COLÉGIO JORGE AMADO
Pref ilhéus
Buerarema
Plansul
Ieprol

SANTA CASA DE ITABUNA FAZ CAMPANHA DE DOAÇÃO PARA AJUDAR FAMÍLIAS DE FUNCIONÁRIOS ATINGIDAS PELAS CHUVAS

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna (SCMI) iniciou, na segunda-feira (27), uma campanha de doação de donativos para os empregados atingidos fortemente pelo temporal. A mobilização visa atender 70 famílias que ficaram desalojadas ou desabrigadas nos últimos dias e não há prazo para encerrar. As ações aceitam desde transferências de dinheiro até doação de itens básicos, como água mineral, alimentos não-perecíveis, produtos de higiene e limpeza, roupas, lençóis e colchões em bom estado de uso. O ponto de coleta fica no prédio da Administração, localizado na Rua Antônio Muniz, nº 200, no Pontalzinho, das 7h30min às 17h. A instituição disponibilizou conta bancária para doações em dinheiro: Caixa Econômica Federal, agência 4248, conta corrente 00284-8; Pix: 73 98856-2355. O telefone de contato é o (73) 3214-9160 – setor Gestão de Pessoas. Todo recurso será revertido para compra de suprimentos e colchões para os desabrigados. Desde o último sábado (25), a Santa Casa acompanha e monitora os trabalhos de apoio destes empregados. Foram disponibilizados veículos para o transporte das vítimas, além de um galpão para guardar os pertences. Ao longo da semana, famílias cadastradas começaram a receber alimentos e água mineral, disponibilizados pela Provedoria. O provedor Francisco Valdece lamentou a tragédia e pediu união para ajudar as famílias. “São cenas muito tristes e de muita aflição. Neste momento difícil, a soma dos esforços é de fundamental importância. Portanto, seguimos de prontidão nessa campanha de solidarização na missão de cuidar e salvar vidas”. Doação de cestas básicas Sensibilizados com a dor das famílias que perderam tudo, representantes da cooperativa Sicredi Região Sul da Bahia e Unimed Itabuna, doaram, na manhã de quarta-feira (29), um total de 500 cestas básicas. O socorro chega em boa hora, uma vez que as vítimas buscam encontrar amparo com familiares e moradores de seus bairros. “Essa mobilização representa o abraço que vai amenizar um pouco o sofrimento dos nossos irmãos afetados. Este é o primeiro momento, mas esperamos voltar aqui, a fim de potencializar o apoio às famílias que estão em situação de vulnerabilidade”, ressalta o médico Silvio Porto, presidente do Sicredi Região Sul da Bahia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.