Plansul
FICC
CVR
Buerarema
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol

ITABUNA: FRANCISCO GOMES DEFENDE PRIORIDADE PARA VACINAÇÃO EM TRABALHADORES DE SUPERMERCADOS E FARMÁCIAS

O vereador Francisco Gomes (PSD) procurado por comerciários, defendeu na Câmara de Itabuna a inclusão dos funcionários de supermercados e farmácias entre os grupos prioritários para vacinação da Covid-19. “De que adianta um idoso tomar a vacina e um trabalhador desses estabelecimentos ser acometido de Covid?”, indagou o edil na sessão de 05 de maio, Dia Nacional do Líder Comunitário.

Ele lembrou que tais profissionais acabam tendo contato com todas as pessoas, independente da faixa etária – assim virando focos para disseminação do coronavírus. “Temos que ir tanto à farmácia quando temos outras doenças como ir ao supermercado fazer compras. Se a pessoa lá estiver acometida de Covid, não vai passar? Peço que nos ajudem nessa questão o mais rápido possível”, argumentou.

Aquela sessão, mais uma vez, trouxe questões que moradores levam aos edis e respaldam os pedidos de providências que eles encaminham ao Executivo. Ainda no quesito saúde, Sivaldo Reis (PL) lembrou a necessidade da retirada de cupins que impedem a inauguração de unidade na Vila das Dores. Já Francisco, reiterou a urgência de ser reaberto o posto do bairro Santo Antônio, fechado há mais de um ano.

“Está sendo prejudicada a população não só daquele bairro como do Corbiniano Freire, Jardim Grapiúna… Porque aquela é uma unidade de referência; precisa urgentemente da reabertura. Nosso prefeito Augusto Castro [PSD] está sendo muito sensível a essa questão, mas quem sente na pele é a gente, que está lá na ponta”, completou.

Vereadores expuseram reivindicações do itabunense em mais uma sessão ordinária – Foto Pedro Augusto

“Escuta da comunidade”

Diante do questionamento, o vereador líder do governo, Manoel Porfírio (PT), ressalvou: “Aquela unidade [do Santo Antônio] vai ser referência para a cidade. Mas depende também dos meandros legais da justiça. É vontade da gestão acelerar as coisas, mas temos esbarrado na burocracia! É importante deixar isso registrado”.

Wilma (PCdoB) frisou que falhas no setor, um dos mais reclamados na cidade, se arrastam há décadas. “Cada sentimento expressado aqui é fruto de uma escuta da comunidade. Falando como servidora pública há 12 anos, posso retratar que todos os 32 postos de saúde que temos enfrentam dificuldades históricas; não temos uma equipe de manutenção de postos de saúde. Às vezes tem um sifão de torneira que precisa ser trocado e não tem como resolver, a não ser que o administrador compre e ele mesmo troque. Porque esbarra na chamada burocracia”, exemplificou.

Lembrando ser líder comunitário há 25 anos, Antônio Piçarra (Solidariedade) parabenizou os colegas pelas constantes reivindicações ao Executivo e vários citaram pleitos atendidos. Ele agradeceu, por exemplo, pela ponte no bairro Fonseca. Já Gilson da Oficina (PL) e Marcelo Souza (Cidadania) enalteceram a alternativa encontrada para pôr fim ao lixão.

Conselho contra Drogas

Já passou pela primeira votação o projeto (nº 21/2021) para ampliar o número de membros no Conselho Municipal de Políticas contra Drogas. Assinada pelo edil Israel Cardoso (PTC), a proposta aumenta a participação da comunidade e garante a diversidade no órgão de controle social.

A propositura será novamente apreciada na quarta-feira (12).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.