Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Itajuípe – Dengue Novo – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile
Buerarema – Fevereiro Roxo e Laranja – Desktop/Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile

RUI AUTORIZA INÍCIO DAS OBRAS PARA CONSTRUÇÃO DA POLICLÍNICA NO SUBÚRBIO FERROVIÁRIO DE SALVADOR

O governador Rui Costa assinou na manhã deste sábado (24) a autorização para construção de uma policlínica de saúde no bairro de Itacaranha, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Com investimento de R$ 15,3 milhões, as obras terão início imediato. O montante será utilizado também na compra de equipamentos e mobiliários para a unidade. “Nós temos um contrato com o Banco Mundial de um empréstimo, que começou a ser negociado ainda no governo de Wagner, que fez um diagnóstico, assim como nós fazemos, constatando ser a Atenção Básica de Saúde um dos graves problemas da Região Metropolitana de Salvador [RMS]. Então, o Estado pegou o empréstimo e o banco definiu que a prioridade ia ser para construir policlínicas, unidades básicas e Caps [Centros de Atenção Psicossocial] aqui.

Por isso, nós começamos a conversar com o município para escolher áreas”, explicou Rui Costa durante o ato. Segundo o governador, serão duas unidades na capital, sendo a primeira a de Escada, no Subúrbio, onde está a maior concentração populacional da cidade, com maior adensamento e escassez de serviço. A outra policlínica será construída na região de Tancredo Neves e do Cabula. “Infelizmente, nós já oferecemos dois terrenos e a Prefeitura não aceitou. Nós estamos aguardando a sugestão deles para gente definir onde vai construir a segunda”, acrescentou. Rui enfatizou ainda que o governo do Estado pretende disponibilizar integralmente à Policlínica de Escada “os mesmos serviços que estamos oferecendo no interior do estado, um serviço completo. As que inaugurei, eu tenho orgulho de dizer, não existe clínica ou policlínica particular que seja igual a que estamos construindo, pelo padrão de qualidade e conforto, acabamento de primeira qualidade. O que nós queremos é encurtar o tempo para as pessoas terem o diagnóstico. Queremos reforçar a prevenção. Por isso, estamos construindo essas unidades”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.