Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile

ITORORÓ: PRESIDENTE DA CÂMARA ABRE VERBO E REVELA TRAMA MALÍGNA PARA MANCHAR SUA IMAGEM

Em dois aos à frente da Câmara de Vereadores de Itororó, Jonatas Lisboa nunca deixou a Mesa Diretora e fez uso da palavra no Grande Expediente. Mas, ao ver sua honra manchada por falsas notícias, na noite desta terça-feira, dia 27, o Presidente quebrou seu protocolo foi à Tribuna e desabafou. Contou que foi vítima de uma conspiração política orquestrada por uma pessoa que sempre o disse que “lhe tinha como filho e que é capaz de tudo para manter-se no poder ou chegar até ele”.

Diante de um Plenário lotado, com mais de cem pessoas, Jonatas deixou claro que tem responsabilidade com o dinheiro público, explicando, através de sua assessoria contábil que suas contas foram aprovadas pelo TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) e que as ressalvas se deram por conta de erros de leitura, por parte do sistema online do Tribunal, a alguns comprovantes de pagamentos. Mostrou que tem 15 dias para apresentar tais documentos comprobatórios e que as contas da Casa Legislativa estão em ordem dentro do que rege Lei.

Para espanto de todos os presentes, e ouvintes da transmissão, a assessoria contábil revelou ainda que a Prefeitura de Itororó em breve terá que arcar com uma dívida de mais de R$ 200 mil reais, oriundas do não pagamento de impostos obrigatórios pelos gestores da Câmara de Itororó entre os anos de 2013 e 2016. A Organiza Contabilidade descobriu que os pagamentos destes tributos eram “maquiados” para enganar o sistema e permitir que uma determinada quantia sobrasse no fim do mês e “pudesse ser usada para fins ilegais”.

Assim, foi descortinada a “República do Caramelo”. Em uma noite de revelações Jonatas demonstrou como o dinheiro da Câmara de Vereadores era desviado para atender a fome de alguns de delapidar o bem público. E por combater essa prática, ter uma gestão austera, honesta e responsável com dinheiro do povo, o edil demonstrou que foi vítima de uma rede de mentiras que “visa arrastar seu nome para vala comum dos corruptos de Itororó”, quando na verdade foi ele, Jonatas, que trancou a torneira da corrupção na Câmara de Vereadores de Itororó.

Em seu discurso, o jovem presidente demostrou coragem e deu nome ao seu algoz, neste caso “sua algoz”. Usando a Tribuna Livre e da imunidade parlamentar que ela lhe confere no exercício da vereança, Jonatas revelou que foi “a Vereadora Robélia Barros (Bela Guerreira) que criou e disseminou a fakenews a seu respeito e que fez com a finalidade de manchar a sua gestão e dizer que ela que está preparada para gerir a casa”.

“A Vereadora Bela, candidata a presidente da Casa pelo grupo do governo, foi a primeira a receber dos seus pares o trecho condenatório. Sem se dar o luxo de ver o inteiro teor do processo, o que faz ela? Estava tirando cópias deste trecho para querer me incriminar. A vereadora que não cansa de dizer que me tem como filho, primeiro tem que se colocar no papel de vereadora de pesquisar, analisar o que lhe chega à mão, para poder assim agir. A Vereadora deu exemplo à comunidade, neste episodio, que está totalmente incapaz de dirigir essa casa, mas que está em total sintonia com o governo em mateira de incapacidade. Toda à sociedade sabe qual foi o formato em que a senhora chegou a essa casa, no entanto nunca apontei o dedo para condenar essa forma desse milagre ter acontecido. Com provas de que eu efetuei todos os pagamentos, o que a senhora deveria ter feito é apontar sua metralhadora enferrujada direção contrária”, disse Jonatas, usando a Tribuna Livre.

Toda essa trama é em função da eleição da Mesa diretora da Câmara. No fim de sua fala, Jonatas revela seu apoio incondicional à candidatura do Vereador Valfrido Miranda que, de acordo com o atual presidente, vai manter a gestão da Casa de Leis de Itororó honesta e independente do governo municipal. “Muitos projetos, que eram verdadeiras pacotes de maldade contra o povo foram barrados por nós graças a sabedoria do Vereador Valfrido, que detectou problemas e nos alertou”, disse Jonatas.

“O desespero para representar o governo na casa, para honrar acordos, para conduzi-la falou mais alto. Gente do governo, inclusive, por sua vez, replica a fakenews com a naturalidade de que todos são iguais a ele e no caso não são”, finalizou o presidente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.