Plansul
uruçuca novo
Emasa
Cerveja Je assunção
Buerarema
Ieprol

SANTA CASA DE ITABUNA RETOMA SERVIÇOS E DISPONIBILIZA CIRURGIAS INÉDITAS PELO SUS

Nesta segunda-feira (5), o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna (SCMI), Francisco Valdece, fez um balanço do primeiro ano de sua gestão. Entre os destaques neste primeiro ano estão o aumento da oferta de procedimentos cirúrgicos, a retomada de serviços concedidos a terceiros e a aquisição de 52 máquinas para a unidade de hemodiálise.

A SCMI passou a oferecer, neste ano, procedimentos cirúrgicos de cardiologia e neurocirurgia pediátrica pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e para particulares. O provedor destaca que a implantação de serviços inéditos de alta complexidade vem assegurando, com sucesso, cirurgias em crianças em adolescentes não só do sul da Bahia, mas de municípios como Itamaraju, no extremo-sul, Caetité, no sudoeste, e Barra da Estiva, na Chapada Diamantina.

Francisco Valdece lembra que são procedimentos cirúrgicos que até o ano passado eram feitos em centros como Salvador e Feira de Santana, mas que agora são disponibilizados no hospital materno-infantil Manoel Novaes, em Itabuna. Foi nessa unidade de saúde que o pequeno Lucas Gabriel Pimentel, de 2 anos, foi submetido a uma cirurgia para remodelação e reconstrução de crânio. A família viajou 471 km, de Caetité a Itabuna, para o procedimento cirúrgico.

Mais conquistas importantes

Quem também recuperou-se bem depois de passar por cirurgia no HMN foi Alice de Souza, submetida a cirurgia de correção de persistência do canal arterial, quando tinha apenas 40 dias de nascida. Prematura de 29 semanas e quatro dias, pesando 1,225 kg, a criança poderia enfrentar uma série de complicações de saúde, caso não fosse submetida ao procedimento cirúrgico cardíaco. A menina já recebeu alta médica e está com os pais em Itamaraju, no extremo-sul da Bahia.

Mas a implantação de novos serviços de alta complexidade não são as únicas marcas deste primeiro ano de gestão de Francisco Valdece. A instituição investiu na melhoria dos serviços de hemodiálise, com a substituição de 52 máquinas antigas por novas e na reforma do espaço onde centenas de pacientes são tratados diariamente.

Esse primeiro ano de gestão de Francisco Valdece foi marcado ainda pela retomada de serviços como hemodinâmica e radiodiagnostico. “Foi um processo iniciado pelo meu antecessor, ex-provedor Eric Júnior, que percebeu a necessidade da SCMI ofertar os serviços. Foi uma decisão acertada dele e, por isso, retomamos o controle desse atendimento”, relata o provedor.

Atendimentos SUS

A quantidade de atendimentos realizados na Santa Casa de Itabuna no decorrer de 2020 mostra a importância da instituição para a população no interior da Bahia, principalmente para as famílias mais carentes, com percentual maior de pessoas procurando pelos serviços de hemodiálise (82%), radioterapia (92%) e quimioterapia (93%).

Além disso, as pessoas que usam o SUS forma o maior contingente entre os infectados pelo novo coronavírus que precisaram de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes. Os dados mostram que 73% dos doentes em estado grave foram hospitalizados nas duas unidades pelo sistema público de saúde.

O número de internações pelo SUS na Santa Casa também atingiu um alto percentual. Das 10.561 pessoas que necessitaram de um leito, 6 mil usaram o serviço público, o que representou 80% das internações. Outro dado que comprova a importância da instituição para o interior da Bahia foi o número de partos. Das 3.341 pacientes que tiveram filhos no HMN em 2020, 2.436 foram atendidas pelo SUS. Esse número representa 73% dos atendimentos na unidade hospitalar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.