Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile

JORNALISTAS DA RECORD DENUNCIAM PRESSÃO PERMANENTE PARA PREJUDICAR HADDAD

Há uma semana do segundo turno das eleições, os ânimos e pressões estão cada vez mais fortes. De acordo com o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo – SJSP vários jornalistas da Rede Record denunciaram que estão estão sofrendo pressão permanente da direção da emissora para que o noticiário beneficie o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e prejudique o candidato Fernando Haddad (PT).  As pressões internas pela distorção do noticiário tomaram a forma de assédio a diversos jornalistas. A tensão na redação tornou-se insuportável para alguns profissionais, denuncia o SJSP.

Vale lembrar que o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, dono da Record TV e do portal R7, declarou apoio a Jair Bolsonaro em 29 de setembro. A partir daí, de acordo com o sindicato, o noticiário começou a dar uma guinada, ainda antes do primeiro turno eleitoral. Um momento importante foi a entrevista com Jair Bolsonaro levada ao ar em 4 de outubro, no mesmo momento em que sete outros candidatos à Presidência realizavam um debate na TV Globo, com a ausência do líder nas pesquisas.

2 Comentários
  1. Leo Diz

    Se vc não gosta da sua empresa, peça para sair, vai montar um blog e assuma o risco. As regras serão mais rígidas e para cada direito tem um dever, que é prioridade para alcançar esse direito. O que o Brasil precisa é o Estado democrático de DEVER.

  2. Ismail Amede Diz

    Interessante, quando a imprensa,quase na totalidade,e sabemos com expressiva verdade que é e sabemos o motivo de esquerda e usa seus profissionais em sujas campanhas difamatóriás não vejo o sindicato se manifestando,a partir da hora que jornalistas tem lado,juízes tem lado, não podemos acreditar em ninguém.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.