Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Buerarema – Fevereiro Roxo e Laranja – Desktop/Mobile
Itajuípe – Dengue Novo – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
PM Itabuna – Lavagem do Beco
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile

POLICIAL QUE AGREDIU MULHER EM CAMAMU PODE SER DEMITIDO

O comandante geral da Polícia Militar da Bahia, Paulo Coutinho, acionou a abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o primeiro sargento PM Denilson Barbosa Santos, que foi publicada na segunda-feira, 04/03. A abertura do processo tem por objetivo apurar o episódio de agressão envolvendo o policial e a dona de casa Domingas de Jesus Almeida, em Travessão, distrito de Camamu.

Um trecho do texto da PAD diz o seguinte: “o acusado, estando de serviço, utilizando uniforme alterado da Polícia Militar (chinelo, camisa interna fora do padrão, sem gandola no serviço operacional), com um copo em uma das mãos contendo um líquido “amarelado”, durante uma abordagem a um bar, teria perpetrado um tapa na Sra. Domingas de Jesus Almeida, após esta insinuar que ele estava ingerindo bebida alcoólica, que repelindo a agressão sofrida arremessou uma garrafa de vidro no 1º Sgt PM Denilson”.

Além desse primeiro episódio de agressão, o Policial ainda espancou a mulher na saída da delegacia, deixando-a com diversas lesões na face e em outras partes do corpo. A portaria determinou que o PM Denilson fique em expediente administrativo, proibido também de usar uniforme e arma por 30 (trinta) dias.

Após a apuração dos fatos o policial pode sofrer penalidades, tais como: advertência, suspensão e até mesmo demissão.

Relembre o caso:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.