Ieprol – Matrículas Abertas – Desktop Mobile
Plansul – 31 anos – Desktop/Mobile
Buerarema – Fevereiro Roxo e Laranja – Desktop/Mobile
PM Itabuna – Lavagem do Beco
Itajuípe – Dengue Novo – Desktop/Mobile
AACRRI – Reconstrução PIX – Desktop/Mobile

SEMINÁRIO DO SEBRAE EM ILHÉUS DESTACA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E POTENCIAL NA REGIÃO SUL

Com participação da diretoria do Sebrae e membros do Conselho Deliberativo, o evento discutiu perspectivas e oportunidades para o Sul da Bahia

   

A cidade de Ilhéus sediou, na segunda-feira (25), o Seminário “Diálogos para o Desenvolvimento: Perspectivas e Oportunidades para o Desenvolvimento Sustentável”, promovido pelo Sebrae. Com a presença da diretoria e de membros do Conselho Deliberativo da instituição, o evento reuniu empreendedores de diversas cidades da região, lotando o auditório e fomentando discussões sobre o cenário econômico local.

O presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae Bahia e presidente da Faeb, Humberto Miranda, destacou a estratégia dos seminários regionais para conhecer o potencial econômico do interior baiano. Ele enfatizou o papel plural do Conselho na busca por entender e apoiar o desenvolvimento regional, reconhecendo a importância da região para o estado e para o país.

“Nós estamos aqui numa terceira edição da reunião do CDE, a primeira desse ano de 2024, aqui em Ilhéus, por tudo que essa região representa para a Bahia. Estamos aqui para, primeiro, entender como está sendo construído esse processo de desenvolvimento regional e também para entender como cada uma das entidades que fazem parte do Conselho pode ajudar na construção desse desenvolvimento”, declarou.

O superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, enfatizou a importância de estabelecer contato direto com as diferentes regiões e suas demandas específicas. Destacando a relevância de Ilhéus e Itabuna para a economia estadual, e ressaltou o compromisso do Sebrae em contribuir para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas locais.

“É muito importante também ouvir de perto as entidades de classe, os clubes de serviço, o poder público municipal, as lideranças empresariais. Então, nós estamos aqui e, com certeza, vamos levar muitas informações importantes para contribuir com as nossas ações do Sebrae Bahia na região”, destacou.

Durante o evento, painéis abordaram temas como o fomento ao desenvolvimento, apresentando visões de instituições financeiras sobre a região. Os projetos e ações da regional de Ilhéus que abrange vinte e oito municípios e contribui para o desenvolvimento de milhares de empresas em diversos setores. Além disso, houve diálogos abertos com a diretoria do Sebrae para ouvir demandas empresariais e perspectivas institucionais, envolvendo diversas lideranças.

A secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional do Sul da Bahia, Mariana Salles, participou do painel sobre as perspectivas e oportunidades de desenvolvimento na região. Salles destacou a importância de reunir diversos setores para promover o desenvolvimento sustentável, ressaltando o potencial do turismo e do cultivo do cacau na região.

“Abordamos as matrizes econômicas, as nossas vocações, o turismo e o cacau e apontamos como que devemos aproveitar toda essa potencialidade e juntar todos os atores, seja o setor privado, o setor público, a academia, para que possamos promover e trazer toda a luz para o nosso território, para as nossas potencialidades, que são muitas”, contou.

*Agenda*

Além das atividades do seminário, a diretoria do Sebrae está realizando uma série de encontros e reuniões na região. A agenda teve início no domingo (24), com uma visita técnica à Fazenda Provisão. Foi realizada também a reunião do CDE, encontro com equipe da regional de Ilhéus seguido de reunião com empresários locais. Nesta terça-feira (26), será realizada uma visita técnica ao Centro de Inovação do Cacau e um encontro com empresários de Itabuna.

O evento marca o compromisso do Sebrae com o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento do empreendedorismo no Sul da Bahia, evidenciando a importância da parceria entre setor público, privado e academia para impulsionar a economia regional.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.