faculdade de ilheus
Plansul
Cerveja Je assunção
Buerarema
Ieprol

ITACARÉ AMPLIA A VACINAÇÃO CONTRA COVID PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS

O trabalho de vacinação contra a Covid-19 continua sendo feito pela Prefeitura de Itacaré, que nesta segunda-feira (7) ampliou o número de grupos prioritários, passando a imunizar também os trabalhadores dos transportes que atuam como mototaxistas, taxistas e motoristas de Vans e similares.

De acordo com a categoria, a inclusão desses trabalhadores representa mais uma vitória dos condutores e reafirma cada vez mais o compromisso da prefeitura com esse segmento que lida diariamente com o público, transportando moradores do município e turistas.

Além dos trabalhadores do setor de transportes, o trabalho de vacinação continua diariamente, imunizando os mais diversos grupos prioritários, aplicando a primeira e a segunda doses. Nessa etapa, para a primeira dose, estão sendo atendidas também as pessoas acima de 57 anos, lactantes (Até 12 meses de amamentação e a partir de 40 anos), pacientes com comorbidades (a partir de 18 anos), profissionais da educação (acima de 40 anos), segurança e salvamento (acima de 30 anos) e os profissionais da limpeza pública).

Também estão sendo vacinados os profissionais da comunicação acima de 40 anos. Nesse caso, é preciso fazer o cadastro através do e-mail da [email protected], ou na Secretaria de Saúde levando RG, cartão sus e comprovante da função e vínculo.

A vacinação está sendo realizada em Itacaré no Colégio Maria Benjamina, de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 13h30min às 15h30min, e no distrito de Taboquinhas, no Colégio Padre Edgard, das 9 às 14 horas. A Secretaria de Saúde informa que a vacina será liberada de acordo com a quantidade de doses disponíveis.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, ressaltou a importância das pessoas que fazem parte desses grupos prioritários procurarem imediatamente os locais de vacinação para ficarem imunizados contra a Covid-19.

Também falou da necessidade das pessoas que tomaram a primeira dose retornarem aos postos de vacinação como forma de garantir assim uma imunização mais eficaz contra a doença. De acordo com a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, uma dose da vacina garante uma resposta imunológica menos eficaz do que a produzida após o efeito da segunda dose.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.