Ieprol
Ubaitaba Inst novo
Buerarema
URUÇUCA
Vidro Tech

JAIR BOLSONARO VIRA ALVO DA ITS-SSS, UMA ORGANIZAÇÃO TERRORISTA

O presidente da república, Jair Bolsonaro e os ministros Ricardo Salles, Meio Ambiente e Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, foram declarados os alvos principais de uma organização terrorista instalada no Brasil.

Segundo a reportagem publicada no site da Veja, o grupo vem planejando os ataques desde a eleição de Bolsonaro, em outubro de 2018. Anhangá, um dos membros da ITS-SSS (Individualistas que Tendem ao Selvagem – Sociedade Secreta Silvestre) declarou que o grupo já promoveram ações terroristas em Brasília. Antes da posse do presidente, em 1 de janeiro deste ano, o grupo assumiu a autoria de uma bomba deixada cerca de 50 quilômetros do Planalto, a bomba não foi detonada por erro de instalação.

Bomba deixada nas proximidades do Planalto – Foto Reprodução

“Facilmente poderíamos nos misturar e executar este ataque, mas o risco era enorme (…) então seria suicida. Não queríamos isso, a finalidade máxima seriam disparos contra Bolsonaro ou sua família, seus filhos, sua esposa”, disse Anhangá à revista Veja.

Meses depois, dois carros do Ibama foram queimados na porta do Ministério do Meio Ambiente e mensagens de ameaça ao ministro Ricardo Salles foram deixadas no local. O grupo assumiu também a autoria deste ato terrorista.

O grupo foi fundado em 2011 no México e afirmam ter representantes no Chile, Argentina, Espanha, Grécia e Brasil. O ITS-SSS já promoveu ataques fora do Brasil, deixando inclusive vítimas fatais.

Foto Veja

A Polícia Federal investiga a organização desde 2017, quando surgiram as ameaças à ministros do Supremo Tribuna Federal. Três pessoas já foram presas, mas ainda não obtiveram êxito em capturar o “líder” do grupo no Brasil. Segundo informou o próprio Anhangá a Veja, ele é do sexo masculino, tem idade entre 20 e 30 anos e reside em Brasília.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.