COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilhéus
Buerarema
Plansul
Ieprol

REUNIÕES, PLANEJAMENTO DE AÇÕES E BUSCA POR RECURSOS MARCAM INICIO DE 2022 DO CONSÓRCIO CIMA

O Presidente o Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (CIMA) Antônio Carlos Bandeira Valete, esteve em Salvador onde participou de uma importante reunião na sede da Federação dos Consórcios Públicos da Bahia (FECBAHIA), com a presença do Secretário Estadual de Infraestrutura Marcus Cavalcanti, do Presidente da FECBAHIA Wilson Cardoso e Presidentes dos Consórcios Públicos da Bahia, onde foram tratadas ações de recuperações de estradas estaduais que interligam os municípios e, por conta das chuvas, tiveram suas condições de tráfego prejudicadas, recuperação de pontes, escoamento das produções agrícolas, transporte escolar, animais nas vias públicas, funcionamento de aeroportos e parque de iluminação pública.

Pela manhã, o presidente esteve também na SDR/CAR onde foi recebido pela senhora Marília, assessora de Gabinete do SDR para tratar de convênios de regularização fundiária e do decreto emergencial referente às estradas vicinais.

A última reunião do dia foi na Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR-CAR) com Jeandro Ribeiro Chefe de Gabinete e os Secretários Josias Gomes, também estiveram presentes o Secretário de Agricultura de Ibirapitanga Didi, o líder da comunidade agrícola de Dois Riachões Luciano, o Secretário Executivo do Consórcio CIMA Maciel e Erlon Botelho Presidente do Instituto do Chocolate.

Em discussão, o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), Políticas Públicas de Assistência Técnica e Extensão por intermédio do CIMA e do Consórcio CIAPRA Baixo Sul, onde estão localizados os municípios de Jussari, que já sancionou a Lei de PSA e Ibirapitanga, município que é referência no Programa de Pagamentos por Serviços Ambientais no Brasil.

De acordo com Antônio Valete a busca por soluções viáveis para os problemas regionais são uma constante e em conjunto, os consórcios tem alcançado êxito em alguns pleitos. “Entendemos que sozinhos não temos como solucionar tantos problemas, mas através da união dos municípios via consórcios públicos temos os conseguido firmar convênios importantes. Os maquinários adquiridos pelo CIMA tem sido de extrema importância para os municípios, principalmente nesse momento tão crítico do pós chuvas, o carro pipa do CIMA não para e temos feito o possível para atender o máximo de solicitações possível. Entendemos que em relação a recuperação de estradas só um trabalho conjunto entre estado, municípios e consórcios possibilitará essa recuperação no menor tempo possível”, informou Valete.

Municípios atendidos pelo CIMA

O Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica foi criado em 2013 e é composto por doze municípios, possuindo uma população de aproximadamente duzentos e vinte mil habitantes e uma extensão territorial de mais de sete mil e quinhentos quilômetros quadrados.

Embora todos os municípios da região tenham sofrido os reflexos das fortes chuvas, os municípios consorciados ao CIMA que mais sofreram danos foram: Canavieiras, Itajú do Colônia, Pau Brasil, Itapebi e Mascote. Além de máquinas disponibilizadas para atender os municípios, o CIMA tem levado água potável através do caminhão pipa e realizou uma campanha para angariar fundos para ajudar aqueles que mais precisam.

Mesmo não fazendo parte dos municípios que compõem o CIMA, o município de Itabuna, um dos mais atingidos e devastados pelas enchentes, também foi atendido pelo consórcio com o empréstimo de caçambas e retroescavadeira.

“Neste momento de crise é a união dos municípios que fará a diferença, por isso temos atendido sempre que possível às necessidades de nossos municípios irmãos, ou como é o caso de Itabuna, a nossa terra mãe”, completou Valete.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.