Plansul
uruçuca novo
Emasa
Cerveja Je assunção
Buerarema
Ieprol

ILHÉUS: AUGUSTÃO SOLICITA INSTALAÇÃO DE BASE DO SAMU NA ZONA NORTE

 

O Vereador Augustão (PT), esteve na Secretaria de Saúde de Ilhéus nesta quinta-feira, 22, para solicitar ao Secretário que vai ocupar a pasta, André Cesário, um olhar mais amplo para a Zona Norte da cidade. Segundo o parlamentar, a região possui um grande potencial de crescimento. Também participaram da reunião o Coordenador do SAMU-192 de Ilhéus, Cyomar Dias e a Subsecretária do SAMU, Daniella Navarro.

Segundo Augustão, a chegada da Bahia Mineração (BAMIN) para a construção do Porto Sul, contribui para o desenvolvimento regional e certamente vai atrair outras empresas que queiram investir no local, além da possibilidade da construção da Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

“É de extrema importância a instalação de uma base descentralizada do SAMU nesta localidade, sugeri a utilização de uma das duas unidades básicas de saúde do Iguape para abrigá-la, pois a Base Descentralizada ocupará pouco espaço e estará estrategicamente localizada no município, de forma a contemplar os atendimentos da região norte com um tempo-resposta adequado, e respeitando a ordenação dos fluxos das urgências através da grade de serviços regionalizada.”, argumentou o Vereador.

O atendimento será destinado a bairros e distritos da zona norte, pois nessas localidades as pessoas são carentes de acesso a serviços de atendimento médico de urgência, e uma base do SAMU contribuirá para um atendimento mais ágil. “Uma ambulância do SAMU na zona Norte, facilitaria o acesso das pessoas aos atendimentos de urgência e emergência, algo que será um diferencial para salvar vidas”, explicou Cyomar Dias, Coordenador do Serviço no município.

André Cesário, ouviu as solicitações e fez o compromisso de visitar a comunidade, além de levar a demanda ao prefeito, Mário Alexandre (PSD). “O secretário disse ainda que informará ao prefeito sobre a existência de uma emenda parlamentar feita por mim que pode ser utilizada para custear o projeto. Outra alternativa seria a possibilidade de firmar parcerias público-privadas (PPPs), visando instalar a unidade e contribuir para assegurar ampla cobertura e qualidade do atendimento à população. Agradeço aos três pela oportunidade de discutirmos a respeito de um assunto tão relevante.”, finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.