária. Na ação social, não tem nada, na Saúde, os problemas são os mesmos”, destacou, situando que a cidade hoje está com necessidades generalizadas em todas as áreas.

Desse cenário, veio a pergunta sobre o que de bom que fez em Maraú, ela levaria para a sua gestão na sua cidade atual, ao que foi taxativa na resposta: “Tudo!”

Dos apoios que vem organizando, falou que vem dialogando com vereadores do município e que, por enquanto, cita os diálogos profícuos e nomes que deverão vir para sua base, não sem citar o nome do deputado federal Ronaldo Carletto, hoje presidente nacional do Avante.

Comentou sobre a polêmica da derrubada do campo de futebol da cidade, indicando que não há ainda uma perspectiva sobre quando a cidade terá novamente um campo novo.

Foi instigada a apontar quais proposições da atual gestão dará continuidade, caso se eleja, ao que disse que “vou pegar uma lanterna e procurar”.

Falou de atração de indústrias e atração de empregos; da tradicional festa do São João que deixou de ser realizada; do desenvolvimento da agricultura local; e do Plano de Governo sobre o qual ela prefere ainda não esmiuçar os detalhes por estar ainda na fase embrionária.

Sobre o seu candidato a vice, não revelou nome, mas já adiantou que é um homem e que o nome só será oficialmente confirmado após a convenção no início de agosto.

Falou sobre diferenças na maneira de administrar entre homens e mulheres e se posicionou a favor da reeleição, indicando que o candidato que se reelege e comete subsequentemente crimes de corrupção, não há que se falar que a culpa é da reeleição como um instrumento de continuidade de projetos. “Corrupção não é questão de reeleição. É questão de caráter”, disse.

A entrevista completa com Gracinha Viana pode ser vista e revista no canal iPodcasTV, no You Tube, onde o podcast Café iPolítica entra no ar ao vivo todas as quintas, às 19h30min, nas sabatinas que vêm sendo realizadas com os prefeituráveis.

Ricky Mascarenhas, Gracinha Viana e Naty Almeida

Os apoios são da Arrazze Camisetas, Colégio Ieprol, Supermercado Leal, Grupo Coroa (com a água mineral Campinho com e sem gás e os energéticos Bad Wolf), Leal Classic Hotel, Soluz Materiais Elétricos e Hidráulicos, UNEX Universidade de Excelência e Boteco Gaúcho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.