COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilhéus
Buerarema
Plansul
Ieprol

OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO NAS SECRETARIAS DE MEIO AMBIENTE E OBRAS DE PORTO SEGURO

Na manhã desta sexta-feira (03), uma mega operação da Polícia Federal e do Ministério Público, junto com o Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), uma equipe da 5ª Promotoria de Justiça, em conjunto com Polícias Civil e Militar, em Porto Seguro, tem como alvo irregularidades nas secretarias de Meio Ambiente e Obras.

Segundo informações apuradas pelo Namidia News, a Operação Saneamento tem como objetivo principal afastar três fiscais Municipais do Meio Ambiente e apurar irregularidades na administração dos ex-secretários Marlus Brasileiro (Obras) e Bené Gouveia (Meio Ambiente).

Os fiscais Geomar Jesus Oliveira de Deus, Igor Carvalho Nunes Oliveira e Maxuel Alves Santos ficarão afastados por 180 dias até a conclusão das investigações.

As acusações são de cobranças irregulares de multas, liberação de alvarás e até cobrança de propina para liberação de projetos. O MP-BA afirmou que a ação apura a suspeita de propina cobrada por dois ex-secretários municipais e três fiscais de meio ambiente da Secretaria de Obras e Meio Ambiente da prefeitura de Porto Seguro.

Nas investigações, o Gaeco coletou evidências de um esquema de corrupção na secretaria citado desde de 2016 e 2017.  O MP-BA aponta que os investigados teriam recebido vantagens indevidas para a concessão de licenças ambientais e para implantação de empreendimentos imobiliários na região.

Ainda de acordo com o MP-BA, o juiz André Strogenski, da 2ª Vara Crime da Comarca de Porto Seguro, deferiu os mandados judiciais, incluindo o afastamento dos servidores.

A Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na secretaria do Meio Ambiente do município. Ainda não se sabe se vão ser realizadas prisões de acusados.

*Texto do Na Mídia News

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.