Movimenta Bahia
CVR
diabetes
Buerarema
Plansul
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol

ITABUNA: SESSÕES DE TRATAMENTO HIPERBÁRICO É PAUTADA NA CÂMARA DE VEREADORES

A oferta de mais 100 sessões mensais de tratamento hiperbárico (oxigenoterapia contra feridas crônicas) é uma reivindicação da Câmara à Prefeitura de Itabuna. O assunto foi levantado na sessão de quarta-feira (25) pelos vereadores Sivaldo Reis e Gilson da Oficina (ambos do PL). Eles esclarecem que o pedido tem um custo de aproximadamente R$ 23 mil.

No momento, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) disponibiliza 100 sessões por mês, o que contempla apenas cinco pacientes. Há, no entanto, quase 200 pessoas na fila. “Buscamos do município a contrapartida para pelo menos cem sessões, para que a gente possa atender mais cinco pessoas. E junto ao deputado [licenciado] Josias Gomes estamos tentando outras cem. No caso, a gente ficaria com trezentas”, contabilizou Sivaldo, que é vice-presidente do Legislativo.

O edil Solon Pinheiro (Solidariedade), por sua vez, protocolou uma indicação ao governo estadual, para que envie um relatório com dados sobre o valor arrecadado com a cobrança de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) – tributo envolvido em polêmica diante dos sucessivos reajustes nos combustíveis.

“Nossa intenção é propor ao governo do estado que reduza o ICMS. Existe uma briga política muito grande sobre quem é o culpado do valor da gasolina. Mas não queremos encontrar culpados; queremos encontrar a solução”, afirmou.

Moção de Pesar

Os vereadores também aprovaram uma moção de pesar pela perda do pai do presidente da Casa, Erasmo Ávila (PSD). Trata-se do policial militar aposentado Alcebíades Martins, mais conhecido como Betinho, falecido no último domingo (22), aos 89 anos.

Emocionadas palavras destacaram o quanto era correto, equilibrado e os nobres valores que semeou entre a família e os amigos. Num tom saudosista, os vereadores Cosme Resolve (PMN) e Ronaldão (PL) recordaram o modo de agir de um policial que, sobretudo, assegurava a disciplina sem precisar recorrer à violência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.