FACULDADE DE ILHÉUS
Mutirão do Diabetes
Estratégias digitais
Câmara de Vereadores
Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech

ITABUNA: LOJA MAÇÔNICA 28 DE JULHO HOMENAGEIA SEIS PROFESSORES, O COLÉGIO AFI E A CÂMARA DE VEREADORES

Os educadores Faraídes Carvalho, Creuza Fernandes, Edith Santana, Terezinha Pedreira, Nely Castro de Araújo e Júnior Brandão, o Colégio Ação Fraternal de Itabuna e a Câmara de Vereadores de Itabuna foram homenageados na noite desta segunda-feira, dia 14, com os títulos do “Reconhecimento Maçônico” e de “Menção Honrosa”. A entrega ocorreu no templo da Loja Maçônica 28 de Julho, durante uma solenidade em comemoração ao Dia do Professor, comemorado dia 15 de outubro.

Faraídes Carvalho lecionou em Itabuna foi durante as décadas de 60 e 70. Lecionou nas escolas Wilde Lima, Instituto Teosópolis, Inácio Tosta Filho, Humberto de Alencar Castello Branco, Lúcia Oliveira e Vicentinos, formando muitos profissionais que atuam no mercado regional. Diretora da Escola Moranguinho, criada há 35 anos no bairro Conceição, Creuza Oliveira, é responsável pela formação de dezenas de jovens profissionais que hoje prestam serviços à sociedade regional.

Professora há sete décadas, Edith Santana lecionou em Buerarema e em Itabuna, nos colégios Firmino Alves, Divina Providencia e Nossa Senhora Santana, atuando na educação de crianças, jovens e adultos. Terezinha Pedreira é ex-diretora da Escola Estadual Padre Carlos Salério, no bairro São Pedro. Há quatro décadas vem educando crianças e orientando adolescentes dos bairros carentes de Itabuna, preparando-os para a vida e para o mercado de trabalho.

Nely Castro de Araújo, ex-professora dos colégios Ação Fraternal e Divina Providencia e Carrossel, foi fundadora e diretora da Escola Girassol, formando uma legião de alunos. Além de educação desenvolve ações sociais em grupos espíritas itabunenses. Vereador em Itabuna, Júnior Brandão é professor de Educação Física há 37 anos, atuando nos colégios Nossa Senhora da Glória (Gato de Botas), Ciso e Pedro II, em Salvador, além da Academia Montenegro e Uesc.

O Colégio Ação Fraternal de Itabuna, criado em 1947 por Amélia Amado, recebeu o título do “Reconhecimento Maçônico” “por prestar relevantes serviços educacionais, preparando indivíduos e qualificando-os para a vida profissional”. À Câmara de Itabuna foi conferida “Menção Honrosa” “por cumprir o seu papel constitucional, além de promover ações de melhoria e fortalecimento da educação municipal”.

A sessão intitulada “Um Tributo à Educação” com a presença da secretária de Educação de Itabuna Nilmecy Gonçalves, convidados e parentes dos homenageados. O jornalista Ederivaldo Benedito, que teve Faraídes Carvalho como sua primeira professora, representou todos os ex-alunos dos condecorados.

Além do venerável mestre Rafael Gama Moreira, que também é professor, a 28 de Julho prestou homenagem a nove educadores maçons, membros da Loja: José Alberto Campelo, Nardo Casteano, Valter Alves, Marcio Mendonça, Celio Kersul, Enaut Freitas, Rodrigo Souza, Jorge Dias, Ademir Goulart.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.