Plansul
FICC
CVR
Buerarema
COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilheus junho
Ieprol

PAU BRASIL: VEREADOR NEGO ELDER ARTICULA AÇÕES POSITIVAS PARA ATINGIDOS DAS ENCHENTES

Há cerca de 15 dia as chuvas não cessam na região. Especialmente no município de Pau Brasil, uma situação inusitada é o isolamento de dezenas de famílias na região do Rio Pardo e da bonança com enfermos, idosos, falta de transporte e muitos riscos.

O vereador Nego Elder tem articulado junto ao Governo do Estado por seus diversos órgãos, ações no sentido de mitigar os estragos do temporal que assola várias regiões, sendo que em Pau Brasil nos últimos dias, três enchentes.

“Casas, ruas destruídas, móveis danificados, carros arrastados, rua da jega, Nogueirão, atrás do clube social, baias e encostas com risco de deslizamento preocupam muito os moradores”, explicou o vereador.

De acordo com o parlamentar, no último domingo, 4, a Secretaria Estadual de Saúde – Sesab enviou uma equipe para Pau Brasil através de uma grande articulação. “Mobilizamos deputados, Sesab, e tivemos retorno e vamos ter ainda mais”, disse.

Foram feitas visitas e entrevistas com algumas vítimas, diálogo com os Caciques Lucas e Nailton e contou com o técnico da secretaria de saúde do município Sérgio que anotou todos os questionamentos. A agente de saúde da região do Toucinho e Bonança, Hideildes, relatou a falta de EPi’s, risco de morte por parte de idosos que precisam de medicamentos de uso contínuo, algumas pessoas precisam fazer revisão médica: “Na nossa região não chega nada, tenho cinco pacientes com suspeita de Covid mas o município não cede, não temos como fazer uso das ambulâncias aqui na aldeia mesmo em tempos em que a chuva cessa. Precisamos do apoio do Estado porque o município e a SESAI não tem nos dado suporte devido”, declarou Hideildes.

“Não temos estradas, assistência a saúde precária, a maioria dos indígenas não tem acesso a água potável e a depender dessa Prefeita que está aí vai piorar” declarou o Cacique Nailton.

A equipe da Sesab garantiu que um relatório será encaminhado a coordenadora do NRS, Domilene Borges.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.