Plansul
Sicoob
Buerarema
COLÉGIO JORGE AMADO
Ieprol

RUI LANÇA PROJETO ESCOLAS CULTURAIS EM ITABUNA

As Escolas Culturais vão oferecer atividades nas áreas de dança, arte literária, música e audiovisual.

O projeto, que faz parte do Programa Educar para Transformar, é uma iniciativa conjunta das secretarias estaduais da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e da Casa Civil. “O programa vai começar em todos os territórios. Vamos identificar o traço cultural e dialogar com a identidade de cada território. É também um caminho de ligação da escola com todas as práticas culturais que existem nas cidades e nos territórios”, explicou o secretário da Educação, Walter Pinheiro.

Gestão compartilhada 

A gestão das Escolas Culturais será realizada por meio de uma equipe compartilhada, formada por representantes da Secretaria da Educação do Estado e dos Núcleos Territoriais, por um grupo de trabalho da Secult e da SJDHDS e pelos Núcleos de Arte e Cultura (NAC), compostos por um professor, dois líderes de classe e um representante territorial de cultura. O educador e os dois alunos passarão por uma formação continuada, com cursos promovidos em diversas áreas de cultura, ministradas pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) e Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba). “Esse é um programa muito importante, idealizado pelo governador, no sentido de oferecer opções socioculturais aos jovens e adolescentes, ampliando o espaço da escola e fazendo com que a escola interaja com a comunidade”, comentou o titular da SJDHDS, Carlos Martins. Programa interdisciplinar O evento de lançamento incluiu apresentações artísticas do quinteto de metais da Orquestra Neojiba, de estudantes e grupos culturais de Itabuna, além de oficina de grafite. As atividades foram encerradas com um show do cantor Luiz Caldas para os estudantes do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães. “Nós estamos fazendo com que a cultura dê um abraço em uma das suas principais vertentes, que é a educação. É um programa interdisciplinar. É um exemplo para o Brasil. É um grande ganho para estudantes e para a população, porque é um programa para dentro da escola e também para a comunidade”, destacou o secretário de Cultura, Jorge Portugal. As secretárias estaduais de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira, e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana; o superintendente de Fomento ao Turismo do Estado, Diogo Medrado; a senadora Lídice da Mata; e o prefeito de Itabuna, Fernando Oliveira, também participaram do lançamento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.