Preto no Branco
Câmara de Vereadores
Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech

ITABUNA: QUATRO EMPRESAS DEMONSTRARAM INTERESSE NA CONCESSÃO DA EMASA, AFIRMA TÉCNICO DA FGV

A prefeitura municipal de Itabuna realizou nesta quarta-feira, 14, uma audiência pública, para debater junto com a população, a concessão da Empresa Municipal de Saneamento e Águas – Emasa.

A audiência, que começou às 8 horas, lotou o auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). Funcionários da Emasa, vereadores, secretários e representantes da sociedade civil estiveram acompanhando, calorosamente, as explicações que foram feitas pelos técnicos da Fundação Getúlio Vargas.

Com o tema “Concorrência pública para exploração do serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário”, o engenheiro Luís Carlos, da FGV, explicou sobre os procedimentos que serão realizados após a audiência. Segundo Luís, as empresas Casa Forte, Embasa, o Grupo Águas do Brasil e a Odebrecht já demonstraram interesse em participar do processo licitatório.

De acordo com uma linha do tempo exposta na audiência, a previsão da publicação do edital de concessão é do dia 5 de novembro de 2019. Segundo a FGV, a consulta pública será feita até o dia 23 de agosto deste ano, sendo que o resultado das consultas junto com demais adequações será em novembro de 2019.

O público, que permaneceu caloroso durante toda a audiência, não conseguia de pronto compreender as explicações feitas pela Fundação, já que foi “um amontoado de números”, como disse um dos presentes, e sem apresentar realmente motivos que convencesse a população em apoiar o processo de concessão.

Erick Vinícius, suplente da Executiva do Sindicato dos Trabalhadores em Água e Esgoto – Sindae, disse ao iPolítica que o prefeito vem colocando essa alternativa de concessão como o único meio que possibilite a recuperação da empresa, fato que Erick discorda. “O prefeito tem colocado essa alternativa de concessão como a única, mas existe outras alternativas. Essa que ele coloca é a pior possível, porque todos esses investimentos que eles estão prometendo vão sair diretamente da conta do usuário, sem a garantia de que esses investimentos serão feitos”, disse Erick.

Estiveram presentes os vereadores Nel do Bar (PPS), Chicão (PTB) e Enderson Guinho (PDT). Vale ressaltar que todo os custos da audiência foram pagos pela Prefeitura Municipal de Itabuna.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.