COLÉGIO JORGE AMADO
Buerarema
Pref ilheus junho
Plansul
Ieprol
Navegação na tag

Água

CVR COSTA DO CACAU CONSCIENTIZA SOBRE USO RACIONAL DA ÁGUA

22 de março é o Dia Mundial da Água, um recurso natural essencial para a sobrevivência de todos os ecossistemas do planeta. A data deve ser aproveitada para conscientizar a comunidade para a preservação desse recurso que, mantidas as atuais taxas de consumo e exploração, poderá inviabilizar o abastecimento de milhões de pessoas em todo o mundo nas próximas décadas.

A CVR Costa do Cacau, empresa credenciada pelo Inema e Ibama para receber e armazenar resíduos sólidos no Sul da Bahia, tem o compromisso com a conservação do meio-ambiente e o consumo racional da água.

Entre as dicas fornecidas pela empresa estão ações simples que fazem grande diferença, como tomar banhos rápidos e uso racional na lavagem de louças e roupas, escolher alimentos saudáveis e da época que exigem menos uso de água, desligar aparelhos eletrônicos quando está dormindo ou fora de casa, o que além de reduzir o consumo de energia também reduz o volume de água utilizada, além de reaproveitamento da água na lavagem de carros, calçadas, etc.

A CVR Costa do Cacau está implantando um Centro de Educação Ambiental, que estará aberto à comunidade, para realização de palestras e apresentações com uma ampla abordagem da educação socioambiental, incluindo o consumo responsável de água e conservação dos mananciais.

Leia mais...

ITABUNA ESTÁ ENTRE AS SETE CIDADES BAIANAS COM ÁGUA CONTAMINADA POR SUBSTÂNCIA CANCERÍGENA, APONTA PESQUISA

Correio da Bahia

A água que usamos para tomar banho e cozinhar é potável. Em teoria, sempre será própria para uso. Mas, uma pesquisa do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua), do Ministério da Saúde, a partir de dados sobre a qualidade do líquido consumido pelos baianos, entre os anos de 2018 e 2020, aponta que em sete de 196 cidades do estado, surgiram índices acima do permitido de substâncias cancerígenas pelo menos uma vez. O que representa 3,5% do total de municípios testados.

O maior responsável pela contaminação é um componente gerado no próprio tratamento do recurso hídrico. As cidades de Camaçari, Cruz das Almas, Itabuna, Itiruçu, Jequié, Lauro de Freitas e Vitória da Conquista foram as sete dentre as listadas no levantamento que apresentaram contaminação.

Os dados da pesquisa do Sisagua/MS foram compilados pelo Mapa da Água, da Agência Repórter Brasil e cedidos ao Correio. A cada quatro cidades do país onde foram realizados os testes, uma, ao menos, teve como resultado água contaminada.

Em Cruz das Almas, somente dois testes de qualidade foram realizados e os dois identificaram água imprópria. Em Itiruçu, de dois, um teste foi reprovado. Nas cidades da Região Metropolitana de Salvador, dois dos 14 testes feitos em Lauro de Freitas foram reprovados. Já em Camaçari, a testagem foi muito maior, do total de 3.677, apenas um identificou água contaminada. A quantidade de testes segue a frequência definida de acordo com o tamanho da população abastecida, segundo a Embasa.

Em Itabuna, 33 das 2.085 amostras foram reprovadas. Na cidade de Vitória da Conquista, duas das 275 amostras estavam contaminadas. Já em Jequié, um do total de 247 amostras teve as substâncias tóxicas encontradas acima do limite. Em seis das sete cidades, os componentes encontrados acima do patamar de segurança foram os ácidos haloacéticos.

(mais…) Leia mais...

ITABUNA: FORTES VENTOS EM RIO DO BRAÇO PROVOCAM QUEDA DE POSTES DA REDE ELÉTRICA, INTERROMPENDO ABASTECIMENTO DE ÁGUA, DIZ EMASA

Uma forte ventania na tarde de ontem, dia 29, na região de Rio do Braço, distrito de Ilhéus, derrubou postes da rede de energia elétrica que atende a Estação de Captação de Água bruta da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) interrompendo o abastecimento de água em Itabuna. O vendaval provocou queda de árvores sobre a rede de energia, derrubando dois postes e cerca de 600 metros de fiação.

“Estamos sujeitos às intempéries. Nossa estação de captação é dentro de uma área de mata atlântica, mata fechada. Condições climáticas intensas, a exemplo da cheia do Rio Almada, em dezembro passado, e essa ventania de agora, sempre terão consequências em nosso sistema”, diz o gerente técnico da Emasa, João Bitencourt.

De acordo com assessoria de comunicação, ao tomar conhecimento do ocorrido, a Emasa deslocou uma equipe técnica e prepostos de uma empresa terceirizada que presta serviços de manutenção à Coelba seguiu para Rio do Braço. Técnicos e operários das duas empresas atuaram por toda madrugada e a expectativa é que o serviço de recuperação da linha de transmissão de energia seja concluído por volta das 13 horas de hoje, dia 30.

Segundo o gerente de Distribuição de Águas, Moisés Ferreira, os danos causados pelos fortes ventos na rede elétrica de Rio do Braço comprometeram o fornecimento de água em toda a cidade. “Já estávamos tendo problemas com os bairros das zonas sul, leste e sudeste, em decorrência do rompimento da adutora no domingo passado. Agora, com esse fato ocorrido em Rio do Braço, todo o abastecimento da cidade fica comprometido”, adverte.

Ele salienta que somente após o restabelecimento da rede energia elétrica será possível prever como ficará o sistema de abastecimento. “Assim que os trabalhos forem finalizados em Rio do Braço e nossa estação de tratamento voltar a receber a água que vem da captação, teremos condições de refazer a programação. Os bairros afetados com a quebra da adutora na semana passada terão prioridade”, afirma Moisés Ferreira.

Leia mais...

ITABUNA: AGÊNCIA DE REGULAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS AUTORIZA CORREÇÃO TARIFÁRIA DE 9% NAS CONTAS DA EMASA

Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Itabuna (Arsepi) autorizou reajustamento máximo de 9% depois de analisar a solicitação da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), que pleiteou um reajuste tarifário de 15,05% nos serviços de água e esgoto. A concessionária necessitou repor perdas inflacionárias, no período de abril de 2019 a setembro de 2021, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Em suas considerações, o superintendente da Arsepi, Humberto Mattos, levou em conta que a análise de documentos e informações prestadas, além de arquivos existentes na Agência Reguladora, contribuíram para se chegar aos 9%. “Vale ponderar que o percentual de 15,05% desejado não deve prosperar, manifestando-se pelo aumento máximo de 9%, em consonância ao apontado pelo levantamento do INPC”, disse o superintendente da Arsepi em sua manifestação.

O diretor-financeiro da Emasa, Ronaldo Simas, apontou que, mesmo não obtendo o porcentual desejado, a correção em nove pontos percentuais nas contas de consumo ajuda a diminuir as perdas provocadas pela inflação e o crescente aumento de insumos e serviços utilizados pela Emasa, a exemplo da energia elétrica.

“São quase três anos sem reajuste na nossa tarifa de água e, nesse período, enfrentamos o advento da pandemia da Covid-19, que desestabilizou a economia do país e a renda das pessoas, principalmente aquelas mais vulneráveis. O acréscimo não foi o que buscávamos, porém, ajudará bastante no equilíbrio financeiro da Emasa”, ressaltou Simas.

Leia mais...

ITABUNA: EMASA INICIA REGULARIZAÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO SÃO CAETANO E BAIRROS VIZINHOS

A Gerencia de Produção e Distribuição de Água da Emasa, comunica que vem regularizando o abastecimento de água em toda zona sul de Itabuna, que abrange a região do Bairro São Caetano. Desde a sexta-feira, 11, foi iniciado o fornecimento nessa região da cidade.

Segundo o gerente de Produção e Distribuição de Água, Moisés Ferreira Rosa, neste sábado haverá a ampliação no sistema de manobras que vai atender além do São Caetano, os bairros circunvizinhos, a exemplo do Novo São Caetano, Pedro Jerônimo, Daniel Gomes, Jardim Primavera e Sarinha Alcântara.

“A Emasa atua para suprir a demanda em toda a cidade. Porém, os constantes rompimentos na tubulação de nossa rede acabam prejudicando o cronograma preestabelecido. Mas, estamos atuando para atender toda a cidade”, diz Moisés Ferreira Rosa.

De acordo com assessoria, a Emasa está trabalhando no Projeto de Ampliação do Sistema de Distribuição de Água. A empresa pretende construir uma adutora de 7 Km, ligando a Estação de Tratamento de Água (ETA), a dois reservatórios, sendo um instalado no Bairro Jardim Cordier (setor do Bairro São Caetano), com capacidade para acumular cinco milhões de litros de água, e outro, no Bairro Novo Lomanto, para armazenar três milhões de litros de água. “Com essas intervenções a Emasa equaciona boa parte do abastecimento da cidade, uma vez que para essas duas regiões, o sistema de manobras será eliminado”, garante Ferreira Rosa.

Leia mais...

SISTEMA DA EMASA OPERA PARCIALMENTE DEPOIS DE DEFEITO EM BOMBA NA ESTAÇÃO DE RIO DO BRAÇO

Um problema com a bomba da estação elevatório de Rio do Braço, que traz água bruta para a estação principal de captação, comprometeu o abastecimento de água em alguns pontos de Itabuna desde o final de semana. Pontalzinho, Alto Maron, Nova Itabuna, São Caetano, Novo São Caetano e Califórnia foram os bairros mais afetados.

“Na madrugada de sexta para sábado, a bomba da estação elevatório de Rio do Braço apresentou um defeito, sendo substituída por outra reserva. Em função disto, tivemos que operar com o sistema parcialmente”, explica o diretor técnico da Emasa, Bruno Mendonça.

Segundo Mendonça, o problema já foi solucionado. Por isso, os bairros atingidos já estão tendo o sistema de abastecimento normalizado, à exceção do Pontalzinho, que terá o serviço de regularizado, no máximo 24 horas. A recomendação é que a população economize água para evitar problemas no consumo.

Leia mais...

CONSTRUÇÃO DE CISTERNAS GARANTE ÁGUA PARA PRODUÇÃO EM ASSENTAMENTO DO LITORAL SUL

A instalação de cisternas de captação de água da chuva melhorou a alimentação familiar e ampliou a renda de agricultores e agricultoras familiares do Assentamento Loreta Valadares, localizado em Ibicaraí, Litoral Sul da Bahia.

A ação, executada pelo projeto do Governo do Estado, Bahia Produtiva, beneficiou diretamente 20 famílias. Cada uma recebeu uma cisterna de produção com capacidade para 15 mil litros de água, somando um investimento de R$218,9 mil.

Com o acesso à água, melhorou a produção de alimentos, uma vez que os produtores que usam essa água para irrigação doméstica podem comercializar seus produtos, melhorando as condições de renda, segurança alimentar e nutricional.

O agricultor Ademar Santos conta que antes a comunidade tinha muita dificuldade com água: “Com essas caixas, agora meu tanque está cheio. É um projeto essencial para todos, com certeza mudou nossa vida”.

A agricultora Maria da Conceição destacou que a chegada da cisterna foi uma conquista: “Água é uma necessidade. A gente precisa da água para molhar os nossos alimentos, para sobreviver. Estamos muito felizes”.

Bahia Produtiva 

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com financiamento do Banco Mundial.

Leia mais...

ESTUDANTE BAIANA UTILIZA LIMA-DA-PÉRSIA PARA DESINFECÇÃO DE ÁGUA

“Não há estudo brasileiro com base científica que aponte a eficácia da Lima no processo de desinfecção da água relacionada a substâncias nocivas ao ser humano”. É desta forma que a estudante Tainá Larissa, do Colégio Estadual João Vilas Boas, localizado no município de Livramento de Nossa Senhora, justifica a importância de sua pesquisa científica, que investiga formas alternativas de purificação de água, a exemplo do cloro, prejudicial à saúde, pois possui em sua composição sub clorados cancerígenos. A solução encontrada está na fruta Lima-da-Pérsia, que, segundo Tainá, tem potencial desinfetante.

“Nosso projeto utilizou o método SODIS, ou seja, desinfecção da água por exposição solar. Nos baseamos em um estudo da Universidade Johns Hopkins School, nos EUA, a fim de democratizar esse recurso em boa qualidade, visto que a água é um elemento fundamental para nossa sobrevivência”, disse a estudante ao reafirmar sua inspiração para o trabalho. “A ideia surgiu em uma aula de química em que discutíamos os malefícios e benefícios do cloro quando utilizado na água e questionamos a possibilidade de existir outro método, ainda não divulgado, de preferência natural, que pudesse fazer essa desinfecção sem causar danos na saúde”.

De acordo com Tainá, a maioria dos estudos relacionados à desinfecção da água possui meios caros ou de difícil manuseio, como a utilização do ozônio e de lâmpadas ultravioletas. “Um exemplo disso foi a dificuldade que tivemos em conseguir orientação para saber se a proposta da Lima seria, de fato, eficaz”, destacou a estudante. “Ao aprimorar e popularizar a proposta da Johns Hopkins School, conseguimos mostrar que todos podem ter acesso a uma água em boa qualidade, sem recorrer a meios complexos. No nosso caso, utilizamos somente a Lima, aliada a essa fonte de energia que temos em abundância, especialmente na região Nordeste, que é o sol”.

Conforme a estudante, há grande satisfação em poder provar que meninas do interior como ela, de apenas 17 anos, são capazes de desenvolver ciência e que seu sonho é representar o Brasil em uma Feira de Ciências em Dubai com um projeto de alto nível. “Conseguimos atingir o primeiro objetivo do nosso projeto que é a comprovação da eficácia da Lima na desinfecção, mas queremos, ainda, fazer mais testes para entendermos melhor esse processo e aprimorarmos essa proposta. Estamos, agora, em busca de laboratórios que realizam análises de água, ou parcerias, para conseguirmos recursos financeiros e dar seguimento a este estudo”, completou.

O projeto conta também com os fatores econômico e sustentável, pois utiliza, ao longo do processo, o sol e uma fruta de baixo custo, que também pode ser cultivada. Além disso, a desinfecção utiliza garrafas de vidro ou PET, promovendo um destino diferente do descarte na natureza, contribuindo para a reciclagem, visto que o plástico demora anos para se decompor. Recentemente, Tainá viajou ao Recife, capital de Pernambuco, para expor seu trabalho em uma feira de ciências. “Isso só foi possível graças ao apoio do laboratório Nutrisegura em Vitória da Conquista, que nos acolheu para fazer as análises sem custo algum, além de outros parceiros que nos ajudaram a arcar com as despesas da viagem”, finalizou.

Leia mais...

ITABUNA: MAIS UM REGISTRO DA FALTA DE GESTÃO DE ÁGUA

Na rua José Alves do Reis (rua da escola de música Clave de Sol), bairro Jardim Vitória em Itabuna, temos mais um caso de falta de gestão de água no município. Segundo relatos de moradores feito ao Ipolítica, existe uma encanação que jorra água em todos os períodos do dia, e isso vem ocorrendo já faz uma semana. É uma área central da cidade, inclusive com acesso ao Shopping Jequitibá e demais serviços. Além do desperdício de água (e esse com certeza é só mais um caso de tantos outros pela cidade), o local fica exposto a proliferação de mosquitos (riscos de casos dengue, por exemplo) e também se torna vetor de doenças de veiculação na água, como leptospirose.

É uma rua movimentada.

O Ipolítica tem acompanhado com ênfase os problemas relacionais a saúde ambiental do município nos últimos meses, em especial a qualidade do serviço de água e esgoto, nas vésperas de uma possível privatização da EMASA.

Leia mais...

EMBASA E PREFEITURA DE URUÇUCA DEBATEM SOLUÇÕES PARA ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM SERRA GRANDE

A regularização de 415 lotes da área conhecida como Ecovila, localizada no distrito de Serra Grande, em Uruçuca, vai ampliar a demanda pelo serviço de abastecimento de água do município em 50%. Esse foi um dos temas discutidos nesta segunda-feira (18) por representantes da Embasa com o prefeito Moacyr Leite Júnior.

De acordo com o gestor, existe um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público, o que motivou a inclusão da área no Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) da cidade. “Como já houve a assinatura do convênio de cooperação, nos compete agora identificar no estudo de viabilidade técnica e econômica (EVTE) a perspectiva de atendimento da área, com os investimentos necessários e fontes de recursos já constando no contrato de programa”, esclareceu Felipe Madureira, gerente da Unidade Regional de Itabuna (USI).

Também estiveram presentes no encontro a presidente da Associação de Moradores da Ecovila, dona Onildes; o administrador de Serra Grande, Duda Porfírio; o vereador Jardel Félix e o gerente do escritório local da Embasa em Uruçuca, José Carlos Moreira Lopes.

Uma nova reunião para avançar na renovação do contrato de programa com a concessionária está prevista para o dia 14 de março. A prefeitura deseja que a Embasa amplie o serviço de esgotamento sanitário na sede municipal. Com foco na importância ambiental e no apelo turístico de Serra Grande, já foram investidos R$ 4,7 milhões na construção do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da localidade, beneficiando 2.300 moradores. O coordenador de contratualização Erick Fernandes afirmou que “a Embasa se compromete a atualizar os estudos feitos para atendimento da área e licitar a contratação de um projeto executivo. Haja vista o grande impacto que a inclusão da Ecovila provocará tanto no sistema de abastecimento de Uruçuca quanto no SES de Serra Grande, um passo a passo cuidadoso se faz necessário para que a qualidade dos nossos serviços não seja afetada por esse aumento da demanda”.

Leia mais...

PROPOSTA PREVÊ DESCONTO PARA PAGAMENTO ANTECIPADO EM CONTAS DE ENERGIA, ÁGUA E TELEFONE

A proposta está em análise na Câmara dos Deputados. Segundo o autor, deputado José Nelto (Pode-GO), um texto arquivado na legislatura passada (PL 2933/15) mantém a relevância e deve voltar a tramitar (agora sob a forma do PL 162/19). “Se no atraso há juros de mora e encargos, o pagamento antecipado deve resultar em benefícios”, comparou.

O projeto de lei prevê que o desconto para pagamento antecipado das faturas seja de pelo menos 5% do valor total. O consumidor deverá ser informado dessa possibilidade na própria conta apresentada pela concessionária dos serviços públicos.

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Com informações da Agência Câmara.

Leia mais...

ITABUNA: EMASA COMEÇA A NORMALIZAR ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Duas carretas de produtos químicos para tratamento de água conseguiram chegar, na madrugada de hoje (29), à Estação de Tratamento de Água do São Lourenço, em Itabuna, escoltada pela Polícia Rodoviária Federal.

Com a chegada dos produtos, o tratamento da água voltará a ser normalizado, devendo o sistema voltar a funcionar plenamente nas próximas 24 horas. A Emasa solicita a todos os consumidores que continuem economizando água, uma vez que o abastecimento será normalizado após 48 horas.

Leia mais...

BARRAGEM DO RIO COLÔNIA ENTRA EM FASE DE TESTES

A Barragem do Rio Colônia, em Itapé, construída pelo Governo da Bahia, está com 96% das obras concluídas, com a montagem dos equipamentos hidromecânicos, que é a execução das comportas. A barragem já está em fase de testes, com o início da reservação de água.

A barragem possui eixo com comprimento de 124 metros e altura de 21,4 metros e quando atingir o nível mais alto possuirá volume total de mais de 62 milhões de metros cúbicos de água. Além de garantir o abastecimento de água para os cerca de 230 mil moradores de Itabuna e contribuir para a atração de novos empreendimentos, a barragem minimizará ainda o problema das enchentes que inundam parte da cidade de Itabuna e melhorará as condições sanitárias do Rio Cachoeira.

A obra inclui ainda a mudança do traçado da Rodovia BA-120, que liga Itapé a Itajú do Colônia, relocação de linhas de energia, e construção de casas para as famílias que ocupam a área que formará o espelho d´água. O valor total de investimento é R$ 108.498.283,00.

Leia mais...

ENTROU ÁGUA!

A turma do PCdoB presente no grito dos excluídos parece que esqueceu que Wenceslau, enquanto vice-prefeito, tentou vender a Emasa de qualquer jeito, e que o então candidato Davidson Magalhães afirmava durante a campanha eleitoral em 2016 que, se eleito, faria uma Parceria Público-Privada. No 7 de setembro, eles desceram a Avenida Cinquentenário voltando aos tempos em que se fingiam contra. Por isso a cidade deu a resposta que deu na eleição municipal.

Entrou água II

Eles esquecem também que, para tentar vender a Emasa, fizeram plágio do Plano de Saneamento Básico – PMSB. Encaminharam proposta à Câmara de Vereadores tentando vender a Emasa para a Odebrecht Ambiental. A relação deles com a  Emasa foi tão profunda que até o diretor de planejamento indicado pelo partido saiu de lá usando pulseira de metal direto para o presídio. Entrou água, e salgada ainda por cima.

Leia mais...