Cerveja Je assunção
uruçuca novo
Buerarema
Colégio Jorge amado
Plansul
Ieprol

ILHÉUS: ATIVIDADES NÃO ESSENCIAIS CONTINUAM SUSPENSAS POR MAIS 48 HORAS

Ilhéus continuará seguindo todas as medidas restritivas publicadas no decreto estadual nº 20.259, na noite deste domingo (28). As atividades e os serviços não essenciais continuam suspensos por mais 48 horas. O toque de recolher das 20h às 5h, com exceção de deslocamentos para serviços de saúde ou em que fique comprovada a urgência, foi prorrogado até a próxima segunda-feira (8). As medidas visam diminuir a taxa de transmissão da Covid-19 na Bahia.

Ficam autorizadas apenas as atividades relacionadas à saúde pública, alimentação e segurança. A venda de bebidas alcoólicas continua proibida, inclusive na modalidade delivery.

O que está proibido

– Circulação noturna de pessoas das 20h às 5h;

– Funcionamento de centros e galerias comerciais; comércio de rua; bares, restaurantes, pizzarias e similares;

– Eventos científicos, desportivos coletivos ou amadores, aulas de ginástica, assim como circos, cerimônias de casamento e afins, independentemente do horário e número de participantes;

O que pode funcionar

– Feiras livres, desde que em local aberto e respeitando o distanciamento entre as barracas;

– Mercados e padarias, até às 19h30;

– Atos religiosos litúrgicos, respeitados os protocolos sanitários, com capacidade máxima de lotação de 30%;

– Serviços de alimentação por delivery, até meia-noite;

– Serviços de limpeza pública e manutenção urbana;

– Delivery de farmácia;

– Atividades profissionais de transporte privado de passageiros; além dos terminais rodoviário e aéreo; bem como o deslocamento dos profissionais que atuam nestas atividades fins.

A Guarda Civil Municipal (GCM), os órgãos de fiscalização e a Polícia Militar farão o monitoramento na cidade. Quem descumprir o decreto será autuado por crime contra a saúde e ordem pública. A pessoa será conduzida à delegacia, onde será registrado o procedimento e encaminhado ao Ministério Público para abertura de processo criminal. Estabelecimentos que descumprirem as normas terão o alvará de funcionamento cassado.

Clique aqui e confira o decreto estadual Nº 20.259

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.