COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Plansul
Ieprol

JUSSARI SAI NA FRENTE NA LUTA PELO MEIO AMBIENTE E EMPOSSA COMITÊ GESTOR DO PSA

O município de Jussari nesta quinta-feira, 20, deu um passo importante para o desenvolvimento de uma política efetiva para a preservação sustentável de suas nascentes e recuperação da fauna e da flora, com a posse dos membros do Comitê Gestor do Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA).

O primeiro município do Território Litoral Sul a instituir a política municipal de pagamento por serviços ambientais, através da criação da Lei 448 de 2021, possui uma vasta área de Mata Atlântica e nele encontra-se também a Reserva Natural da Serra do Teimoso, uma importante RPPN, sede de pesquisas nacionais e internacionais.

A reunião foi organizada pela Secretária de Agricultura Lucélia Berbet e contou com a presença do Professor e Pesquisador Geomar Jardim representante da UFSB, do Chefe de Gabinete e Professor da UESC Gustavo Braga, do Presidente do CIMA e Prefeito de Jussari Antônio Valete, do Vereador Luciano Cordeiro, do Ambientalista Erlon Botelho, de representantes de associações e produtores rurais e da sociedade civil organizada.

O Secretário de Agricultura de Ibirapitanga Edvaldo Quinto (Didi), que é um parceiro importante do projeto pela experiência adquirida com a implantação do Programa Produtores de Água, que serviu de inspiração para o PSA de Jussari, ressaltou a importância desse momento para a preservação do meio ambiente em nossa região “Jussari é o primeiro município após Ibirapitanga que implanta um programa tão importante para a preservação e recuperação do meio ambiente aqui na região, nós estamos colhendo os frutos desse trabalho iniciado em 2014 e quem desmatava, agora preserva”.

O Prefeito Antônio Valete aproveitou o momento para lembrar a todos do compromisso com as futuras gerações. “A preservação ambiental deve ser uma causa de todos nós, se a gente não cuidar hoje e deixar o desmatamento avançar, como têm avançado, todos iremos sofrer com as mudanças climáticas, com a escassez de água, de alimentos, de ar puro e até com a desertificação de áreas antes produtivas. Outro problema que deve ser enfrentado por toda a sociedade, são os resíduos sólidos e nós, estamos dispostos a mudar essa realidade no município e quem sabe servir de inspiração para outros municípios baianos”.

Um dos objetivos do PSA é criar na sociedade uma maior consciência ambiental trazendo de volta a abundância de água, a recuperação dos rios, da fauna e da flora.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.