Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile

MARINA SILVA PRETENDE DAR EFETIVIDADE A LEI MARIA DA PENHA FORTALECENDO AS DELEGACIAS ESPECIALIZADAS

A presidenciável da Rede Sustentabilidade, Marina Silva, criticou nesta terça-feira, 7, o número de feminicídios no Brasil. De acordo com Marina, o país é o quinto colocado neste tipo de crime. Em suas redes sociais, ela defendeu o fortalecimento da Lei Maria da Penha, que ela avalia como uma conquista histórica. “A Lei Maria da Penha também pode entrar como um conteúdo transversal dentro das salas de aula. É preciso ensinar as nossas crianças de que o machismo e a visão patriarcal não é algo natural. Mesmo em nossas diferenças, somos todos seres humanos com as mesmas potencialidades.”, explicou.

Marina Silva também criticou a violência psicológica e física que as mulheres também sofrem, além da violência de ter uma remuneração menor pelas mesmas ocupações e taxa de desemprego superior. A candidata afirmou que defende o fortalecimento do empreendedorismo comunitário e linhas de créditos para que as donas de casa possam abrir seu próprio negócio. O ciclo de violência também é combatido com a independência financeira. “as mulheres terão um peso muito grande no meu gabinete e no meu ministério, assim como elas devem ter um peso importante dentro do Congresso e dentro das empresas.”, finalizou Marina em seu twitter.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.