Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile

MARINA SILVA CONDENA CIBERATAQUE AO GRUPO “MULHERES CONTRA O BOLSONARO”

A candidata a Presidência da República, Marina Silva (REDE), condenou neste domingo o ciberataque contra o grupo #MulheresContraOBolsonaro. A presidenciável usou as redes sociais para manifestar sua indignação. “é uma demonstração de como ditaduras operam. Qualquer ato autoritário é inaceitável, venha de onde vier, seja contra quem for. Toda minha solidariedade ao grupo. Que essa covardia seja investigada e punida.

Marina afirmou, também, que o país está diante de uma situação semelhante ao que aconteceu nos Estados Unidos. Ela citou setores autoritários, antidemocráticos e intolerantes querendo influenciar as eleições, abusando do poder econômico, de formas ilícitas para atrapalhar o processo democrático. “Esse tipo de atitude é fruto de uma visão autoritária, tem resquícios na ditadura e, como mulher, quero aqui apresentar o meu repúdio e minha solidariedade à livre manifestação da opinião de todas as mulheres brasileiras. É uma atitude autoritária, machista e preconceituosa.”, concluiu.

1 comentário
  1. Luzia Diz

    Será que essa mulher veio de Marte? Só pode! Somos sim contra ele. Contra ao racismo, homofobia, intolerância…. tudo que esse homem representa e sendo uma das maiores ameaças à democracia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.