Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile

MORTE DE PROFESSORA SUSPENDE AULAS NA REDE DE ENSINO DE UBAITABA

As comunidades de Ubaitaba e Aurelino Leal e de municípios vizinhos ficaram em estado de choque com a trágica morte da professora Luzinete Alves Góes, docente da rede municipal de ensino de Ubaitaba, vítima de um crime passional, na noite de quarta-feira, 24. (Relembre). Diante disso, a Prefeitura de Ubaitaba suspendeu por um dia as atividades na rede municipal de ensino, que volta à normalidade nesta sexta-feira.

A prefeita Suka Carneiro publicou Nota Pública nas redes sociais onde afirma que: “Nada justifica a violência doméstica. Não se pode aceitar as agressões verbais no dia-a-dia da família. E, mais ainda, não se pode substituir o diálogo pelas agressões físicas e a morte de alguém. A família deve ser lugar de paz, amor e diálogo como nos ensina o Papa Francisco”.

A prefeita conclama os concidadãos e a sociedade regional a construir pelo diálogo um ambiente de paz em cada família, em cada rua, em cada cidade. “Nós, mulheres, não podemos mais tolerar a violência doméstica que fratura a convivência familiar e deixa crianças e adolescentes órfãos; pais, mães e familiares chorosos e tristes. Vamos dar um basta nisto! É preciso mais tolerância e amor”.

Ao final sugere que “em caso de ameaças, as mulheres procurem apoio nas autoridades de segurança e do sistema judicial para que eventuais conflitos sejam resolvidos sem mais violências e mortes. “Você, minha amiga, se vítima da violência, ligue 180 e peça ajuda. Não se pode mais apenas lamentar fatos como este que chocou a todos nós. Definitivamente, não”, conclui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.