Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile

PRE PEDE CASSAÇÃO DO DIPLOMA ELEITORAL DE PASTOR TOM

A procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA) pediu a cassação do diploma eleitoral de Ewerton Carneiro da Costa, conhecido como Pastor Tom (Patri), eleito deputado estadual com 29.335 votos em outubro. Pastor Tom registrou seu pedido de candidatura sem comprovação de filiação ao partido Patriota, exigência dispensada pelo TRE devido à sua alegação de que seria policial militar da ativa. Após sua eleição e diplomação, uma representação enviada a PRE-BA questionou a questão, já que ele exerce o cargo de Vereador em Feira de Santana desde 2016, estando afastado, desde então, das atividades na Polícia Militar.

Segundo a PRE, ao sustentar sua condição de militar da ativa para afastar a necessidade de filiação, induziu a Corte em erro no tocante ao deferimento de seu registro de candidatura nas eleições de 2018, sem o preenchimento dos requisitos constitucionais/legais a que todos os candidatos civis devem estar submetidos.

Em recente entrevista, Pastor Tom declarou que pretende deixar o Patriota para não ficar preso a cláusula de barreira e deve disputar a prefeitura de Feira de Santana em 2020 pelo PP, do Vice-Governador João Leão. O Blog iPolítica tentou contato com Pastor Tom durante todo o dia para comentar a situação, mas ele não atendeu aos telefonemas e não respondeu as mensagens enviadas. Caso haja reversão na diplomação, deverá ser diplomado o primeiro suplente, Josafá Marinho (Patri), que obteve 28.520 votos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.