Câmara Itabuna
Forró rico liso
Buerarema
URUÇUCA
Forró sossego
Encanthé
Ubaitaba Inst novo
Vidro Tech

ITABUNA: INTERNOS DO CONJUNTO PENAL SÃO AUTORIZADOS A CURSAR O ENSINO SUPERIOR

Uma cerimônia, realizada em Itabuna, autorizou quatro internos que cumprem penas no Conjunto Penal a frequentarem as aulas em uma faculdade do município. Além de terem feito as provas do Enem 2018, eles ainda foram aprovados recentemente em um processo seletivo da instituição de ensino.

Dos cinco que foram aprovados, quatro deles reúnem as condições jurídicas para sair da unidade diariamente, e foram autorizados pelo juiz Antonio Maldonado a seguir os estudos, pois já estão no regime semiaberto. Com a autorização, estão aptos a deixar diariamente a unidade prisional e frequentar as aulas na faculdade que os acolheu.

O juiz enfatizou que esse é um novo momento, uma nova oportunidade que se abre à frente de cada um deles, alertando para a necessidade de uma boa conduta a partir de agora, quando terão um contato maior com o público externo, com a sociedade.

Para o diretor, capitão PM Adriano Jácome, esse é um momento muito importante para a unidade. “Com os quatro dessa quarta-feira, são nove estudantes que saíram do Conjunto Penal para o Ensino Superior. Temos consciência de que não é simples, mas também sabemos que trabalhando em equipe o resultado aparece. Agradecemos o apoio do Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Colégio Estadual e de nossa equipe de trabalho”.

A coordenadora de Educação da empresa Socializa, que operacionaliza o Conjunto Penal de Itabuna, Maria do Carmo, lembrou que o principal objetivo de todo trabalho realizado na unidade é a ressocialização. “A Educação é um poderoso instrumento de transformação. Agradeço à direção da unidade e à Socializa, por nos ter dado condições para sonhar e realizar momentos como esse, que estão cada vez mais frequentes”.

A cerimônia reuniu, além do juiz Maldonado e do diretor do CPI, Adriano Valério Jácome da Silva e do diretor adjunto Bernard Dutra, representante do Núcleo Territorial de Educação (NTE), Andrea Bezerra; da instituição de ensino superior parceira no projeto, Shirlei Araújo; e do novo diretor do Conjunto Penal de Eunápolis, major Kleber Santos, além da diretora do Colégio Estadual, Adriana Lima e de integrantes do Corpo Técnico e Administrativo do CPI.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.