Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Buerarema – Fevereiro Roxo e Laranja – Desktop/Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
Itajuípe – Dengue Novo – Desktop/Mobile

O PROBLEMA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO É CRÔNICO

Por Cabo Neto

Começou com o descaso dos governadores que administraram o Estado ao final da década de 80 até a atualidade.

Não investiram, não planejaram a cidade fluminense e a periferia foi crescendo de forma desordenada, desenfreada e excluída.

Outro fator, atribuíram a Polícia Militar a competência quase que exclusiva de “cuidar” de uma enorme área do município sem atrelar a segurança pública, a inclusão a saúde e educação de qualidade.

Criaram uma política de enfrentamento com fuzis que ao longo do tempo, veio perdendo terreno, pois o crime organizado se tornou mais organizado ainda.

Financiamento de campanha política virou questão de sobrevivência e de defesa territorial das facções que atuam nos morros cariocas.

A corrupção está entranhada no mais alto escalão do Estado.

Governador sendo investigado, ex- governadores sendo presos, servidores públicos presos, conselheiros do Tribunal de Contas do Estado presos e o conselho dissolvido.

Servidores e pensionistas sem perspectivas de salários em suas contas ao final do mês.

Fornecedores paralisando seus serviços, atribuindo a carga financeira por não receber os seus dividendos.

Caos moral, social, administrativo e financeiro reflete o que acontece atualmente no Rio de Janeiro.

Que a intervenção é necessária, isso não se discute, o que levanto como debate em vários locais, seja na rede social ou fora dela é que somente o confronto bélico não trará a Paz tão almejada.

Será um paliativo, com tempo de duração. Os criminosos se reorganizarão e retornarão a atuar.

Para uma forte, emergente atuação, será necessário uma amplitude nessa intervenção federal atingindo todas as esferas administrativas do governo.

A violência é financiada pela corrupção e disputa de poder político.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.